Buscar
 
 

Resultados por:
 

 


Rechercher Busca avançada

Pub
Conectar-se

Esqueci minha senha

Últimos assuntos
» Casamento Nádia & Fábio
por Serzedo Sex Ago 18 2017, 14:17

» [Crónica] - N2 de Faro a Chaves em 2 dias e meio!
por Carlospira Qui Ago 17 2017, 22:39

» Redescobrindo o Brasil
por Saulo wds Qui Ago 17 2017, 15:54

» Passeio a Santiago de Compostela
por Cesar Filipe Qua Ago 16 2017, 22:01

» TRAVELER´S EVENT
por Espsanto Ter Ago 15 2017, 21:54

» As melhores estradas para conduzir... em Portugal!
por Saulo wds Ter Ago 15 2017, 11:29

» [Notícia] Rossi 'enxotou' ministra checa
por Serzedo Sex Ago 11 2017, 12:30

» gp. aparecida, valpaços, xassos...
por Serzedo Sex Ago 11 2017, 12:10

» SIERRA NEVADA - Las Alpujaras
por Carlospira Qui Ago 10 2017, 22:31

» Competição
por Rico Sousa Ter Ago 08 2017, 15:32

» Escócia 2017
por Swift Ter Ago 08 2017, 11:46

» [Notícia] Mig44 3.º no GP da Repúlica Checa
por Serzedo Dom Ago 06 2017, 16:36

» Viagem a Évora na nova (usada) mota
por Serzedo Qua Ago 02 2017, 14:15

» 22º Encontro Mundial dos Amigos 2CV
por Espsanto Seg Jul 31 2017, 10:31

» BMW CKLT Jantar das Terças Feiras By João Luis
por Joao Luis Qui Jul 27 2017, 23:01

» Rodagem dos 1000kms
por Carlospira Qua Jul 26 2017, 13:51

» [Notícia] Max Biaggi despede-se do motociclismo
por carlos lopes Ter Jul 25 2017, 21:07

» [Encontro] Porto recebe passeio de motos clássicas
por Espsanto Qui Jul 20 2017, 22:40

» AJUDA PARA CASTANHEIRA DE PERA
por Joao Luis Ter Jul 18 2017, 22:58

» GRANADA ( Al Andaluz II parte)
por nunomsp Ter Jul 18 2017, 10:50

» [Teste] Suzuki V-Strom 1000 - Fiel Companheira
por nunomsp Ter Jul 18 2017, 10:19

» Benelli trk 502 ABS
por klebsiela Qui Jul 13 2017, 07:29

» Bósnia 20 anos depois
por Carlospira Ter Jul 11 2017, 05:55

» [Notícia] Miguel Oliveira surpreendido com 3.° lugar
por Serzedo Seg Jul 10 2017, 23:51

» [Legislação] Estacionamento para pessoas com deficiência
por Serzedo Sex Jul 07 2017, 09:37

» O Caminho de Mota para a India
por Joao Luis Qua Jul 05 2017, 18:37

» VIAGEM PELO AL ANDALUZ
por Elisio FJR Ter Jul 04 2017, 11:55

» 2016 - Les Pyrénées e Côte d'Azur
por hugo machado Ter Jul 04 2017, 09:22

» Normandia 2013
por Serzedo Ter Jul 04 2017, 00:33

» [Notícia] Mig44 foi 2.º no GP da Alemanha
por so.usa Seg Jul 03 2017, 21:22

» Em busca do Marco Lés a Lés
por k u p Qua Jun 28 2017, 10:35

» Picos da Europa / Junho / 2017
por Espsanto Ter Jun 27 2017, 21:54

» [Evento] Oficina de Fotografia de motociclismo
por Serzedo Seg Jun 26 2017, 12:31

» Brasil - Rota das Fronteiras / Uma Saga pela Amazônia
por Carlos Balio Sab Jun 17 2017, 05:25

» LÉS a LÉS 2017
por Espsanto Ter Jun 13 2017, 09:13

» Comparativa Off-Road entre 1190R, GS1200, AT e Super Tenere
por carlos lopes Seg Jun 12 2017, 21:16

» Rota N2 - Guia
por Serzedo Seg Jun 12 2017, 16:36

» [Lista] 10 melhores sport-touring por Visor Down
por Rico Sousa Sab Jun 10 2017, 18:02

» XI Concentração Motard Moto Clube da Guarda
por Tuta Qui Jun 08 2017, 23:08

» [Ensaio] Suzuki V-Strom 650 - 2017
por Serzedo Sex Jun 02 2017, 10:56

» Viagem até Mont-St-Michel (França)...
por Espsanto Seg Maio 29 2017, 13:29

» [Destino] Um Stonehenge no Alentejo
por Serzedo Seg Maio 29 2017, 10:32

» Dia do Motociclista em Castelo Branco
por Cesar Filipe Dom Maio 28 2017, 13:59

» Fomos dar uma volta de barco....em Veneza com passagem pelo berço (da Ducati)
por Tuta Sex Maio 26 2017, 23:23

» [Notícia] Porto Extreme XL Lagares - Enduro (27/05/2017)
por Serzedo Qua Maio 24 2017, 14:49

Tempo
Al!ve FM

Quarta-feira das 21h às 24h Burn - A hora dos motards

Mapas
Flux RSS


MSN 
AOL 


Doação por Paypal

IRON BUT ibérico - A insanidade de ser um Cú de Ferro, percorrendo 1600kms em 24h

Página 1 de 2 1, 2  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

IRON BUT ibérico - A insanidade de ser um Cú de Ferro, percorrendo 1600kms em 24h

Mensagem por ssousa em Qui Out 16 2014, 16:07

Prólogo

Como é que tudo começou??? Sim, porque tudo tem um factor despoletador. Mas neste caso até foram dois.
Um deles chama-se João “Coño” Soares, um grande e insano amigo do Moto Clube Virtual, que dizem as péssimas, pois as más nem conseguem reconhecer o feito, foi o primeiro tuga a certificar-se pelo Iron But Association e logo em dois dos desafios, o Saddle Sore e o Bun Burner.

Site do Iron But Association

Decorria o ido ano de 2004, quando sua E.xa, do alto da sua demência, fez o percurso Lisboa - Burgos - Madrid - Valencia - Granada - Gibraltar - Sevilla - Faro – Lisboa, percorrendo 2.800kms, em 29h. Desde essa altura que o vírus, qual ébola, ficou a germinar dentro de mim.
Desafiei vários companheiros de motas aqui da Covilhã, mas nenhum manifestou interesse em cumprir tal epopeia de moto, pelo simples objectivo de fazer kms.
O segundo factor despoletador, este mais recente, deveu-se a um triste infortúnio que me impossibilitou de andar de moto durante os primeiros 6 meses de 2014. Durante esse desgostoso período, o desejo de voltar a andar de moto era tanto que, em jeito de desabafo, disse a um companheiro meu que, assim que apanhasse a minha moto ia fazer sozinho um desafio do Iron But!!!

Oh raios!! mas o que é isso??? perguntou o David Cabecinhas! Lá lhe expliquei e a minha cara de desanimo devia ser tão grande, que ele prontificou-se de imediato a acompanhar-me!!! Ainda há boas almas neste mundo   Very Happy
Qual efeito ébola, depressa o desafio contagiou outro companheiro, o Pedro Cerqueira e assim ficou composta a equipa maravilha.

Pela leitura de outras crónicas, inclusive daqui do fórum, decidimos que a volta deveria ser feita em Setembro, quando supostamente já não estaria tanto calor e eventualmente não choveria…. Pois, eventualmente!!!  Laughing

Desenvolvimento


Percurso a percorrer

Mais que os números, mas sem os esquecer, porque afinal é disso mesmo que se trata, ficam alguns dados, já que imagens há poucas e, como devem calcular, são de áreas de serviço durante os abastecimentos (Ipsis Verbis by Cobra)

ODOMETER – 1642,3 KM
MÉDIA GERAL – 75.8 Km/h
DESLOCAÇÃO MÉDIA – 99 Km/h
VELOCIDADE MÁXIMA – 163 Km/h
TEMPO TOTAL – 21:39 m
TEMPO MOVIMENTO – 16:35 m

Decidido inicialmente o fim-de-semana de 26 e 27 Setembro (ficando o 28 de Setembro para repouso) para esta aventura, passou-se à definição do percurso, que teria que ter obrigatoriamente, pelo menos, 1600kms.
Como o pessoal é de diferentes pontos do país (eu da Covilhã, o David de Leiria e o Pedro de Braga) tivemos de engendrar vários percursos, com diferentes pontos de partida.
No final acabámos todos por optar por sair da Covilhã, por estar mais perto da fronteira, uma vez que a saída seria feita durante a noite (obrigado Cobra pelas dicas da vossa crónica), por estradas nacionais, quando ainda estaríamos fresquinhos, sendo o percurso de regresso feito por Auto-Estradas, com paragens a cada 250kms para atestar as meninas e esticar os esqueletos.
Finalmente a tarefa mais árdua!!! Convencer as extremosas e dedicadas esposas que iriamos ausentar um fim-de-semana, sem elas, apenas para fazer kms de moto….
Com muitas cedências da nossa parte, desde de subornos de fim-de-semana alargado em local à escolha pela respectiva, até semanas a cozinhar ou lavar a loiça, tudo elas conseguiram… raios e depois nós é que somos o sexo forte… pois, pois!!!!  Embarassed

Mas pronto, apesar de nos sentirmos como a Alemanha se sentiu no final das duas guerras mundiais, tínhamos finalmente livre-passe para realizar a aventura.

A semana foi passando lentamente, tal era o desejo de arrancar. Todos os dias íamos limando pormenores, até que o dia 26 chegou…
Eu, na qualidade de anfitrião, esperei muito ansiosamente pelo pessoal na Covilhã. O David foi o 1º a aparecer, levando menos de 2h a percorrer o percurso desde Leiria, pouco passava do almoço. Mais ao final da tarde chegou o Pedro vindo de Braga, em cerca de 3h.

Reunido o trio, decidimos arrancar pelas 21h, sendo eu o líder do grupo. Registado o momento nas bombas da Repsol às 9h22m arrancámos em direcção à fronteira de Monfortinho.


À saída da Covilhã


0 kms percorridos


Entrada em Espanha por Monfortinho

A viagem foi feita sem grande história, pois as estradas secundárias percorridas praticamente não tinham trânsito nenhum.
A temperatura foi descendo à medida que o tempo ia passando, o que de certa forma foi bom, pois permitia manter o pessoal desperto. Perto de Cória começou a chover, mas nada de grave, uma vez que já percorríamos a EX-A1em Espanha. Mas à medida que avançávamos a chuva ia ganhando ímpeto! Oh caraças!! querem ver que vamos ter mais um elemento no grupo???? E este não era nada desejado! Perto de Plasencia, a chuva era mais intensa, o que nos obrigou a baixar um bocado o ritmo… comecei a duvidar que conseguíssemos fazer o percurso no tempo definido. Com a primeira paragem marcada para Navalmoral de la Mata já sem chuva, fizemos o abastecimento e pedimos ao rapaz da bomba que nos tirasse uma foto, mas ele recusou-se a sair da bomba (por medidas de segurança disse ele) e tirou fotos através do vidro… claro que as fotos ficaram uma porcaria por causa do reflexo! Ok, as máquinas têm temporizadores.


Em Navalmoral de la Mata


Registo da nossa passagem


230,90 km´s percorridos

Arrancámos, via A5 rumo ao próximo ponto de paragem, Tarancón. Mais uns kms feitos sem grande história, até que a monotonia foi cortada por um veículo da polícia, que vinha em marcha de emergência. Quando vimos as luzes nos retrovisores ficámos acagaçados, pois pensávamos que vinha no nosso encalço, uma vez que tínhamos uma velocidade média perto dos 140kms!!! Falso alarme, o gajo passou por nós e nem abrandou velocidade! Menos mal. Complicação em Toledo para darmos com a N400, que não está devidamente assinalada e os GPS teimavam em meter-nos em ruas com sentido proibido.
Novo engano registado perto de Aranjuez, quando falhámos na saída para Ocaña, via A40, mas nada que uma rápida inversão de marcha não resolvesse.
Paragem nas bombas de Tarancón, pelas 3h12m da matina, já com 486kms acumulados, onde atacámos pela 1ª vez os víveres proporcionados. Cházinho quente, bolachas e umas sandochas para matar a fome, que entretanto tinha começado a atacar os estômagos.
O responsável pelas bombas de gasolina ficou admirado por termos vindo de tão longe!!! Mal ele sabia o que ainda tínhamos que percorrer. Aqui o frio obrigou a vestir mais alguma roupa.


Ceia volante


Novo registro da nossa passagem


482,20 km´s percorridos

Arrancámos em direcção a Valência via A3, desta vez sem nada para contar, tirando o facto de a chuva ter voltado a tornar-se uma companhia irritante e persistente. Com o aproximar de Valência começou mesmo a cair com alguma intensidade. Volvidos cerca de 250kms, nova paragem pelas 6h da manhã, tendo acumulado 740kms no total da viagem.


Com aquele sorriso de certeza que não estava a assinar o registo de casamento


Mais um registo de passagem (Valência)


740km´s percorridos

Em Valência tínhamos decidido fazer uma pausa maior, uma vez que estávamos sensivelmente a meio do percurso; passar junto ao parque das Artes e Ciências e ir até a alguma praia ver o Mediterrâneo. Graças à hora matinal, o trânsito na cidade era praticamente nulo. Ainda bem, pois aquilo é uma proliferação de sinais luminosos de trânsito e passadeiras, que aliados à muita chuva não nos estavam a ajudar a atravessar a cidade.


Parque das Artes e Ciências


As guerreiras em momento de repouso junto ao  Parque das Artes e Ciências


Mais uma no Parque


Por aqui é mais rápido para a Covilhã  Vrummm


Relógio de sol In Parque das Artes e Ciências

Fotos a atestar a passagem em Valência, fomos até à Praia de La Malvarrosa… encontrar um café aberto foi uma tarefa Hercúlea àquela hora! Estes espanhóis adoram dormir, só pode!  scratch
Lá conseguimos um café aberto, com uma simpática empregada amante de duas rodas que falou pelos cotovelos, a contar as peripécias que já tinha passado com motos e a perguntar se íamos ao grande prémio de Aragón!!! Epá, realmente, era nesse fim-de-semana o grande prémio de Moto GP em Valência.  Dah


Sun rise @ mediterranean sea


Praia de La Malvarrosa à direita


Agora à esquerda Very Happy

Corpos alimentados, arrancamos em direcção à V-21, desembocando na A23…. E eu a falar mal de Portugal, pois a A23 em Portugal é das auto-estradas mais caras da europa por km, quando aqui a A23 era gratuita! Arre  Que burro
A23, percorrida até Monreal del Campo, para entrarmos na N211 em direcção a Madrid. A partir deste ponto começamos a cruzar com imensas motos que se dirigiam para o grande prémio… presumo, pois não perguntei a ninguém!
Mas é um enorme contraste ver os motociclistas espanhóis, todos completamente equipados com fatos de cabedal, mesmo mas motos mais fraquinhas, face aos motociclistas portugueses, que muitas vezes descuram o equipamento motociclista.

Nova paragem em Molina de Aragón, perto das 12h e com 1019,9kms percorridos. 30m da praxe para atestar e comer algo, esticar ossos e arrancar… este foi o ritual ao longo do dia.


Vistas culturais das bombas em Molina de Aragón


Agora em Molina de Aragón


1.019,90 Kms percorridos

A2 percorrida, desembocamos na famigerada M40, quando a chuva se tornava novamente companhia. M40 percorrida a baixa velocidade (cerca dos 100km´s/h), pois estar mal posicionado na via pode dar direito a ir ter ao outro lado da cidade, por isso a atenção era redobrada. Contornada a cidade de Madrid entrámos na A6, efectuando nova paragem em Guadarrama, desta feita sob copiosa chuva, obrigando a vestir os fatos impermeáveis. Neste ponto tínhamos percorrido 1.263,8kms registados pelas 14:49m


Na área de serviço de Guadarrama


1.263,80 kms percorridos

Entrámos novamente na auto-estrada desta vez a AP-6, (portajada) e atravessámos a serra pelo túnel de Guadarrama. Se atravessar a serra em condições normais já custa, imaginem como seria fazê-lo debaixo de chuva intensa. Saímos da AP-6 em San Rafael, para fazer a N – IV e N 110 até Ávila.

Aqui a média baixou bastante, pois continuava a chover intensamente e a segurança nas nacionais não é a mesma das auto-estradas. Ao percorrer as nacionais, sentia que não conseguíamos acumular kms e que estávamos a perder a batalha para o relógio. Como consolo só pretendia apanhar novamente a auto-estrada em Ávila e fazer médias bem altas para conseguirmos novamente andar dentro do tempo.

Assim que entrámos na A50, em direcção a Salamanca, fomos obrigados a aumentar a média do andamento, sob pena de não estarmos na Covilhã antes das 21h 

Em Salamanca apanhámos a A62, sempre debaixo de copiosa chuva, mas para alento começamos a ver matrículas de camiões portugueses!

Última paragem em Ciudad Rodrigo, onde estava a decorrer uma concentração motard, bastante participada, apesar da muita chuva que caía. Estes espanhóis gostam mesmo disto das motos :-D Aqui já tínhamos acumulado 1.525km´s às 18h29m (reparem que demorámos 4h a fazer o percurso entre Guadarrama-Ciudad Rodrigo, quando em circunstâncias normais faço em menos de 4h Covilhã-Madrid)!!!!


Em Ciudad de Rodrigo, debaixo de copiosa chuva


1.525,0 km´s percorridos

Estávamos a cerca de 25kms da fronteira, mais 80kms até à Covilhã. E caso não houvesse nenhum percalço, tínhamos margem para conseguirmos fazer os 1600kms em menos de 24h. O sentimento de missão cumprida ia-se apoderando de nós a cada kms percorrido, mas andar em AE em Portugal debaixo de chuva é completamente diferente de Espanha. Lá existe uma boa drenagem das águas e o piso parece seco, cá parece que andamos sobre gelo, o que fez com que a última parte da viagem, já em solo português, fosse feito de uma forma tensa e com atenção híper-redobrada.

Cerca das 20h chegámos finalmente às bombas de gasolina que serviram de ponto de partida, com 1.637,9kms percorridos em menos de 24h! YESSSSSS….. agora sim, podemos intitular-nos Cús de Ferro, entrando no restrito clube dos dementes que adoram fazer kms de moto… apenas porque sim!!!!  YUPI


Circulo fechado In Covilhã


1.637,90 kms percorridos

Conclusão

Fazer o Saddle Sore, serviu como prova uma pessoal que permitiu conhecer as nossas capacidades e superar as nossas próprias limitações.

Acreditem que depois de percorridos mais de 1.600kms ainda estávamos com vontade e corpo para percorrer outros 200 ou 300kms…. Mais que isso tornar-se-ia penoso…ou talvez não!!!!

Por isso já andamos a magicar o Bun Burner!!! Mas isso são cenas do próximo capítulo. Como dizia o outro… I´ll be back


Aqui o "je" em Ciudad de Rodrigo com a minha menina


David Cabecinhas e a sua guerreira


Pedro Cerqueira mais a sua papa-milhas


Somos uns "Cús de Ferro" Razz

________________________
Abraço Serrano
Sérgio Sousa
avatar
ssousa
Zero à direita
Zero à direita


http://www.casadocomendador.pt

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: IRON BUT ibérico - A insanidade de ser um Cú de Ferro, percorrendo 1600kms em 24h

Mensagem por Zecacbr em Qui Out 16 2014, 18:29

Brutal brutal brutal. Também eu li e reli essa famosa crónica do Ventoinha (quem nao leu aconselho, é das mais hilariantes ).
Confesso que esse desafio tambem me atormenta e muito.
Parabens pelo feito, não é para qualquer um. Venha o bun burner.
Saia um big merito.
Abraço
avatar
Zecacbr
Já conduz... mal!
Já conduz... mal!


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: IRON BUT ibérico - A insanidade de ser um Cú de Ferro, percorrendo 1600kms em 24h

Mensagem por j_santos84 em Qui Out 16 2014, 20:09

Segunda feira passada fiz um iron but, Bélgica - Porto, fiz 1875Km, iniciados cerca das 9h00 da manha de segunda feira, e acabou pelas 01h30 em casa, desses Km só Bélgica - Paris (230km) e Chaves - Porto (130km) é que foram Auto estradas, os restantes estradas nacionais, e apesar do mau tempo, á chegada a casa a vontade era mesmo de continuar, é viciante ver o alcatrão ser engolido pelas motas...

j_santos84
Zero à esquerda
Zero à esquerda


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: IRON BUT ibérico - A insanidade de ser um Cú de Ferro, percorrendo 1600kms em 24h

Mensagem por zephex em Qui Out 16 2014, 20:47

Impecável SSousa! Sai um mérito!
No passado fim de semana fiz cerca de 1730kms mas em 3 dias (http://motosedestinos.forumeiros.com/t3280-ruta-de-la-plata-versao-fast-forward-e-com-muita-chuva#61953), fazeres praticamente isso em 1 só dia na xx é dose...
Instalaste algum avanço no volante? O banco é de origem?

Cumps.
José Paulo
avatar
zephex
Zero à direita
Zero à direita


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: IRON BUT ibérico - A insanidade de ser um Cú de Ferro, percorrendo 1600kms em 24h

Mensagem por ricmags em Qui Out 16 2014, 21:23

isso foi mais uma overdose de km Very Happy
gostei. mérito +
avatar
ricmags
Zero à direita
Zero à direita


http://ricardomag.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: IRON BUT ibérico - A insanidade de ser um Cú de Ferro, percorrendo 1600kms em 24h

Mensagem por Cobra em Qui Out 16 2014, 21:27

Parabéns companheiros, pelo feito e pela bela crónica.

Bem sei o que custa e a satisfação com que ficámos no final.

Cumps!

________________________



Spritmonitor.de Triumph Tiger 800XCx MY2016
avatar
Cobra
Zero à direita
Zero à direita


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: IRON BUT ibérico - A insanidade de ser um Cú de Ferro, percorrendo 1600kms em 24h

Mensagem por nunomsp em Qui Out 16 2014, 22:41


Muito bom! Fixe

Para mim a parte dura seria convencer a patroa. Very Happy

Seriam dois grandes feitos. Very Happy

Sai Mérito
avatar
nunomsp
Zero à direita
Zero à direita


http://www.nuno-pereira.pt

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: IRON BUT ibérico - A insanidade de ser um Cú de Ferro, percorrendo 1600kms em 24h

Mensagem por santos466 em Qui Out 16 2014, 23:34

Grandes doidos! Parabéns pelo feito!

________________________
Boas curvas!
Pedro Santos
*Fazer600 99 *Yamaha Thunderace 1000cc *Daelim S2 125cc *Fazer600 02
avatar
santos466
Zero à direita
Zero à direita


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: IRON BUT ibérico - A insanidade de ser um Cú de Ferro, percorrendo 1600kms em 24h

Mensagem por ssousa em Sex Out 17 2014, 18:23

@Zecacbr escreveu:Brutal brutal brutal. Também eu li e reli essa famosa crónica do Ventoinha (quem nao leu aconselho, é das mais hilariantes ).
Abraço

http://paiventoinha.blogspot.pt/2007/09/o-que-interessa-que-chegmos-inteiros.html

Fica o link para a hilariante "estória"

Vale bem a pena a leitura Laughing

________________________
Abraço Serrano
Sérgio Sousa
avatar
ssousa
Zero à direita
Zero à direita


http://www.casadocomendador.pt

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: IRON BUT ibérico - A insanidade de ser um Cú de Ferro, percorrendo 1600kms em 24h

Mensagem por ssousa em Sex Out 17 2014, 18:26

@j_santos84 escreveu:Segunda feira passada fiz um iron but, Bélgica - Porto, fiz 1875Km, iniciados cerca das 9h00 da manha de segunda feira, e acabou pelas 01h30 em casa, desses Km só Bélgica - Paris (230km) e Chaves - Porto (130km) é que foram Auto estradas, os restantes estradas nacionais, e apesar do mau tempo, á chegada a casa a vontade era mesmo de continuar, é viciante ver o alcatrão ser engolido pelas motas...

Isso é que foi andar, caraças...

Mas o Iron But, obriga a um percurso circular. Saír e chegar no mesmo ponto.

Mas depois de teres feito esta da Bélgica ao Porto numa tirada, serviu de treino para um Bun Burner Wink

________________________
Abraço Serrano
Sérgio Sousa
avatar
ssousa
Zero à direita
Zero à direita


http://www.casadocomendador.pt

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: IRON BUT ibérico - A insanidade de ser um Cú de Ferro, percorrendo 1600kms em 24h

Mensagem por ssousa em Sex Out 17 2014, 18:30

@zephex escreveu:Impecável SSousa! Sai um mérito!
No passado fim de semana fiz cerca de 1730kms mas em 3 dias (http://motosedestinos.forumeiros.com/t3280-ruta-de-la-plata-versao-fast-forward-e-com-muita-chuva#61953), fazeres praticamente isso em 1 só dia na xx é dose...
Instalaste algum avanço no volante? O banco é de origem?

Cumps.
José Paulo

Estou a seguir a tua crónica ansiosamente Wink

Não instalei avanços, pois o saco de depósito permite encostar a minha proeminente barriga e ajuda a descansar os braços. O Banco ainda é o original!!!!

Abraço

________________________
Abraço Serrano
Sérgio Sousa
avatar
ssousa
Zero à direita
Zero à direita


http://www.casadocomendador.pt

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: IRON BUT ibérico - A insanidade de ser um Cú de Ferro, percorrendo 1600kms em 24h

Mensagem por PValdeira em Sex Out 17 2014, 21:14

Parabéns pela aventura!

A primeira vitória foi mesmo partir com o sentido de cumprir... estava ganho o troféu, merecem-no!

________________________
PValdeira
avatar
PValdeira
Zero à direita
Zero à direita


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: IRON BUT ibérico - A insanidade de ser um Cú de Ferro, percorrendo 1600kms em 24h

Mensagem por LoneRider em Seg Out 20 2014, 17:38

Ó Sousa que grande aventura hein!?
É mesmo disso que estou a precisar, de um cu de ferro!
Assim aguantava melhor as enrabadelas que o meu chefe de trafico me dá! É com cada uma amigo, que eu ando todo arregaçado!

Ó Nuno, leva a mulher contigo katano! Wink


Agora a serio.
Não deu o sono!?
Não doeram os pulsos?
Sentias o cú!?
Não levaste um enxerto de porrada da mulher por teres fugido 24h de casa?

Vá lá, ainda tiveste sorte!
Deixou-te escrever a cronica! Wink

________________________
Vrummm V

ENDLESS ROAD
avatar
LoneRider
Já sai à rua a conduzir.
Já sai à rua a conduzir.


http://loneride.wordpress.com/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: IRON BUT ibérico - A insanidade de ser um Cú de Ferro, percorrendo 1600kms em 24h

Mensagem por Vítor Soares em Ter Out 21 2014, 22:11

Mérito

Isso foi mesmo dakelas coisas que já me passaram pela cabeça mas ainda não arrisquei... mas andar de moto só por andar !! hehe ... adorei a ideia....
Fantástico !!
avatar
Vítor Soares
Zero à direita
Zero à direita


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: IRON BUT ibérico - A insanidade de ser um Cú de Ferro, percorrendo 1600kms em 24h

Mensagem por ssousa em Ter Out 21 2014, 23:34

@LoneRider escreveu:Ó Sousa que grande aventura hein!?
É mesmo disso que estou a precisar, de um cu de ferro!
Assim aguantava melhor as enrabadelas que o meu chefe de trafico me dá! É com cada uma amigo, que eu ando todo arregaçado!

Agora a serio.
Não deu o sono!?
Não doeram os pulsos?
Sentias o cú!?
Não levaste um enxerto de porrada da mulher por teres fugido 24h de casa?

Vá lá,  ainda tiveste sorte!
Deixou-te escrever a cronica! Wink

hehehehe.... a vida muitas vezes é madrasta! Mas temos que ter a capacidade de ultrapassar as dificuldades!

- Quanto ao sono, felizmente não padecemos desse mal! Por dois motivos, frio e chuva a acompanhar a viagem;
- Pulsos? No final da viagem já tinha que andar a esticar os dedos, pois pareciam estar a ficar presos Very Happy ;
- Não sou um insensível, lololol, senti sempre o cú, tal como o resto do corpo! Very Happy, mas não ficou dorido, ;D;
- A minha maria andou umas horas de trombas comigo no Domingo, mas depressa passou a birra, felizmente. O problema delas é sempre antes de fazermos as coisas. Aquelas guerras psicológicas femininas, nunca nos impedem de nada, mas estão sempre a tentar influenciar o nosso consciente para ficarmos com sentimento de culpa! Mas elas nunca impedem!!!! Laughing

________________________
Abraço Serrano
Sérgio Sousa
avatar
ssousa
Zero à direita
Zero à direita


http://www.casadocomendador.pt

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: IRON BUT ibérico - A insanidade de ser um Cú de Ferro, percorrendo 1600kms em 24h

Mensagem por Panzer Tank em Qua Out 22 2014, 00:21

Sai um mérito.
Muito obrigado pela Partilha
Sem mais
Panzer Tank

________________________
Artilharia= Arma mais sexy do mundo, onde cai f... tudo
Grupo de modelistas da Zona Oeste  Spritmonitor.de
avatar
Panzer Tank
A tirar a carta
A tirar a carta


http://modelistasdooeste.blogspot.com/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: IRON BUT ibérico - A insanidade de ser um Cú de Ferro, percorrendo 1600kms em 24h

Mensagem por PNeves em Qui Out 23 2014, 10:52

Tens consciência que és referido em conversas de café, reais e virtuais, depois deste feito, certo? Vrummm V

________________________
avatar
PNeves
Zero à direita
Zero à direita


http://ao-volante.blogspot.pt/search/label/na%20estrada

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: IRON BUT ibérico - A insanidade de ser um Cú de Ferro, percorrendo 1600kms em 24h

Mensagem por Alexandre Simões em Qui Out 23 2014, 11:53

@PNeves escreveu:Tens consciência que és referido em conversas de café, reais e virtuais, depois deste feito, certo? Vrummm V

True lol!

________________________

Spritmonitor.de
avatar
Alexandre Simões
Zero à direita
Zero à direita


http://myloveonwheels.blogspot.pt/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: IRON BUT ibérico - A insanidade de ser um Cú de Ferro, percorrendo 1600kms em 24h

Mensagem por ssousa em Qui Out 23 2014, 12:59

@PNeves escreveu:Tens consciência que és referido em conversas de café, reais e virtuais, depois deste feito, certo? Vrummm V

hummmm... isto soa-me a pré-aviso tipo:

"CUIDADO, anda a correr uma petição on-line, para te meterem numa psiquiatria, a ver se te curam a demência de andar de moto, apenas por fazer kms" Laughing

________________________
Abraço Serrano
Sérgio Sousa
avatar
ssousa
Zero à direita
Zero à direita


http://www.casadocomendador.pt

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: IRON BUT ibérico - A insanidade de ser um Cú de Ferro, percorrendo 1600kms em 24h

Mensagem por PNeves em Sex Out 24 2014, 09:23

@ssousa escreveu:
@PNeves escreveu:Tens consciência que és referido em conversas de café, reais e virtuais, depois deste feito, certo? Vrummm V

hummmm... isto soa-me a pré-aviso tipo:

"CUIDADO, anda a correr uma petição on-line, para te meterem numa psiquiatria, a ver se te curam a demência de andar de moto, apenas por fazer kms" Laughing

Olha, se anda, recuso-me a assinar! Beber

________________________
avatar
PNeves
Zero à direita
Zero à direita


http://ao-volante.blogspot.pt/search/label/na%20estrada

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: IRON BUT ibérico - A insanidade de ser um Cú de Ferro, percorrendo 1600kms em 24h

Mensagem por ruimbarradas em Sex Out 24 2014, 23:21

Ora, antes de mais sai um BIG Mérito para o SSousa.

Esta é sem dúvida uma viagem que poucos compreendem, porque na realidade apenas vemos estações de serviço e pouco mais.
É uma noite inteira a rolar e, passada a noite, com uma enorme moca de sono, há que seguir viagem para cumprir o "objectivo".

Julgo que a maioria dos (poucos) que fazem este tipo de viagem, não a fazem pelo objectivo de ganhar a placa a dizer Saddle Sore, mas sim pelo desafio pessoal.

Sabes o que me deixa satisfeito, SSousa? É que afinal não sou o único maluco com a pancada de meter Kms sem fim em cima do lombo e com o Saddle Sore feito.

Pergunto-te o mesmo que me perguntaram a mim dias depois de o ter feito:
Mas afinal nesta viagem, o que viste? AHAHAH

________________________
Rui Barradas


avatar
ruimbarradas
Zero à esquerda
Zero à esquerda


http://comandopadeiros.org/forum

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: IRON BUT ibérico - A insanidade de ser um Cú de Ferro, percorrendo 1600kms em 24h

Mensagem por PNeves em Sab Out 25 2014, 09:04

@ruimbarradas escreveu:
Pergunto-te o mesmo que me perguntaram a mim dias depois de o ter feito:
Mas afinal nesta viagem, o que viste? AHAHAH

Estações de serviço e alcatrão Vrummm

________________________
avatar
PNeves
Zero à direita
Zero à direita


http://ao-volante.blogspot.pt/search/label/na%20estrada

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: IRON BUT ibérico - A insanidade de ser um Cú de Ferro, percorrendo 1600kms em 24h

Mensagem por Luís Azevedo em Sab Out 25 2014, 22:51

Excelente partilha que merece mérito. Mérito

Já provocou uma visita ao http://www.ironbutt.com
avatar
Luís Azevedo
Ainda é motorato!
Ainda é motorato!


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: IRON BUT ibérico - A insanidade de ser um Cú de Ferro, percorrendo 1600kms em 24h

Mensagem por Brunolux em Seg Out 27 2014, 22:22

Muito Bom Very Happy

Brunolux
Zero à esquerda
Zero à esquerda


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: IRON BUT ibérico - A insanidade de ser um Cú de Ferro, percorrendo 1600kms em 24h

Mensagem por ssousa em Ter Out 28 2014, 00:01

@ruimbarradas escreveu:Ora, antes de mais sai um BIG Mérito para o SSousa.

Esta é sem dúvida uma viagem que poucos compreendem, porque na realidade apenas vemos estações de serviço e pouco mais.
É uma noite inteira a rolar e, passada a noite, com uma enorme moca de sono, há que seguir viagem para cumprir o "objectivo".

Julgo que a maioria dos (poucos) que fazem este tipo de viagem, não a fazem pelo objectivo de ganhar a placa a dizer Saddle Sore, mas sim pelo desafio pessoal.

Sabes o que me deixa satisfeito, SSousa? É que afinal não sou o único maluco com a pancada de meter Kms sem fim em cima do lombo e com o Saddle Sore feito.

Pergunto-te o mesmo que me perguntaram a mim dias depois de o ter feito:
Mas afinal nesta viagem, o que viste? AHAHAH

Grande Cú de Ferro... é verdade o que dizes!

Este desafio serviu para conhecer as capacidades/limitações pessoais, sempre no intuito de as ultrapassar constantemente!!!! Dentro do limite do razoável, nada de loucuras desmedidas... já não temos idade ou corpo para isso.

Agora estou a maturar no Bun Burner.... mas isso fica para outras núpcias!

Ahhh.... (rui e cobra) obrigado pela tua/vossa crónica, que também me serviu de inspiração ....e segundo parece já temos aí malta interessada em fazer desafios do Iron But depois de ler a minha crónica. Fico feliz por também ter a capacidade de inspirar companheiros de luta.

________________________
Abraço Serrano
Sérgio Sousa
avatar
ssousa
Zero à direita
Zero à direita


http://www.casadocomendador.pt

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: IRON BUT ibérico - A insanidade de ser um Cú de Ferro, percorrendo 1600kms em 24h

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 1 de 2 1, 2  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum