Buscar
 
 

Resultados por:
 

 


Rechercher Busca avançada

Conectar-se

Esqueci minha senha

Últimos assuntos
» [Notícia] Jorge Lorenzo abandona Moto GP
por Serzedo Qui Nov 14 2019, 14:53

» Picos de Europa y Euskal Herria
por Elisio FJR Qua Nov 06 2019, 16:13

» Roteiro Gastronómico Motard
por javiermc69 Ter Out 29 2019, 19:10

» Rota dos Pueblos Medievales – Agosto 2019
por Carlospira Sab Out 26 2019, 20:42

» [Notícia] Miguel Oliveira triste com a KTM
por Serzedo Qui Out 24 2019, 16:17

» Tradicionais festejos em Honra do Forum Viajar de Mota em Alcobaça
por Serzedo Seg Out 21 2019, 10:26

» Alpes (Itália, Áustria e Eslovênia)
por José Luiz Qua Out 16 2019, 22:16

» Picos
por Cesar Filipe Qua Out 09 2019, 13:10

» N304 Campeã-Mondim Basto.“Europe’s Greatest Driving Roads”
por ricmags Dom Set 29 2019, 23:24

» PASSEIO COM SABORES 2ª EDIÇAO (setembro)
por Espsanto Qui Set 19 2019, 00:22

» Travel Events 2019
por MotardFeio Seg Set 16 2019, 09:03

» Quatro Lagos num só dia
por Serzedo Ter Set 10 2019, 10:14

» As melhores trilhas moto trail em Portugal
por Espsanto Ter Set 03 2019, 22:51

» Marginal até Cabo da Roca
por Goncas Ter Set 03 2019, 15:07

» PIRINÈUS - Route Historique du Tour
por José Luiz Sab Ago 31 2019, 00:13

» Las Bardenas - Um deserto ao pé da porta
por ricmags Sex Ago 30 2019, 00:31

» BMW CKLT Jantar das Terças Feiras By João Luis
por Joao Luis Seg Ago 26 2019, 18:50

» Geres - Barragem Alto Rabagão
por shpedro Qua Ago 21 2019, 14:24

» Primeiros passeios
por Carlos Balio Dom Ago 18 2019, 11:41

» Aragão por LoneRider - A Rota dos Rios
por Carlos Balio Dom Ago 11 2019, 07:52

» Picos da Europa, desta vez em 3x1
por Carlos Balio Dom Ago 11 2019, 07:51

» BMw r 1250 vs, piloto com 170 cm
por DiogoRodrigues Ter Jul 16 2019, 09:21

» [Notícia] Miguel Oliveira pontua no MotoGP
por carlos lopes Dom Jun 30 2019, 15:48

» Que é feito da Box46?!?
por carlos lopes Sex Jun 28 2019, 22:01

» Passeio a Andorra
por carlos lopes Sex Jun 28 2019, 21:58

» N2 a dois... em 3.
por Cobra Sex Jun 28 2019, 19:20

» como transportar moto do brasil para portugal
por Mário Rabelo Dom Jun 16 2019, 22:44

» Volta ao Mundo de Francisco Sande e Castro
por Serzedo Sex Maio 31 2019, 13:12

» [Novidade] Motos & Destinos tem grupo no MeWe.
por Serzedo Qui Maio 23 2019, 16:19

» [Social] Encontrei a malta da WOMCO
por Serzedo Qui Maio 23 2019, 10:48

» Porto/Pinhão EN 222 mais bela mundo e EN 108.
por Serzedo Ter Abr 16 2019, 09:21

» 25º Moto Rali Turísitico do MC Porto_26 e 27 de Abril
por AMCosta Ter Abr 09 2019, 22:45

» Dia Nacional do Motociclista-Albufeira - 28/04/2019
por AMCosta Ter Abr 09 2019, 22:40

» Calendários de Mototurismo FMP - 2019
por AMCosta Ter Abr 09 2019, 22:34

» A nossa EN2
por Vítor Soares Seg Abr 08 2019, 17:09

» [Revista digital] Andar de Moto
por Serzedo Ter Mar 26 2019, 10:29

» Aniversário Motos&Destinos 16/17 Março 2019
por Serzedo Qui Mar 21 2019, 18:27

» N222 - A melhor estrada do mundo!
por Swift Qui Mar 07 2019, 12:32

» Escandinávia 2017
por Gracinda Ramos Sex Fev 22 2019, 21:09

» Passeio a Toledo
por Cesar Filipe Ter Fev 19 2019, 10:40

» Entre Serras e Rios...
por volksg Dom Fev 17 2019, 14:09

» Regulamento do concurso "Crónica do ano" - Motos & Destinos
por Serzedo Sex Fev 01 2019, 10:15

» [Notícia] Moçambique-Amarante de moto durante 30 dias
por luisfilipe Dom Jan 27 2019, 23:06

» TRAVELER´S EVENT
por tmr77 Qui Jan 17 2019, 14:24

» Apresentação do projecto Go Moto Travel
por NMENDES Qua Jan 16 2019, 17:23

Tempo
Experimentei uma eléctrica de luxo Logo_im
Al!ve FM

Quarta-feira das 21h às 24h Burn - A hora dos motards

Mapas
Experimentei uma eléctrica de luxo Maps_32dp
Flux RSS


MSN 
AOL 


Doação por Paypal
Experimentei uma eléctrica de luxo Pixel

Experimentei uma eléctrica de luxo

Ir em baixo

Experimentei uma eléctrica de luxo Empty Experimentei uma eléctrica de luxo

Mensagem por TodayAdventure em Ter Set 27 2011, 20:15

Tive recentemente oportunidade de experimentar uma scooter eléctrica, que é uma espécie de modelo de luxo nesta classe. Cortesia da MotoMorais, em Bragança. Não tive preocupações de ver o "catálogo nacional" de eléctricas à venda em Portugal, mas julgo que este deve ser o modelo de scooter eléctrica mais caro à venda no país. Calhou o Carlos Ferreira e a Paula Matias aparecerem cá na cidade no fds em que andava com a bichinha e tiveram oportunidade de a ver - e de a tentarem perseguir serra acima. Very Happy

Alguns números de catálogo do modelo que experimentei, o Vectrix VX-1 Li, com baterias de Lítio:

Velocidade de ponta: limitada electronicamente a 100 km/h reais (no ponteiro 115 Km/h)
Aceleração: 6 segundos dos 0 aos 80 km/h
Peso: cerca de 200 Kg
Potência máxima: 21 KW (uns 28-29 CV)
Autonomia máxima de 80 km
Tempo de carga da bateria de Lítio: 3 a 4 horas (carregador de 1.5 kW)
Preço de 2011 do modelo VX-1 Li: cerca de 10200 €
Duração anunciada das baterias: 10 anos ou 80.000 kms (Nota: a "duração" típica é baseada num critério de redução de uma percentagem de capacidade de armazenar energia - creio de de 20%)

Nota: A Vectrix é uma marca americana. Site do fabricante: http://vectrixeurope.com/ . Manual da moto em português: http://www.vectrix.com/pdf/manuals/Portugese-manual.pdf .

Impressões do meu teste:

1) Acelerações impressionantes! Surprised As prestações desta scooter são normalmente comparadas com equivalentes de 250-400 cc de motor a combustão, mas a sensação é de que a aceleração é bem superior. Explico isto mais à frente.

2) Apesar dos 200 kg, a scooter maneja-se muito bem na cidade e o centro de gravidade é muito baixo. A suspensão é para o firme, mas o banco muito confortável para o condutor (já o pendura tem os poisa-pés demasiado altos). Há duas posições para os pés do condutor: na plataforma horizontal e colocados à frente, como numa custom. Gostei particularmente desta última, perfeitamente praticável aqui nesta (pequena) cidade com trânsito moderado.

3) Alguns plásticos aparentam uma qualidade mediana e alguns detalhes de acabamento mostram uma qualidade de construção um pouco aquém das japonesas. Mas a estética é, em minha opinião, muito apelativa. Nos paralelos há barulhos que não cheguei a perceber se eram plásticos ou provenientes dos órgãos de transmissão.

4) Simplicidade total. Uma scooter eléctrica tem cerca de 10% das peças de uma moto com motor de combustão - o que significa menos possibilidades teóricas de avaria - não tem manutenções periódicas e o funcionamento da instrumentação é do mais simples.

5) Autonomia: MUITO variável e poderá nada ter a ver com o máximo anunciado pela marca (80 km). A consumo de energia tem essencialmente a ver com: i) aceleração ii) velocidade. Grandes acelerações e grandes velocidades (muito fáceis de conseguir) acabam com a bateria "num instante". A moto também é muito sensível ao peso transportado. Um pendura pesadito aumenta o consumo. Há duas indicações sobre a carga e a autonomia. Um gráfico de barras semelhante ao do mostrador de nível de gasolina que exibe a carga disponível e sobretudo um indicador da "estimated range" (distância estimada que ainda podemos percorrer até esgotar a energia). Se formos muito suaves a acelerar e/ou em descida, esta "distância estimada" pode ser bastante grande, mas umas "gazadas" de acelerador a fundo e autoestrada a fundo fazem com que esta indicação passe a ser de 20 ou 30 km. Esta indicação de "distância estimada" está sempre a mudar e é baseada no estilo de condução durante um certo número de quilómetros anteriores. Não andei uma carga inteira a fundo, mas acredito que a autonomia pode não ir além dos 25/30 Km, se andarmos depressa (e a bicha convida a isso).

6) ZERO emissões de gases poluentes, é claro. É muito silenciosa, mas faz um pequeno barulho semelhante a uma turbina. É um facto que temos de contar com distracções constantes dos peões e automobilistas que não nos ouvem aproximar - e fazem manobras sem olhar (porque nada ouvem). Senti isso perfeitamente nesta pequena experiência de condução. É preciso bastante cuidado.

7) A forma como a potência é entregue neste motor (suponho que é uma característica típica de todos os eléctricos) é diferente da que acontece nos motores de combustão. A diferença é bem notória. Um motor eléctrico tem um arranque fulgurante e a potência máxima ocorre a muito baixa rotação. É uma experiência muito interessante, estarmos a meio de uma curva, vermos que há margem para alargarmos a trajectória e enrolarmos o punho. A moto responde com uma rapidez impressionante que os que curvam com um motor de combustão a média rotação não estão habituados. Mais estranho ainda, em (quase) total silêncio. É por causa deste comportamento diferente do motor eléctrico que fica a sensação de estarmos a conduzir uma moto mais potente do que as típicas 250-400 cc com que a comparamos.

8 ) Travagem regenerativa: quando nos habituamos, não queremos outra coisa. Para além dos travões traseiro e dianteiro (Brembo) que se accionam da forma convencional nas scooters, é possível travar com o motor, rodando o punho na direcção contrária à da aceleração. Não só desta forma se pode travar, como as baterias carregam durante a travagem e a autonomia aumenta um pouco. Ao princípio não estamos habituados e estranhamos esta possibilidade de travagem, mas depois começamos a usar e pouco utilizamos os travões convencionais. Muito fixe!

Em conclusão: a autonomia reduzida (na prática) e o tempo necessário para o "reabastecimento" são ainda um enorme obstáculo a que esta eléctrica de luxo (e as eléctricas, de um modo geral) sejam usadas fora de um contexto puramente citadino e/ou suburbano. É pena, pois é um veículo extremamente agradável de conduzir, muito veloz, ecológico, simples, virtualmente sem manutenção e ultra-económico. No outro lado da moeda está obviamente o seu preço. 10 000 € ainda é algum dinheiro e um motociclista faz ainda frequentemente o raciocínio: eh pá, por estes carcanhóis, posso comprar uma "moto a sério". Mas para quem ande 40 a 50 km diariamente na cidade, já vale a pena fazer as contas ao tempo que este investimento na mobilidade leva a amortizar. A melhoria na tecnologia das baterias certamente ditará uma maior competitividade destes veículos no futuro. Aguardemos. Obrigado à MotoMorais por esta experiência tão interessante!

Uma rapidinha de fotos...

Experimentei uma eléctrica de luxo Img8490800x600

Experimentei uma eléctrica de luxo Img8492800x600

Experimentei uma eléctrica de luxo Img8498800x600

Experimentei uma eléctrica de luxo Dsc0009800x600

Zé Paulo.

________________________
Experimentei uma eléctrica de luxo Colagem4s
--
Today Adventure's World: http://todayadventure.blogspot.com/
TodayAdventure
TodayAdventure
A tirar a carta
A tirar a carta


http://todayadventure.blogspot.com/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Experimentei uma eléctrica de luxo Empty Re: Experimentei uma eléctrica de luxo

Mensagem por Serzedo em Ter Set 27 2011, 20:31

Bem... esta experiência vem muito mais detalhada que a das revistas. Palmas

Realmente o que me faz comichão é mesmo o preço e o tempo de carga/autonomia, porque uma Deauville novinha custa menos que essa Vectrix.

Num futuro próximo acredito que vão conseguir rivalizar com os motores de combustão, mas para já e para uma parte muito grande do público, ainda precisam de evoluir mais!! Sim

"V"

________________________
MeWe | | LinkedIn | | Mototurismo a dois | | Spritmonitor.de
Andar de mota é uma arte e cair... faz parte!! Fábio Pereira é o meu nome, Serzedo a minha terra.
Serzedo
Serzedo
Manda chicotadas.
Manda chicotadas.


https://www.mewe.com/i/fábiopereiraserzedo

Voltar ao Topo Ir em baixo

Experimentei uma eléctrica de luxo Empty Re: Experimentei uma eléctrica de luxo

Mensagem por coliveira em Ter Set 27 2011, 20:41

Tenho um colega de trabalho que possui uma eléctrica que já experimentei, mas não fiquei fã. A ciclistica da moto é muito fraca, mas ele já fez mais de 15.000 km e só teve problemas com o amortecedor traseiro.

Para a semana vai trocar de moto pois vai buscar esta Vectrix a Espanha.

Experimentei uma eléctrica de luxo L-1264231259-02

Vamos lá ver se dou uma voltinha e depois consigo aqui colocar o meu ponto de vista.

PS. A menina não está incluída do negócio Laughing
coliveira
coliveira
Zero à direita
Zero à direita


Voltar ao Topo Ir em baixo

Experimentei uma eléctrica de luxo Empty Re: Experimentei uma eléctrica de luxo

Mensagem por Constancio em Ter Set 27 2011, 22:30

Excelente relato, Zé Paulo (como sempre).

A ideia das eléctricas não me atrai principalmente por esse (grande, a meu ver) problema que é a autonomia e o tempo de carga.
Este tipo de motos apenas poderá ser usado por que faça poucos quilómetros diários (centros urbanos e periferias).
Imaginem fazer moto-turísmo e ter que parar a cada 80 KMs (na melhor das hipóteses) durante 3 a 4 horas para recarregar o "bicho"...

Um grande abraço Zé Paulo.

________________________
António Constâncio.
Constancio
Constancio
Zero à esquerda
Zero à esquerda


Voltar ao Topo Ir em baixo

Experimentei uma eléctrica de luxo Empty Re: Experimentei uma eléctrica de luxo

Mensagem por psousa em Ter Set 27 2011, 22:43

Felizmente a ameaça de falência da Vectrix não se confirmou. Às vezes cruzo-me com uma de cor bordeaux em Lisboa, e realmente apenas se ouve um ligeiro zumbido.
Só é pena é mesmo a autonomia. Ainda há alguns anos não havia telemóveis, e hoje andamos todos com um no bolso. É uma questão de tempo até se conseguir mais autonomia.

Cumprimentos,
Pedro

________________________
____
Pedro Sousa
BMW F650GS
psousa
psousa
Zero à direita
Zero à direita


Voltar ao Topo Ir em baixo

Experimentei uma eléctrica de luxo Empty Re: Experimentei uma eléctrica de luxo

Mensagem por Tuga em Ter Set 27 2011, 23:05

Boas,

Penso que quando as eléctricas tiverem uma autonomia como deve de ser vão ser um sucesso, a não ser que a electricidade aumente 30% Laughing .

Quanto a troca do teu amigo COliveira, cuidado que "essa" eléctrica deve ter uns consumos upa upa ... Twisted Evil .

Tuga

________________________
Tuga
Tuga
Tuga
Zero à direita
Zero à direita


Voltar ao Topo Ir em baixo

Experimentei uma eléctrica de luxo Empty Re: Experimentei uma eléctrica de luxo

Mensagem por TodayAdventure em Ter Set 27 2011, 23:54

Esqueci-me de dizer que a bichinha tem marcha atrás - para andar como o caranguejo, basta rodar o punho no sentido contrário ao da aceleração.

Fiz umas contas por alto, a respeito do "prazo" para amortização de um bicho destes.

Pressupostos (são muito aproximados mas não totalmente disparatados):

1) Um consumo da eléctrica de cerca de 0,4 € / 100 km.
2) Comparação com uma scooter com motor de combustão que gaste 4 litros aos 100 km.
3) Preço da gasolina 95 de 1.6 € /litro

Contas só em relação ao consumo energético:

Custos por cada 100 km - combustão: 1.6 x 4 = 6.4 €
Custos por cada 100 km - eléctrica: 0.4 €
Diferença por cada 100 km: 6 € (6.4 - 0.4)

Diferença por cada 10 000 km: 600 €
Diferença por cada 100 000 km: 6 000 €

Se admitirmos que a scooter de combustão custa 4 000 € e como a Vectrix custa 10 000 €, a diferença no preço de compra seria amortizada apenas ao fim de uns 100 000 km. Em termos de tempo de utilização, admitindo distâncias diárias de 50 km, dá 5 anos e meio. É muito tempo e muita distância.

Em acréscimo há que considerar que a eléctrica não tem revisões (nada de mudança de óleo, velas, etc), mas a não esquecer que uma bateria com 100 000 kms já pede substituição e não deve ser barata. E, claro, o usufruto de uma eléctrica é muito mais limitado do que uma "combustível".

Se na comparação com a Vectrix, a amortização demora algum tempo, já em relação a uma scooter eléctrica mais em conta, que custe mais 1000 ou 2000 euros do que a de motor de combustão, a coisa muda de figura e uns 20 000 kms (um ano a um ano e meio) podem ser suficientes para amortizar completamente o investimento na eléctrica. Já é caso para pensar nesta solução de mobilidade, exclusivamente na cidade.

Zé Paulo.

________________________
Experimentei uma eléctrica de luxo Colagem4s
--
Today Adventure's World: http://todayadventure.blogspot.com/
TodayAdventure
TodayAdventure
A tirar a carta
A tirar a carta


http://todayadventure.blogspot.com/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Experimentei uma eléctrica de luxo Empty Re: Experimentei uma eléctrica de luxo

Mensagem por Carlos Balio em Qua Set 28 2011, 09:27

Obrigado pela informação, nunca é demais... e também assim em detalhe nunca vi em revista alguma.
Julgo que ainda não atingimos um bom patamar para optar por um veículo eléctrico. Vejamos o caso da autonomia, que para fazer uma voltinha por exemplo no meio da montanha, é um entrave do caraças.
Mas desculpem também um aparte... mas ouvir o roncar das nossas meninas também é um previlégio.
Abraço
Carlos Balio
Carlos Balio
Já sai à rua a conduzir.
Já sai à rua a conduzir.


Voltar ao Topo Ir em baixo

Experimentei uma eléctrica de luxo Empty Re: Experimentei uma eléctrica de luxo

Mensagem por Krizz em Qua Set 28 2011, 20:38

A minha scooter preferida!!
Se tivesse €€€€€ era a que comprava.
Krizz
Krizz
Zero à esquerda
Zero à esquerda


Voltar ao Topo Ir em baixo

Experimentei uma eléctrica de luxo Empty Re: Experimentei uma eléctrica de luxo

Mensagem por Luís Azevedo em Qua Set 28 2011, 23:36

Apenas duas "notas".

O preço deste tipo de "novidades" tenderá a melhorar com a massificação, assim como a melhorar as capacidades, designadamente a autonomia que parece ser o ponto critico. O barulho do motor será apontado, no futuro e após a habituação, como motivo de risada sobre nós os antepassados.

No fim de semana do Travel Event andei na scooter que lá tinham e fiquei surpreendido na primeira vez que cortei no acelerador e a moto manteve a velocidade de uma forma mais acentuada que uma 2T...
Luís Azevedo
Luís Azevedo
Ainda é motorato!
Ainda é motorato!


Voltar ao Topo Ir em baixo

Experimentei uma eléctrica de luxo Empty Re: Experimentei uma eléctrica de luxo

Mensagem por Cavaleiro Negro em Qui Set 29 2011, 00:25

Excelente apreciação desta alternativa emergente, focando os detalhes que realmente têm importância para um motociclista, nada daquele paleio típico das revistas que mais parecem anúncios. Sonho com uma SV eléctrica, mas acredito que ainda vou ter de fazer mais 100.000km na de gasosa antes da alternativa ser equiparada. Mas aos poucos, lá chegará... Só é preciso encontrar um meio de produzir electricidade sem poluir e uma bateria que realmente possua o poder de carga à escala necessária (ou um reactorzinho dentro do quadro a bombar electrões eheh). Entretanto, cá estarei à espera de enrolar o punho em curva... Mais ainda! Muito obrigado Zé Paulo Very Happy

________________________
Olhar para onde se quer ir.
Cavaleiro Negro
Cavaleiro Negro
Zero à direita
Zero à direita


http://raulpinavicente.deviantart.com/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Experimentei uma eléctrica de luxo Empty Re: Experimentei uma eléctrica de luxo

Mensagem por Elisio FJR em Sex Set 30 2011, 17:55

Today Hi,

Não sei o que fazes profissionalmente mas já te digo que o teu relatório é digno de um expert jornalista e por isso e pela tua disponibilidade fui obrigado a dar-te um M!

Não quero ser muito desmancha prazeres dos grandes fans dos motores eléctricos mas parece que isso de serem ecológicos é mesmo uma grande treta (há cientistas a denunciar a situação)! Quero dizer, os motores são ecológicos agora a poluição necessária para os carregar com electricidade (não falo sequer do problema das baterias) é que não são nada ecológicos, estou a falar do modo (mix) como a electricidade é produzida nos países ocidentais! Pelos vistos andar 100 kms com um carro eléctrico polui muitissimo mais o planeta do que andar 100 kms com um convencional!!!

Mas claro que a indústria automóvel é extremamente poderosa, está instalada nos países que mandam e claro, como necessitam de novas oportunidades de mercado fazem lobbie e este resulta!!!


________________________
MY LIFE IS A HELL!!!
Elisio FJR
Elisio FJR
Já sai à rua a conduzir.
Já sai à rua a conduzir.


Voltar ao Topo Ir em baixo

Experimentei uma eléctrica de luxo Empty Re: Experimentei uma eléctrica de luxo

Mensagem por TodayAdventure em Sex Set 30 2011, 18:22

@Elisio FJR escreveu:
Não sei o que fazes profissionalmente mas já te digo que o teu relatório é digno de um expert jornalista e por isso e pela tua disponibilidade fui obrigado a dar-te um M!

Olá Elísio. A minha ocupação principal é o ensino e tenho estado, nos últimos anos, na direcção de um pequeno "museu" de ciência da cidade onde trabalho.

Continuam-me a castigar com essas coisas dos M(s) que logo à logo me vão tirar o sono... Sois maus! Smile Mas aprecio que gostem dos reports. São experiências novas para mim e gosto de as partilhar com os outros.

@Elisio FJR escreveu:
Não quero ser muito desmancha prazeres dos grandes fans dos motores eléctricos mas parece que isso de serem ecológicos é mesmo uma grande treta (há cientistas a denunciar a situação)! Quero dizer, os motores são ecológicos agora a poluição necessária para os carregar com electricidade (não falo sequer do problema das baterias) é que não são nada ecológicos, estou a falar do modo (mix) como a electricidade é produzida nos países ocidentais! Pelos vistos andar 100 kms com um carro eléctrico polui muitissimo mais o planeta do que andar 100 kms com um convencional!!!

Eu não falei (propositadamente) desta questão, mas ela já surgiu no grupo dos Motoólicos no Facebook. Há muitos fabricantes que são cuidadosos na linguagem que usam. Dizem que os seus eléctricos têm zero emissões de gases poluentes. É verdade. Não dizem normalmente que não tem impacto no planeta - porque não é assim. O que mencionas é bem verdade, e já o tinha referido nos Motoólicos. Há várias formas de produzir energia e muitas delas poluentes e/ou de exploração arriscada (nuclear, fósseis, carvão, etc). Assim, os veículos eléctricos TÊM seguramente um certo impacto ecológico - ele não é nulo! O que não me parece fácil é a contabilização deste impacto. Diferentes países produzem a sua energia de formas muito variadas, com uma combinação complexa de fontes energéticas. E esta combinação de fontes energéticas varia muito ao longo do tempo. Há poucos anos atrás, a energia produzida através de fontes ditas renováveis em Portugal, era bem menor do que é nos dias de hoje. O que é novidade para mim é que haja conclusões seguras de que os veículos eléctricos poluem mais do que veículos com motor de combustão. Se tiveres alguma boa leitura que esclareça esta questão, era fixe se a pudesses partilhar connosco.

Zé Paulo.

________________________
Experimentei uma eléctrica de luxo Colagem4s
--
Today Adventure's World: http://todayadventure.blogspot.com/
TodayAdventure
TodayAdventure
A tirar a carta
A tirar a carta


http://todayadventure.blogspot.com/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Experimentei uma eléctrica de luxo Empty Re: Experimentei uma eléctrica de luxo

Mensagem por carlosrosa em Sex Set 30 2011, 22:35

Excelente report de quem viu com olhos de utilizador.
Mérito atribuído.
Deixa lá a malta dar méritos, é a única oportunidade de darmos nota a um professor Universitário. Palmas

Abraço
Carlos
carlosrosa
carlosrosa
Já conduz... mal!
Já conduz... mal!


Voltar ao Topo Ir em baixo

Experimentei uma eléctrica de luxo Empty Re: Experimentei uma eléctrica de luxo

Mensagem por carlosferreira em Sab Out 01 2011, 23:15

Era uma bela montada só é pena ser tão caro e posso dizer que anda bem nas horas e curva muito bem Smile
carlosferreira
carlosferreira
Motociclista a começar.
Motociclista a começar.


Voltar ao Topo Ir em baixo

Experimentei uma eléctrica de luxo Empty Re: Experimentei uma eléctrica de luxo

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum