Buscar
 
 

Resultados por:
 

 


Rechercher Busca avançada

Pub
Conectar-se

Esqueci minha senha

Últimos assuntos
» Casamento Nádia & Fábio
por Serzedo Sex Ago 18 2017, 14:17

» [Crónica] - N2 de Faro a Chaves em 2 dias e meio!
por Carlospira Qui Ago 17 2017, 22:39

» Redescobrindo o Brasil
por Saulo wds Qui Ago 17 2017, 15:54

» Passeio a Santiago de Compostela
por Cesar Filipe Qua Ago 16 2017, 22:01

» TRAVELER´S EVENT
por Espsanto Ter Ago 15 2017, 21:54

» As melhores estradas para conduzir... em Portugal!
por Saulo wds Ter Ago 15 2017, 11:29

» [Notícia] Rossi 'enxotou' ministra checa
por Serzedo Sex Ago 11 2017, 12:30

» gp. aparecida, valpaços, xassos...
por Serzedo Sex Ago 11 2017, 12:10

» SIERRA NEVADA - Las Alpujaras
por Carlospira Qui Ago 10 2017, 22:31

» Competição
por Rico Sousa Ter Ago 08 2017, 15:32

» Escócia 2017
por Swift Ter Ago 08 2017, 11:46

» [Notícia] Mig44 3.º no GP da Repúlica Checa
por Serzedo Dom Ago 06 2017, 16:36

» Viagem a Évora na nova (usada) mota
por Serzedo Qua Ago 02 2017, 14:15

» 22º Encontro Mundial dos Amigos 2CV
por Espsanto Seg Jul 31 2017, 10:31

» BMW CKLT Jantar das Terças Feiras By João Luis
por Joao Luis Qui Jul 27 2017, 23:01

» Rodagem dos 1000kms
por Carlospira Qua Jul 26 2017, 13:51

» [Notícia] Max Biaggi despede-se do motociclismo
por carlos lopes Ter Jul 25 2017, 21:07

» [Encontro] Porto recebe passeio de motos clássicas
por Espsanto Qui Jul 20 2017, 22:40

» AJUDA PARA CASTANHEIRA DE PERA
por Joao Luis Ter Jul 18 2017, 22:58

» GRANADA ( Al Andaluz II parte)
por nunomsp Ter Jul 18 2017, 10:50

» [Teste] Suzuki V-Strom 1000 - Fiel Companheira
por nunomsp Ter Jul 18 2017, 10:19

» Benelli trk 502 ABS
por klebsiela Qui Jul 13 2017, 07:29

» Bósnia 20 anos depois
por Carlospira Ter Jul 11 2017, 05:55

» [Notícia] Miguel Oliveira surpreendido com 3.° lugar
por Serzedo Seg Jul 10 2017, 23:51

» [Legislação] Estacionamento para pessoas com deficiência
por Serzedo Sex Jul 07 2017, 09:37

» O Caminho de Mota para a India
por Joao Luis Qua Jul 05 2017, 18:37

» VIAGEM PELO AL ANDALUZ
por Elisio FJR Ter Jul 04 2017, 11:55

» 2016 - Les Pyrénées e Côte d'Azur
por hugo machado Ter Jul 04 2017, 09:22

» Normandia 2013
por Serzedo Ter Jul 04 2017, 00:33

» [Notícia] Mig44 foi 2.º no GP da Alemanha
por so.usa Seg Jul 03 2017, 21:22

» Em busca do Marco Lés a Lés
por k u p Qua Jun 28 2017, 10:35

» Picos da Europa / Junho / 2017
por Espsanto Ter Jun 27 2017, 21:54

» [Evento] Oficina de Fotografia de motociclismo
por Serzedo Seg Jun 26 2017, 12:31

» Brasil - Rota das Fronteiras / Uma Saga pela Amazônia
por Carlos Balio Sab Jun 17 2017, 05:25

» LÉS a LÉS 2017
por Espsanto Ter Jun 13 2017, 09:13

» Comparativa Off-Road entre 1190R, GS1200, AT e Super Tenere
por carlos lopes Seg Jun 12 2017, 21:16

» Rota N2 - Guia
por Serzedo Seg Jun 12 2017, 16:36

» [Lista] 10 melhores sport-touring por Visor Down
por Rico Sousa Sab Jun 10 2017, 18:02

» XI Concentração Motard Moto Clube da Guarda
por Tuta Qui Jun 08 2017, 23:08

» [Ensaio] Suzuki V-Strom 650 - 2017
por Serzedo Sex Jun 02 2017, 10:56

» Viagem até Mont-St-Michel (França)...
por Espsanto Seg Maio 29 2017, 13:29

» [Destino] Um Stonehenge no Alentejo
por Serzedo Seg Maio 29 2017, 10:32

» Dia do Motociclista em Castelo Branco
por Cesar Filipe Dom Maio 28 2017, 13:59

» Fomos dar uma volta de barco....em Veneza com passagem pelo berço (da Ducati)
por Tuta Sex Maio 26 2017, 23:23

» [Notícia] Porto Extreme XL Lagares - Enduro (27/05/2017)
por Serzedo Qua Maio 24 2017, 14:49

Tempo
Al!ve FM

Quarta-feira das 21h às 24h Burn - A hora dos motards

Mapas
Flux RSS


MSN 
AOL 


Doação por Paypal

O Meu Zoom da Europa...em 2015 - Parte 1

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

O Meu Zoom da Europa...em 2015 - Parte 1

Mensagem por Ramos Pinto em Dom Mar 20 2016, 21:59

Nem sempre  as coisas acontecem quando nós queremos. A vida tem destas coisas e temos que aprender a aceitar.

Quase que tinha desistido de fazer a minha reportagem sobre a minha viagem de férias de 2015, por contratempos vários e porque nem sempre a disposição é a melhor.

Tudo resolvido e resolvi que ainda não era desta que ia deixar de fazer uma das coisas que gosto - Partilhar com todos viagens e fotos que me dizem muito.

Apesar das redes sociais estarem como que a dominar os contactos, em detrimento dos fóruns como o nosso, não quero deixar de partilhar convosco esta minha viagem, até porque  tenho a percepção de que muita gente ou não tem ou não vai às redes sociais, o que, a meu ver, começa cada vez mais a fazer algum sentido.

Resolvi, com o intuito de ser mais fácil acompanhar a viagem, agrupar a reportagem.

Espero que gostem


Parte 1 - Preambulo e Viagem aos Picos da Europa


- Preambulo

Esta viagem saiu da “arca dos meus desejos” num plano B que resolvi adoptar, por, entretanto, o plano A ter passado a conter zonas um pouco agitadas para o meu gosto.
Assim, depositei o plano A, docemente, na arca dos desejos, à espera de melhores dias...abraçando em pleno o plano B.

Eu viajo de mota porque adoro andar de mota e porque a mota me permite fazer uma simbiose com a paisagem e a estrada que não consigo sentir e nem viver, de outro modo.
O risco, a aventura e o improviso vêm por acréscimo, de modo minimamente calculado e tendo sempre com o objectivo um “gozo” de que eu e a minha pendura não abdicamos.

Para quem conhece a Europa, como eu, tinha uma grande falha que queria colmatar - as grandes ilhas do mediterrâneo. Foi desta.

Para executar o plano tinha um factor acrescido de importância capital - a minha nova BMW R 1200 RT/LC de 2015.
Uma Lady nova que tinha que provar os seus méritos.

Com poucos meses na minha mão, já me tinha “obrigado” a fazer as duas primeiras revisões, alimentando no meu imaginário um gozo sem par, só de pensar em percorrer tanta montanha numa só viagem.

Mal eu sabia como ela ia ultrapassar tudo o que imaginara e nos iria proporcionar, quer a mim individualmente quer, posteriormente, com a Graça, tantos kms de prazer de condução e conforto. Verdadeiramente uma turística Top.

Viajar com pendura nada tem a ver com o viajar sozinho, que conheço tão bem e que tanto me preenche, principalmente no que à condução diz respeito.

Contudo, desde que tive o privilégio de ter uma pendura que anda tão bem de mota e que goza em andar de mota, tenho de reconhecer que se vive uma viagem bem diferente e com muitos outros encantos. Obrigado Graça por existires e por me acompanhares há 3 anos nas minhas viagens, que tantos momentos de prazer nos tem dado.

Assim, delineei esta viagem com duas partes distintas.

Uma primeira, para satisfazer aquele meu lado solitário e aquele “sentir” único do homem e da máquina, percorrendo kms e kms num desejo sinuoso de prazer único, só possível viajando sozinho.
Para isso, elegi, mais uma vez, os Picos da Europa e os seus desfiladeiros, seguindo-se os Pirinéus Franceses, costa a costa, terminando em  Barcelona, onde me encontraria com a Graça.

A segunda, já com pendura, tentado conciliar viagem com aventura, lazer e conhecimento, duma Europa que continua a não me cansar e que não deixa de me surpreender.
Aqui, as eleitas foram a Córsega, Sardenha e Sicília, bem como o sul de Itália até chegar a Roma.

Vamos, então, dar início ao meu “Zoom da Europa 2015”, esperando contribuir, à minha maneira, para a divulgação duma Europa que adoro desde os tempos em que, bem jovem, viajava à boleia para todo o lado. Belos tempos...
Se conseguir despertar um único desejo de viajar, nomeadamente a algum motociclista, terei dado por bem empregue o meu tempo e atingido um dos grandes objectivos deste meu blog - partilhar esta paixão de viajar de moto.


- Até aos Picos da Europa


1º dia - 17.07.2015




As saudades da estrada e de viajar de mota...eram mais que muitas e, como sempre faço, saí, bem cedo, do meu “escritório” habitual - o Café Capítulo, em Tomar, saboreando duas bicas...já que, provavelmente, tão cedo não poderia satisfazer a minha necessidade de cafeína com tanto prazer...
Que falta me faz uma máquina de café expresso-motard...!



O meu destino de dormida era Zamora, dado que queria revisitar Monsanto, onde já não ia há uns anitos, bem como Salamanca de que gosto particularmente.
O dia estava bonito, com boa temperatura e convidava a rolar





Monsanto tem uma ligação especial à minha cidade de adopção, Tomar, já que pertenceu à Ordem dos Templários, cuja sede foi em Tomar.
Foi mesmo D. Gualdim Pais, fundador de Tomar, que mandou construir o seu castelo em 1165, logo a seguir à fundação da minha cidade.

Esta linda cidade granítica, que tantos conhecem de nome e que muitos nunca visitaram, merecia ter a força turística que tantas vezes se encontra por essa Europa fora, em cidades com bem menos atração, originalidade e história.

Para quando alguém que pense Turismo em Portugal e trace as grandes linhas mestras dum futuro turístico que acho que temos que abraçar definitivamente?

Percorrer as suas ruas, imaculadamente limpas e arranjadas, ver as suas casas como que embebidas no granito e de granito, subir até ao castelo e espraiar os olhos numa paisagem única de paz, fazendo com que nos percamos por horas...é um privilégio, bem ao nosso alcance e que merece ser visitado.














Fernando Namora andou por estas bandas exercendo clínica e habitando esta casa





O prazer de registar cada momento, cada canto, foi-se exercendo num ritmo muito próprio,

















A subida que a minha menina, realisticamente, poderia fazer, chegava ao fim...







Contudo, o dono, garbosamente, continuou até ao cimo...













Não posso deixar de colocar um dos ex-libris desta linda terra





Segui por Penha Garcia, Termas de Monfortinho, a caminho de Villasbuenas de Gata, atravessando o Parque Natural de Las Batuecas-Sierra de Francia,
















Claro que tinha que fazer a SA-201 e ir a La Alberca, ponto obrigatório de passagem quando ando por esta zona, sem deixar de ir petiscar um almoço à Cantina do Elias, antes de dar uma pequena volta por esta vila pré-romana que tanto gosto de visitar.























Deixei La Alberca com um “até sempre” rumo a San Martin del Castañar e à SA-220 até Candelário.
Todo este percurso da Serra de Gata e de Francia foi uma boa opção para iniciar, da melhor maneira, a minha viagem fora de Portugal.
















Estava na hora dum pequeno descanso e de arranjar energias para o calor que começava a despontar





Pelo que pude ver, Candelário é uma vila bem simpática, com pitorescas instalações de “Turismo Rural”, onde se pode passar uns dias de descanso bem agradaveis.














A condução da minha mota, nomeadamente nestas estradas, bem como a adrenalina que ela me provocou, começava a tirar-me do sério.

Sozinho...e tão naturalmente como respirar, foi verdadeiramente sublime, ouvir/sentir os “avisadores” lançarem os seus silvos tão próprios, numa música balanceada que mais parecia um bailado, tal a segurança  que esta mota inspira e tem.

Esta mota, qual Musa inspiradora, quase me obrigava a abandonar a estrada e voltar a fazer tudo de novo.
Que MOTA!

Agora, já a caminho de Salamanca, numa condução descansada e de sorriso rasgado, revivia tudo o que tinha feito, não podendo deixar de comparar a minha felicidade, com o ar penetrante e sério dos “enlatados” que iam passando.
Andem de mota...e sejam felizes.

Salamanca é sempre uma cidade muito especial, não podendo deixar de fazer uma pequena paragem,























Mas, o meu destino era Zamora, onde pernoitei e dormi, principescamente, com a barriguinha cheia de gozo, neste primeiro dia, cheio de coisa lindas, muita adrenalina e muitas saudades de viajar de mota

Até breve, já nos Picos da Europa.



-  2º dia - 18.07.15







Acordei bem disposto e cheio de vontade de iniciar este meu segundo dia, que seria dedicado a reviver essa maravilha tão perto de nós - Os Picos da Europa, de que sou um fã incondicional.

Estava decidido, depois do dia de ontem, que a minha motita se chamaria MUSA e que seria “batizada” neste lindo cenário, nesta envolvência, nestes desfiladeiros...onde o seu nome ficaria gravado para sempre,juntando-se a tantos outros nomes de motas que já viveram esta maravilha.

Saí cedo.
O dia estava lindo, a temperatura óptima - 25 º C e o sol q.b.
Destino Leon.

Apanhei uma estrada nova em construção e, numa de área de serviço, à semelhança de ontem, voltei a tomar um café muito bom...algo está a mudar em Espanha, por estas bandas, no que ao café diz respeito.

Leon, tem um centro histórico com uma área pedonal enorme, bem agitada e repleta de boas casas de tapas, cheias de peregrinos. Mas, o meu destino não era visitar Leon que conheço bem.







A ansia de chegar aos Picos era grande, por isso, toca de seguir caminho para Cangas de Onis e Covadonga.

Para isso, resolvi sair de Leon e apanhar a N621 para Cerezales del Condado, seguindo-se uma sequência incrivel (CL-624,, LE-331, LE-333 e AS-254) até chegar a Infiesto e apanhar a N634 para Cangas de Onis.
Que percurso e que maneira sublime de chegar a Cangas de Onis.
Quem o puder fazer, faça-o... que vale a pena.







Com pena minha, os Lagos de Covadonga encontram-se fechados ao trânsito livre, só se podendo ir até lá com guia e ou em Bus, durante esta fase de maior afluência.
O trânsito só está livre das 20h - 8.30 h e, mesmo assim, só para motas.

Foi muito bom reviver Cangas de Onis e Covadonga








assim como, o desfiladeiro de Los Beyos, a N625, onde após Oseja de Sajambre, saí para LE-2711 (prescindindo de ir a Riaño), até à Posada de Valdeon, seguindo depois pela LE-2703 até Portilla de la Reina, onde segui na N621 até Potes...

Este desvio de Riaño, para quem já conhece Riaño, vale bem a pena, porque o trajeto é fantástico.

Los Beyos foi preparado com algum requinte...música de Rodrigo Leão de inicio e Dire Straits quando a adrenalina começou a subir, tudo “orquestrado” pelo roncar do escape da minha motita... para fazer estas curvas inesquecíveis que nunca me cansarei de fazer...

Coisas que a minha Musa me inspira...e que ficam gravadas a ouro, para sempre, nas minhas memórias.
Esta Mota faz parte de mim mas, à semelhança do sal, tenho de a saber dosear ou fico sem avisadores...e mais o que possa aparecer.
O que vale é que para a semana já não estou sozinho.



















Desta vez resolvi não ficar em Potes, ficando em Ojedo, num hotel bem simpático - Hotel Infantado,  com uma não menos agradável piscina.
Depois de um dia de “trabalho árduo” também merecemos, eu e a minha Musa, um bom descanso...

O resto do dia foi passado a reviver, calmamente, tudo o que tinha vivido, bem como todo o prazer que me deu fazer estas estradas na minha Musa.
Esta mota tira-me do sério.

No rebobinar do dia, não posso deixar de me lembrar dum pequeno declive que encontrei...
Muito bom.




Até breve, já em Pamplona



- 3º dia - 19.07.15







Quando se começa o dia com paisagens como estas e a vontade de andar de mota se funde com a estrada, a despedida dos Picos da Europa só podia ser especial, como veio a acontecer.










Saí de Ojedo pela N621 com destino ao desfiladeiro de La Hermida, outro marco imperdível destes Picos da Europa, hoje, com piso novo. Um autêntico luxo.
Adoro este desfiladeiro, a par do de Los Beyos.













Abandonei-o precisamente em La Hermida, no cruzamento para Puentenansa, onde iria viver  um dos pontos altos do dia - todo o trajecto até Cervera de Pisuerga, com destaque para a CA-282 até Puentenansa e CA-281 até Piedrasluengas.





O único grande comentário que tenho a fazer é que, seguramente, será um trajecto que fará parte de outra qualquer viagem em que volte aos Picos, o que, diga-se, não é muito difícil de ser convencido a fazê-lo...

Um trajecto que o meu trio de passeios - o Trio P.E.P., estou certo, colocará na agenda das estradas a fazer, cavalgando um gozo infinito.
















Trata-se um percurso inspirador e que tem de ser saboreado

















à medida que nos aproximamos de Piedrasluengas o cenário fica mais verde e a contemplação é inevitável...
Que Paz!

A sensação de impotência perante a máquina fotográfica é enorme, já que não consegue transmitir tudo o que se vê...e ainda bem.
Só mesmo estando aqui.

Assim, viajar será sempre algo único e inultrapassável...e se for de mota, teremos atingido a perfeição.
Mesmo assim, aqui fica o registo.

















Até Cervera de Pisuerga o trajecto, ainda que diferente, não lhe fica atrás













E cheguei a Burgos com o propósito de visitar a Catedral, com calma, o que nunca tinha conseguido fazer.Foi desta.









Bem junto do complexo da Catedral, encontra-se uma pequena igreja -  S. Nicolás de Bari, que é um verdadeiro encanto e que, pessoalmente, me tocou bem mais que a catedral, sem querer tirar os méritos da mesma.
Há estados de alma que não se explicam...sentem-se e guardam-se carinhosamente no cantinho das boas memórias. Este foi um desses.

Trata-se duma pequena igreja edificada sobre uma igreja românica, onde se pode encontrar um lindo retablo renascentista castelhano, entre outras atracções, como o seu arco e os seus sarcófagos.



















A Catedral de Burgos, templo mariano, é um conjunto arquitectónico majestoso de estilo gótico, que vale a pena visitar.
Fi-lo em pormenor, para satisfazer o meu gosto pessoal.
Alguns apontamentos para quem se possa interessar,























As praças contíguas à catedral, são bem simpáticas e resolvi, em má hora, almoçar por lá.
O dia estava óptimo e pedia mesmo uma esplanada bem de fronte à catedral. Assim fiz.

Numa das esplanadas da Praça Rey San Fernando, aconteceu o impensável - serviram-me os piores calamares da minha vida...que não consegui comer.
Afinal, também é possível comer maus calamares em Espanha...

Para me despedir de Burgos





Fui até ao Castelo .... tomar o pulso à cidade











Seguiu-se Logroño, onde tinha estado há pouco tempo, terminando o dia em Pamplona, onde nunca tinha estado, apesar de ter passado por perto, mais do que uma vez.

Era domingo e a cidade estava pouco mais que deserta e sem grande vida, onde quase tudo se encontrava fechado.
Ficou decidido que terei que passar por cá, de novo, sem ser a um domingo...



















Até breve, já nos Pirineus

________________________
Eduardo Ramos Pinto

* Andar de Mota é tatuar " LIBERDADE " em cada km, em cada curva...numa paixão de vida.*
avatar
Ramos Pinto
Zero à direita
Zero à direita


http://osonhocomandaamota.wordpress.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Meu Zoom da Europa...em 2015 - Parte 1

Mensagem por nunomsp em Seg Mar 21 2016, 21:37


Obrigado pela partilha desta viagem magnífica de paisagens deslumbrantes e das excelentes fotos.

Ainda bem que decidiu partilhar o relato desta viagem no fórum, não se ficando pelas redes sociais (que estão a destruir a internet e só promovem hipocrisia).

Mérito
avatar
nunomsp
Zero à direita
Zero à direita


http://www.nuno-pereira.pt

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Meu Zoom da Europa...em 2015 - Parte 1

Mensagem por Fernando F em Seg Mar 21 2016, 23:01

Muito obrigado pela partilha desta viagem com cenários tão bonitos!!
O Norte seja de Pt como de Es é um espectáculo!!
cheers cheers
Sai Mérito
avatar
Fernando F
Zero à esquerda
Zero à esquerda


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Meu Zoom da Europa...em 2015 - Parte 1

Mensagem por smvalmeida em Ter Mar 22 2016, 14:53

Que maravilha de relato!!!
Obrigado por partilhares... e os teus comentários sobre como vives e sentes o andar de mota são TOP!!! 5*****!!!
Mérito

________________________
Boas curvas & Ride Safe
------------------------------------------------------------
2014- >> YAMAHA FJR 1300A
2012-2015 >> YAMAHA XJ 600 S Diversion
2009-2012 >> SYM GTS 125 Evo


http://motorcycleridingbysmvalmeida.blogspot.com/

avatar
smvalmeida
Zero à direita
Zero à direita


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Meu Zoom da Europa...em 2015 - Parte 1

Mensagem por LWillow em Sab Mar 26 2016, 20:46

Caro Ramos Pinto, curiosamente calhou ter lido 'da frente para trás' este seu documentário da sua viagem pela Europa e por isso deixo o meu comentário aqui neste seu 1º tópico sobre o assunto.
Excelentes fotos , escrita 'fácil de ler' e bastante informativa , sendo na globalidade um dos melhores relatos mototurísticos que há por aí publicados . Obrigado pela partilha e 'pachorra' para nos ter escrito este magnífico testemunho . Abraço !
avatar
LWillow
Zero à esquerda
Zero à esquerda


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Meu Zoom da Europa...em 2015 - Parte 1

Mensagem por Ramos Pinto em Dom Mar 27 2016, 13:40

@LWillow escreveu:Caro Ramos Pinto, curiosamente calhou ter lido 'da frente para trás'  este seu documentário  da sua viagem pela Europa e por isso deixo o meu comentário aqui neste seu 1º tópico sobre o assunto.
Excelentes fotos , escrita 'fácil de ler' e bastante informativa  

@LWillow escreveu:Caro Ramos Pinto, curiosamente calhou ter lido 'da frente para trás'  este seu documentário  da sua viagem pela Europa e por isso deixo o meu comentário aqui neste seu 1º tópico sobre o assunto.
Excelentes fotos , escrita 'fácil de ler' e bastante informativa !


Obrigado, já que este, foi e será sempre, um dos grandes objectivos do meu blog, aliado à minha grande paixão por viajar de mota e por lançar o '' bichinho '' para que outros tentem fazer o mesmo.

Ps: Não me faças mais velho do que o que sou com o tratamento por  você...Abraço

________________________
Eduardo Ramos Pinto

* Andar de Mota é tatuar " LIBERDADE " em cada km, em cada curva...numa paixão de vida.*
avatar
Ramos Pinto
Zero à direita
Zero à direita


http://osonhocomandaamota.wordpress.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Meu Zoom da Europa...em 2015 - Parte 1

Mensagem por Carlospira em Dom Mar 27 2016, 17:01

Boas companheiro,

Excelente foto-reportagem de uma viagem fantástica.
Adoro todo este norte de Portugal e Espanha.
Ainda bem que aqui colocas estas fotos e este relato, pois foi aqui neste site que eu mais me senti puxado a adquirir scooter . Para poupar e para puder um dia também conhecer e dar assim voltas fantásticas por estes sitios maravilhosos. Ainda não dei voltas muito grandes por Espanha, por falta de tempo ...na carteira.... Conheço um pouco, mas de enlatado e em serviço...
Vou continuar a absorver todas estas imagens e letras para me embriagar e sonhar.
Um abraço

________________________
CARLOS PIRES
Mama Sumae !!
avatar
Carlospira
Zero à direita
Zero à direita


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Meu Zoom da Europa...em 2015 - Parte 1

Mensagem por ricmags em Ter Mar 29 2016, 00:24

@Ramos Pinto, seria possível partilhares mais ou menos os custos que envolve uma viagem destas?
gasolina, alojamento, alimentação, etc...não é necessário ser rigoroso, mas ter uma ideia.
avatar
ricmags
Zero à direita
Zero à direita


http://ricardomag.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O Meu Zoom da Europa...em 2015 - Parte 1

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum