Buscar
 
 

Resultados por:
 

 


Rechercher Busca avançada

Pub
Conectar-se

Esqueci minha senha

Últimos assuntos
» Trás-os-Montes e Alto Douro
por Cesar Filipe Qui Dez 13 2018, 21:37

» Escandinávia 2017
por Gracinda Ramos Qui Dez 13 2018, 19:10

» África é o Destino
por Serzedo Qui Dez 13 2018, 10:43

» [Crónica] Stelvio - Dolomitas - Croácia - Roma (2018)
por sat_ON_fire Sab Dez 01 2018, 15:40

» [Notícia] Moçambique-Amarante de moto durante 30 dias
por Serzedo Qui Nov 22 2018, 18:10

» [Novidade] Harley-Davidson LiveWire
por Serzedo Qui Nov 15 2018, 10:36

» Aldeias históricas e a Excomungada!
por ssousa Qui Nov 08 2018, 23:08

» Marginal até Cabo da Roca
por Zecacbr Seg Nov 05 2018, 21:04

» Passeio pela costa - de Mira a Gaia.
por Rico Sousa Dom Nov 04 2018, 16:26

» Tradicionais festejos do Forum Viajar de Moto em Alcobaça
por viteze Dom Nov 04 2018, 14:21

» De Santarem a Alcobaça 20-10-2018
por Jorge CBFista Sex Out 19 2018, 20:26

» Contacto da administração.
por Serzedo Sex Out 19 2018, 13:09

» [Notícia] Ton-Up Garage: petiscos e motas no Porto
por mazevedo Ter Out 09 2018, 14:11

» Tradicionais festejos do Forum Viajar de Moto em Alcochete
por carlosrosa Sex Out 05 2018, 21:09

» Fim de Semana em Avis.
por Zé Oliveira Seg Out 01 2018, 00:58

» As melhores trilhas moto trail em Portugal
por tmr77 Ter Set 25 2018, 16:14

» VIAGEM A TARAMUNDI
por Vitor Silva Sab Set 22 2018, 19:19

» 2017 - Milão/Stelvio/Dolomitas/Liubliana/Verona
por nunomsp Qui Set 20 2018, 16:59

» 27º ANIVERSARIO BMW Motoclube de Portugal - Covilhã
por Joao Luis Qua Set 19 2018, 15:11

» BMW CKLT Jantar das Terças Feiras By João Luis
por Joao Luis Qua Set 19 2018, 14:18

» Passeio a Toledo
por Carlospira Seg Set 17 2018, 18:01

» [Notícia] Fenati abandona motociclismo...
por Vitor Silva Ter Set 11 2018, 18:01

» TRAVELER´S EVENT
por Joao Luis Seg Set 10 2018, 10:49

» Alguma volta programada?
por Joao Luis Seg Set 10 2018, 00:08

» [Novidade] Agora o Motos & Destinos também no Topic'it
por Serzedo Dom Set 09 2018, 02:59

» O Caminho de Mota para a India
por Joao Luis Qua Set 05 2018, 20:45

» Aldeia da Pena e Estada do Portal do Inferno
por Carlos Balio Seg Set 03 2018, 13:39

» Passeando pela Arrábida
por Serzedo Dom Ago 12 2018, 00:11

» Passeio a Santiago de Compostela
por Elisio FJR Ter Ago 07 2018, 15:47

» Fui ver o Mar e a Serra
por Elisio FJR Ter Ago 07 2018, 15:27

» PASSEIO NA GALIZA
por Elisio FJR Ter Ago 07 2018, 15:16

» XASSOS 2018
por tdg-rui Sex Ago 03 2018, 10:15

» Rolls-Royce das motos
por tmr77 Qui Ago 02 2018, 16:25

» [Notícia] Dani Pedrosa termina carreira no final deste MotoGP
por Serzedo Qui Jul 12 2018, 17:17

» Route 66 Portuguesa, EN 2
por tmr77 Ter Jul 10 2018, 10:34

» Passeando pela raia
por Swift Seg Jul 09 2018, 15:00

» Suzuki V-Strom 650 XT - Avis, Estremoz
por Swift Seg Jul 09 2018, 14:58

» [Revista digital] Andar de Moto
por Serzedo Sex Jul 06 2018, 13:17

» Passeio pelo Douro
por Rambo Ter Jul 03 2018, 11:31

» Passeio até Lorvão
por Rambo Ter Jul 03 2018, 11:15

» Outono no Gerês
por tmr77 Ter Jul 03 2018, 10:13

» Deambulações pelo Norte
por tmr77 Ter Jul 03 2018, 10:04

» Picos da Europa Maio de 2018
por Carlos Balio Ter Jun 05 2018, 13:05

» MOTOCAMPING - Em Marvão e Castelo de Vide
por Espsanto Qui Maio 24 2018, 18:44

» Passeio á serra do Carvalho- ( Vila Nova de Poiares )
por Espsanto Qui Maio 24 2018, 17:52

Tempo
Al!ve FM

Quarta-feira das 21h às 24h Burn - A hora dos motards

Mapas
Flux RSS


MSN 
AOL 


Doação por Paypal

Volta ao Mundo de Francisco Sande e Castro

Página 1 de 4 1, 2, 3, 4  Seguinte

Ir em baixo

Volta ao Mundo de Francisco Sande e Castro

Mensagem por Joao Luis em Qui Nov 15 2012, 15:25

Mais um Portugues a dar uma volta ao Mundo, esta na Turquia por estes dias


Agri

Hoje tive um dia calmo e fiz mais de 400 Km numa estrada com longas rectas, onde me senti o Peter Fonda no “Easy Rider”, a circular a 120/130 só que sem estar pedrado. Pelo meio duas partes montanhosas com algumas curvas boas e onde a temperatura baixou dos 8 a 12º com que circulei a maior parte do dia, para 5º. A paisagem continuava árida, a fazer lembrar certas zonas de Marrocos.
Pelas duas da tarde parei numa tasca manhosa, junto a uma bomba de gasolina, onde comi qualquer coisa que tinha um ovo estrelado e era picante, não sei se por o ovo estar estragado ou se era mesmo assim. De qualquer forma não me fez mal. Bebi uma Fanta laranja, a segunda bebida oficial dos Turcos. A primeira é o chá que, tal como no sul do Brasil com o café, oferecem a cada oportunidade “free of charge”.
Depois daquele almoço, para desenjoar parei na bomba seguinte e comi umas bananas que tinha no saco desde o dia anterior, das quais consegui aproveitar três metades menos podres. O homem da bomba convidou-me para beber um chá e lá fiquei a tomar chá à conversa com um camionista durante uma meia hora. O engraçado é dizer à conversa porque ele só falava turco e eu ia dizendo palavras em várias línguas conforme a que me apetecesse no momento. Era indiferente o que era porque ele não percebia nenhuma.
É espantoso como há três dias que não encontro ninguém que fale outra coisa senão turco e tenho-me feito entender.
Na conversa com este simpático camionista ele perguntou-me de onde eu era e depois se falávamos a mesma língua que os Espanhóis e os Mexicanos, que países havia a seguir a Portugal, etc. Falámos sobre o frio que eu ia apanhar no Irão, sei lá, uma longa conversa baseada em gestos, palavras inventadas e expressões com que nos fizemos entender perfeitamente. Apareceu outro amigo a quem ele lhe disse de onde eu era e por fim despedimo-nos e cada um partiu na sua direção. O transito por ali é quase só camiões e como estamos perto da fronteira com o Irão e não longe da fronteira com a Síria começam-se a ver mais veículos militares que carros de polícia e passei mesmo por uma operação “stop” em sentido contrario ao que eu circulava que era feita por militares de metralhadora ao ombro e não por policias. Provavelmente também para controlarem as movimentações dos rebeldes curdos do PKK.
Amanhã vou tentar entrar no Irão mas o mais provável é ainda não ser possível. Nesse caso terei que voltar a uma cidade a 300 Km da fronteira onde há um consulado Iraniano, para pedir os papéis que me exigirem.
Se entrar só espero que os Americanos ou Israelitas não se lembrem de bombardear o país na semana em que lá estiver. Não que tenha medo de levar com uma bomba, que é pouco provável, mas receio que se isso acontecer o pessoal lá fique com mau humor para com quem vem deste lado.
Está-me a pingar água em cima do computador. Estes hotéis que eu arranjo ...
Há bocado, para explicar que não havia toalhas na casa de banho fiz sinal ao recepcionista como se estivesse a esfregar as costas mas ele deve ter pensado que eu estava a pedir um banho turco ou qualquer coisa do género. Fez uma careta como quem diz “não temos cá disso” e falou para uma miúda que era suposto falar inglês mas ... bute, não percebia nada. Até que ela disse: “então eu vou aí ao Hotel dentro de 5 minutos. Quando chegou mostrei-lhe o toalheiro vazio e então resolveu-se o enigma. O camionista teria percebido à primeira.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
avatar
Joao Luis
Já dorme com a moto!
Já dorme com a moto!


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Volta ao Mundo de Francisco Sande e Castro

Mensagem por Joao Luis em Qui Nov 15 2012, 15:28

Erzingan

Ontem à noite fiquei numa pequena cidade de província, que não são nada atrativas, e hoje arranquei pelas onze da manhã rumo a Oriente. O céu estava pouco nublado e a temperatura mais estável que ontem, entre os 8 e os 12º que, com o fato da Sidi, é agradável. A estrada era em piso que variava entre o bom e o razoável, com grandes rectas e muito pouco movimento. Talvez por a gasolina aqu
i ser das mais caras de europa, perto de dois euros por litro, e a população ter pouco poder de compra, a maioria dos turcos deve viajar em transportes públicos e reservam os carros só para circular em cidade.
Não sendo produtores de petróleo têm que o comprar aos vizinhos árabes e como o governo tem feito um esforço para se aproximar do Ocidente, chegando ao ponto de quererem insistentemente entrar para a Comunidade Europeia, quando só 30% do seu território é na Europa, os Iranianos e outros vizinhos não devem gostar da atitude e vendem-lhes o petróleo mais caro, mesmo se ele é aqui refinado.
Circulo largas dezenas de quilómetros a cruzar-me com meia dúzia de carros numa paisagem muito árida de pequenas elevações. Algumas vilas pelo caminho sempre com a imprescindível Mesquita com duas torres altas e estreitas de onde antes o imã local devia gritar para a população as rezas constantes, agora transmitidas através de potentes altifalantes que, nas cidades que têm duas ou três Mesquitas fazem concorrência entre si na captação de fiéis. Aliás não devem ter falta de clientes porque 97% da população é muçulmana e a maioria parece praticante assíduo. Também nestas pequenas vilas não deve haver melhor programa do que ir até à Mesquita rezar um pouco. No Hotel em que estou agora estava até um pequeno tapete dobrado em cima da mesa, do tipo tapete Persa individual feito na China, com uma espécie de terço deles por cima para se eu quisesse rezar quando ouvisse a voz do Imã nos altifalantes da Mesquita. O terço é diferente do dos católicos pois quase todas as contas são idênticas e estão juntas. Não me admira porque a reza deles parece-me muito repetitiva. Não têm aquela coisa de rezarem 10 Avé Marias e depois um Glória a Deus seguido de um Pai Nosso, etc. Aqui é sempre abdaluuuuuuuu la luuuuuu la luuuuuuu abdaluuuuuu.
Almocei num restaurante simpático e giro, saído do nada, com um carocha pendurado na entrada, e fiquei um pouco a ler ao sol antes de arrancar, para meia dúzia de quilómetros depois ser apanhado por um radar, que ali devia estar só para mim. Ainda pensei que como naquela parte do país a vida era mais barata as multas acompanhassem o nível de vida mas não. 154 Coroas turcas, ou seja 70 das nossas. Não veio nada a calhar.
Quando chegou o fim da tarde parei na primeira vila que encontrei para procurar um Hotel. A povoação tinha um ar sinistro mas entrei até à praça principal e única, com o pavimento escavacado, depois de atravessar uma ponte sobre um rio muito poluído a passar ao lado de prédios decrépitos a rodearem um supermercado novo. Quase toda a vila parou para ver este homem de moto com um fato estranho. Aliás não me admira porque a única moto que vi nos últimos três dias foi a minha. Voltei a ter uma conversa que já se tornou habitual. Quando eu pergunto: “Do you speak English?” respondem-me invariavelmente “No. Do you speak Turkish?” E por ali ficamos.
Perguntei a um rapaz por um Hotel que por acaso se diz Otel em Turco, e ele apontou-me um prédio com a largura de cinco metros na eminência de cair. De início pensei que estava a gozar mas logo surgiu um velho que perguntou: “Hotel?” E pôs-se a correr à frente da moto a fazer sinal para o seguir. Segui-o sem nenhuma vontade até um beco em terra batida polida por óleo e lixo calcados até às traseiras do dito prédio. Agradeci-lhe muito mas para seu desconsolo dei meia volta e voltei à estrada. Ficou noite e entrei numa serra onde a temperatura baixou para os 5º, que é o limite do desconfortável, mesmo com o aquecimento dos punhos ligado. Para agravar a situação a estrada a meio estava em obras e passei para uma estrada de terra, felizmente só por dois quilómetros. 70 Km depois cheguei a uma cidade mais decente e encontrei um Hotel possível, com tapete de reza e terço muçulmano à minha disposição, em vez da habitual Bíblia.
avatar
Joao Luis
Já dorme com a moto!
Já dorme com a moto!


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Volta ao Mundo de Francisco Sande e Castro

Mensagem por Joao Luis em Qui Nov 15 2012, 15:28

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
avatar
Joao Luis
Já dorme com a moto!
Já dorme com a moto!


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Volta ao Mundo de Francisco Sande e Castro

Mensagem por Joao Luis em Qui Nov 15 2012, 15:39

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
avatar
Joao Luis
Já dorme com a moto!
Já dorme com a moto!


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Volta ao Mundo de Francisco Sande e Castro

Mensagem por Elisio FJR em Qui Nov 15 2012, 15:58

Relato excelente!!!

________________________
MY LIFE IS A HELL!!!
avatar
Elisio FJR
Já sai à rua a conduzir.
Já sai à rua a conduzir.


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Volta ao Mundo de Francisco Sande e Castro

Mensagem por plourenço em Qui Nov 15 2012, 16:35

Tenho tentado acompanhar um pouco desta viagem mas tenho tido dificuldade em encontrar um seguimento logico da viagem, inicialmente no FB e supostamente no site da Honda sem grande sucesso e agora ocasionalmente na propria pagina do Francisco.

Tem um tipo de escrita inteligente e engraçada, agrada-me a maneira como tem interagido com os povos por onde passa e logico que as fotos são igualmente interessantes.


rua cheia de fiéis em Instanbul
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
avatar
plourenço
Zero à esquerda
Zero à esquerda


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Volta ao Mundo de Francisco Sande e Castro

Mensagem por Simone em Qui Nov 15 2012, 16:39

Mais uma boa partilha.
Obrigado João Luís. V

Mérito
avatar
Simone
Já conduz... mal!
Já conduz... mal!


http://martasimone.wordpress.com/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Volta ao Mundo de Francisco Sande e Castro

Mensagem por atikman em Qui Nov 15 2012, 22:42

Conheci o homem dos tempos em que ele escrevia para "O Independente", do tempo das corridas de carros de do TT. Fiquei parvo quando vi a notícia que ele ia dar a volta ao mundo, de mota! Pelos vistos está a divertir-se á brava! E isso é que manda! Fixe

________________________
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

Atikman
avatar
atikman
Zero à direita
Zero à direita


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Volta ao Mundo de Francisco Sande e Castro

Mensagem por rjvieira em Qui Nov 15 2012, 23:05

Vou andar de olho nesta viagem.

Quase 2 anos a viajar é muita coisa Very Happy

Obrigado pela partilha, vai mais um Mérito

Um abraço.

________________________
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] / [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
avatar
rjvieira
Já conduz... mal!
Já conduz... mal!


http://ricardovieirafotos.wordpress.com/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Volta ao Mundo de Francisco Sande e Castro

Mensagem por Rui em Sex Nov 16 2012, 08:22

Obrigado João por postares aqui esta viagem. Ainda não tinha encontrado um sítio lógico onde segui-la. Não sei se na Raposeira aceitam mas vou dar-te +1 para descontares na gasolina.

________________________
Felicidade é um modo de viajar, não um destino.
Roy Goodman

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
avatar
Rui
Já sai à rua a conduzir.
Já sai à rua a conduzir.


http://www.com4riding.blogspot.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Volta ao Mundo de Francisco Sande e Castro

Mensagem por Trophyvitor em Sab Nov 17 2012, 00:04

A escrita faz lembrar o Jupiter´s Travel... Very Happy e o tipo de viajante também...

________________________
Já ronca!!!!
avatar
Trophyvitor
Já sai à rua a conduzir.
Já sai à rua a conduzir.


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Volta ao Mundo de Francisco Sande e Castro

Mensagem por Joao Luis em Dom Nov 18 2012, 21:00

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] escreveu: Não sei se na Raposeira aceitam mas vou dar-te +1 para descontares na gasolina.

Aceitam melhor minis mas pronto merito tambem serve Laughing
avatar
Joao Luis
Já dorme com a moto!
Já dorme com a moto!


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Volta ao Mundo de Francisco Sande e Castro

Mensagem por Joao Luis em Seg Nov 19 2012, 03:02

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


Urmia

Ontem à noite, depois de ouvir aquela discussão política entre três amigos fui almoçar a uma tasca a uns 200 metros daquele Hotel que tinha uma vista fantástica sobre o lago mas as cortinas do restaurante fechadas, mesmo durante o dia. Por um lado não admira porque quando as abri o jardim sobre o lago estava com chapéus de sol podres no chão e lixo por todo o lado.
O criado da tasca, que não dizia uma palavra de inglês, perguntou-me, no fim do jantar, como todos fazem, se queria um chá. Respondi que sim e então, com a maior das naturalidades, trouxe dois e sentou-se à minha mesa a tomar chá comigo. Não dissemos nada um ao outro mas ele achou que fazia parte beber um chá com o cliente.
Hoje saí às nove e meia com intenção de tentar passar a fronteira à hora de almoço. A estrada variava entre grandes rectas bem alcatroadas até troços muito ondulados e outros em reparação, com partes em gravilha.
A cerca de 150 Km da fronteira uma situação curiosa: estão a montar um oleoduto em direção ao Irão com quilómetros de tubo com cerca de metro e meio de diâmetro estendidos ao longo da estrada e outros já colocados. No entanto, hoje em dia é proibida a importação de petróleo do Irão, uma sanção estabelecida pelas nações unidas. Será que estão a montar este oleoduto já a pensar que a sanção vai durar pouco ou que estão à espera que os Americanos ataquem o Irão e fiquem eles a controlar a exploração petrolífera, como fazem no Iraque?
Mais à frente a primeira de várias operações stop feitas por militares. Nesta estavam a revistar todos os carros dos convidados de um casamento enquanto o carro da noiva, parado cem metros à frente, já tinha sido visto e esperava que todos os convidados recuperassem o seu lugar na caravana. Aliás hoje, não sei se por ser domingo, passei por várias caravanas de convidados de casamento com o carro da noiva à frente, decorado com fitas não brancas mas coloridas, não sei se com as cores da bandeira curda. Estas caravanas que são formadas por muita xarutada e duas ou três Ford Transit que transportam os convidados sem carro, levam por vezes uma pick up à frente com vários homens na caixa de carga a filmarem ou tirarem fotografias. Quando ultrapassei uma das caravanas estes homens da pick up fizeram-me sinal para esperar mais um pouco atrás deles e assim vou fazer parte do filme de um casamento curdo.
Mais à frente os militares de outra operação stop mandaram-me parar só para saberem de que nacionalidade era e para onde ia.
Na ultima cidade antes da fronteira alguns deste militares faziam a operação stop vestidos à paisana, de metralhadora na mão. Até pensei que fossem revolucionários mas não, na fronteira disseram-me que se fossem revolucionários já estariam presos.
Cheguei à fronteira no meio de uma confusão de camiões e carrinhas Ford Transit, que aqui são o transporte mais utilizado nas deslocações entre cidades. Formavam um tal caos que, ao passar por eles, não percebi que tinha atravessado o lado turco da fronteira sem parar na polícia ou alfandega. Já estava em território iraniano quando um guarda turco me chamou, do lado de fora, a dizer para eu voltar atrás com a moto e cumprir os trâmites. Dei meia volta e ele destacou um miúdo dos seus 12 anos que foi comigo, a correr ao lado da moto, aos vários postos de controle. Lá resolvemos a situação naquela alfândega decrépita e passei para o lado iraniano. Aqui, depois de me revistarem as malas mandaram-me falar com o chefe que, embora eu já tivesse o selo do visto, iria analisar novamente o meu processo para ver se me dava ordem de passagem. Um soldado levou-me por entre o povo até ao gabinete do chefe. Era um miúdo que não teria trinta anos. Mandou-me sentar numa cadeira afastada uns 5 metros da dele, olhou para o meu passaporte e passou meia hora ora a colocar o passaporte numa máquina de laser, ora a consultar o computador ora a olhar uma vez mais para o Passaporte. Fez-me poucas perguntas e deu sempre o ar que estava a hesitar deixar-me entrar. Por que cidades pretende passar? Porquê?
Passada meia hora mandou o ajudante carimbar o passaporte e passou-mo para as mãos. Quando estava convencido que podia partir com a moto surge outro chefe, este responsável pela entrada de veículos, que me disse logo que não havia qualquer hipótese de passar com a moto sem Carnet. Resultado: a moto ficou na fronteira à espera da chegada do Carnet e eu segui até uma cidade próxima com um rapaz de quem me tinham dado o contacto.
avatar
Joao Luis
Já dorme com a moto!
Já dorme com a moto!


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Volta ao Mundo de Francisco Sande e Castro

Mensagem por Joao Luis em Seg Nov 19 2012, 03:11

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
avatar
Joao Luis
Já dorme com a moto!
Já dorme com a moto!


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Volta ao Mundo de Francisco Sande e Castro

Mensagem por Simone em Ter Nov 20 2012, 01:10

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] escreveu: [Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Bonita foto e boa escrita! Fixe

Mérito
avatar
Simone
Já conduz... mal!
Já conduz... mal!


http://martasimone.wordpress.com/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Volta ao Mundo de Francisco Sande e Castro

Mensagem por plourenço em Qui Nov 22 2012, 15:47

Parece que o problema de acompanhar esta viagem está resolvido.

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]

façam boa viagem Vrummm
avatar
plourenço
Zero à esquerda
Zero à esquerda


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Volta ao Mundo de Francisco Sande e Castro

Mensagem por Joao Luis em Qui Nov 22 2012, 16:08

Agora esta em Teerão, só ainda não percebi se com a mota ou sem ela, foi-lhe exigido o carnet e pelo que percebi a mota ficou na fronteira à espera...mas é como eu digo, é mais ou menos isto

Agora com um blog é mais facil, basta alguem actualiza-lo Wink
avatar
Joao Luis
Já dorme com a moto!
Já dorme com a moto!


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Volta ao Mundo de Francisco Sande e Castro

Mensagem por plourenço em Sex Nov 23 2012, 12:11

"19 Novembro - Urmia 2"

"Hoje à noite vou de autocarro para Teerão, para visitar a cidade e tratar dos vistos para a Índia e Emirados enquanto espero pela chegada do Carnet da moto que me permitirá ir buscá-la à fronteira, onde ficou ontem, para poder seguir viagem."

Com tanta passeata de autocarro, taxi e boleias só podia mesmo estar sem mota Smile

avatar
plourenço
Zero à esquerda
Zero à esquerda


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Volta ao Mundo de Francisco Sande e Castro

Mensagem por Joao Luis em Sex Nov 23 2012, 12:49

[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.] escreveu:"19 Novembro - Urmia 2"

"Hoje à noite vou de autocarro para Teerão, para visitar a cidade e tratar dos vistos para a Índia e Emirados enquanto espero pela chegada do Carnet da moto que me permitirá ir buscá-la à fronteira, onde ficou ontem, para poder seguir viagem."

Com tanta passeata de autocarro, taxi e boleias só podia mesmo estar sem mota Smile


Essa parte ja eu tinha percebido, apenas não tinha a certeza 100% mas depois ja tinha lido e percebi isto, só não percebo porque ele não levou os Carnets com ele? Ele la sabera pois concerteza Very Happy e depois com 2 anos para isto tem tempo de sobra Laughing
avatar
Joao Luis
Já dorme com a moto!
Já dorme com a moto!


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Volta ao Mundo de Francisco Sande e Castro

Mensagem por plourenço em Sex Nov 23 2012, 14:57

Eu agradeço ao Google para saber o que é o tal bicho papão de nome "Carnets", nunca me passaria pela cabeça que tal coisa era necessaria...mas poucos têm uma oportunidade desta com uma base estrutural tão grande como apoio..e assim é ainda mais estranho não o ter levado. Sad

Se continuar assim achas mesmo que dois anos chegam??? Laughing

avatar
plourenço
Zero à esquerda
Zero à esquerda


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Volta ao Mundo de Francisco Sande e Castro

Mensagem por plourenço em Sex Nov 23 2012, 15:01

Razão para nunca se esquecerem do Carnet...

"Fui ter com ela ao local onde nos tínhamos encontrado no dia anterior, junto a uma estação de metro, e lá estava a miúda, impaciente. Levou-me até junto a um carro, mandou-me entrar para trás, sentou-se ao meu lado e apresentou-me a condutora …. a sua mãe. Não queria acreditar mas já não podia fugir. A mãe era uma mulher forte e grande que, se me desse uma lambada, virava-me ao contrário. Tinha o cabelo pintado de loiro e botox na boca. Assustadora"

Depois deste texto..

Até para ir a espanha vou tratar do Carnet Laughing
avatar
plourenço
Zero à esquerda
Zero à esquerda


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Volta ao Mundo de Francisco Sande e Castro

Mensagem por Joao Luis em Sex Nov 23 2012, 18:36

Brutal Lourenço Brutal Laughing Laughing Laughing
avatar
Joao Luis
Já dorme com a moto!
Já dorme com a moto!


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Volta ao Mundo de Francisco Sande e Castro

Mensagem por Joao Luis em Sex Nov 23 2012, 18:41

Eu ate em Angola usei CARNETS logo eles que nem usam disto Laughing
Mas estava la um chefe que era mesmo chefe e percebia de leis que adaptou a lei ao pais dele logo, ali mesmo na hora

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Poa acaso metrem os carimbos da entrada na saida e os da saida na entrada, mas isso para agora não interessa nada Laughing

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
avatar
Joao Luis
Já dorme com a moto!
Já dorme com a moto!


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Volta ao Mundo de Francisco Sande e Castro

Mensagem por plourenço em Sex Nov 30 2012, 10:26

Parece que o Francisco continua sem mota mas tem aproveitado bem o tempo Laughing

"Entretanto, com a ajuda da Bahar, já comecei a perceber como se atravessa uma rua movimentada aqui em Teerão, estejamos ou não numa passagem para peões:
... .....
Como ainda sou um iniciado hoje a coisa correu mal e fiz uma pega de caras a uma moto. Fiquei agarrado ao farol e o homem disse qualquer coisa do género “marahar, rebéubéu pardais ao ninho” que traduzi como “que ganda fiho da pu….” Larguei o touro e ele seguiu viagem."
avatar
plourenço
Zero à esquerda
Zero à esquerda


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Volta ao Mundo de Francisco Sande e Castro

Mensagem por Luís Azevedo em Sab Dez 01 2012, 00:26

Uma viagem muito interessante. Parece um pouco ao saber do vento, mas que através dele colhe os mais improváveis frutos...

O pormenor de tirar uma semana para trabalho, dentro das férias, é fora da caixa Laughing
avatar
Luís Azevedo
Ainda é motorato!
Ainda é motorato!


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Volta ao Mundo de Francisco Sande e Castro

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 1 de 4 1, 2, 3, 4  Seguinte

Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum