Buscar
 
 

Resultados por:
 

 


Rechercher Busca avançada

Pub
Conectar-se

Esqueci minha senha

Últimos assuntos
» Evento de Natal do M&D dias 2 e 3 de Dezembro Actualizado 01/11/2017
por Panzer Tank Sex Nov 17 2017, 23:29

» De Moura a Baucau "Out of the Box"
por Espsanto Sex Nov 17 2017, 21:53

» [Entrevista] André Pires - GP Macau & Isle of Man TT
por Serzedo Qui Nov 16 2017, 10:41

» Caminito D´Del Rey
por Espsanto Ter Nov 14 2017, 19:31

» N2 Aljustrel a Pedrogão Grande
por Joao Luis Seg Nov 13 2017, 22:39

» [Notícia] Fim da revista Motociclismo?
por Serzedo Seg Nov 13 2017, 16:56

» [Novidade] Yamaha Tracer 900 GT - 2018
por piratao Dom Nov 12 2017, 20:42

» Rota dos Balcãs - 2017
por Vítor Soares Dom Nov 12 2017, 18:34

» [Novidade] Agora o Motos & Destinos também no Topic'it
por Espsanto Sex Nov 10 2017, 23:11

» [Notícia] Miguel Oliveira vence Grande Prémio da Austrália
por carlos lopes Ter Nov 07 2017, 20:29

» Serra da Estrela - Cores de outono
por Rico Sousa Dom Nov 05 2017, 18:47

» De Lisboa a Sagres pela Costa Vicentina
por Nfilipe Dom Nov 05 2017, 15:34

» PARQUE NATURAL DE SOMIEDO - Viagem de Verão
por Espsanto Sex Nov 03 2017, 23:31

» AJUDA PARA CASTANHEIRA DE PERA
por Panzer Tank Dom Out 29 2017, 13:51

» O Caminho de Mota para a India
por Joao Luis Dom Out 29 2017, 10:03

» 3 dias pelo Alto Alentejo e Beira Baixa
por LoneRider Sex Out 27 2017, 19:20

» Viagem a Évora na nova (usada) mota
por Cesar Filipe Sex Out 27 2017, 19:15

» O regresso a Monsanto
por Cesar Filipe Qua Out 25 2017, 00:38

» Teste drive novas trails
por tmr77 Dom Out 22 2017, 17:17

» [Legislação] Conduzir motas aos 14 anos...
por Serzedo Qui Out 19 2017, 15:02

» TRAVELER´S EVENT
por banglentininkas Seg Out 16 2017, 10:22

» Costa Alentejana
por Pedro Rodrigues Qui Out 12 2017, 00:11

» Volta ao Mundo de Francisco Sande e Castro
por Espsanto Ter Out 10 2017, 22:07

» Redescobrindo o Brasil
por Espsanto Ter Out 10 2017, 21:54

» 2017 - Milão/Stelvio/Dolomitas/Liubliana/Verona
por Espsanto Ter Out 10 2017, 21:27

» Uma Viagem ao Centro do Mundo...
por Joao Luis Seg Out 09 2017, 13:55

» Exposição de motas antigas - Matosinhos
por Serzedo Qui Set 28 2017, 09:44

» [Notícia] Mig44 foi 2.º no GP de Aragão
por Serzedo Seg Set 25 2017, 09:40

» BOA NOVA
por Serzedo Qui Set 21 2017, 14:20

» BMW CKLT Jantar das Terças Feiras By João Luis
por Joao Luis Ter Set 19 2017, 22:42

» [Notícia] Ana Carrasco é primeira mulher a vencer num Mundial
por carlos lopes Seg Set 18 2017, 21:54

» picos da europa 2017
por Carlospira Qua Set 13 2017, 21:46

» [Notícia] Federação de Motociclismo oferece árvores
por Serzedo Qua Set 13 2017, 09:40

» Casamento Nádia & Fábio
por Serzedo Ter Set 12 2017, 20:34

» No Cabo de Gata
por Saulo wds Seg Set 11 2017, 12:45

» como transportar moto do brasil para portugal
por luisfilipe Sex Set 08 2017, 22:00

» Mais do mesmo... mas diferente: Tomates aos Picos!
por Joao Luis Qua Set 06 2017, 18:16

» De Lisboa aos Picos da Europa (4 dias)
por diariodoviajante Seg Ago 28 2017, 11:53

» 4 dias por Toledo, Segóvia e Ávila
por diariodoviajante Seg Ago 28 2017, 11:50

» [Ensaio] Suzuki V-Strom 650 - 2017
por Cesar Filipe Sex Ago 25 2017, 17:03

» [Crónica] - N2 de Faro a Chaves em 2 dias e meio!
por nunomsp Qua Ago 23 2017, 22:30

» planear viagens com o TyretoTravel
por nunomsp Qua Ago 23 2017, 22:17

» Diário do Viajante
por diariodoviajante Ter Ago 22 2017, 14:20

» Passeio a Santiago de Compostela
por Cesar Filipe Qua Ago 16 2017, 22:01

» As melhores estradas para conduzir... em Portugal!
por Saulo wds Ter Ago 15 2017, 11:29

Tempo
Al!ve FM

Quarta-feira das 21h às 24h Burn - A hora dos motards

Mapas
Flux RSS


MSN 
AOL 


Doação por Paypal

Redescobrindo o Brasil

Página 3 de 4 Anterior  1, 2, 3, 4  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Re: Redescobrindo o Brasil

Mensagem por Saulo wds em Qua Set 06 2017, 15:09

Mato Grosso do Sul

Estrada Parque


Ponte histórica sobre o rio Miranda


Desde a primeira vez que eu vi uma foto da velha ponte de madeira sobre o rio Miranda no Pantanal em Passo do Lontra, que eu disse a mim mesmo, um dia eu passo por esta ponte com minha Moto, o tempo passou e lá estava eu a caminho de realizar aquela promessa que eu havia feito em pensamento. Só que, poxa vida, eu não sabia que construíram uma ponte de concreto sobre ela, quando cheguei lá e vi aquela ponte de concreto, imaginem minha decepção?
Eu não vou ficar aqui discutindo o progresso, eu sei que em alguns casos é inevitável, mas justo aquela ponte? Ao menos ela não foi destruída, tomaram o cuidado de preserva-la a apesar dela estar interditada para trafego de veículos eu pude caminhar sobre ela, e confesso a emoção foi a mesma!! Realizei uma promessa feita em pensamento.







Eis a nova ponte de concreto sobre o Miranda, construída milimetricamente ao lado da ponte Histórica.



Curiosidade

As fotos abaixo talvez expliquem o verdadeiro motivo da construção de uma nova ponte.
A ponte antiga foi construída apenas três metros acima do leito do rio, enquanto a nova foi planejada para ficar oito metros acima do leito do rio.



Da para imaginar o que este barco faz no meio da estrada?

Conheci o dono deste barco que diz telo comprado em Ladário - MS e estava levando para Anastácio - MS subiu um trecho pelo rio Paraguai e depois seguia para Anastácio, só que no meio do caminho, há duas pontes sobre o Miranda em que os barcos não passam por baixo, o que eles fazem para transpor este obstaculo era quase inimaginável para mim, ali coincidentemente na Estrada Parque tive oportunidade de acompanhar algo raro, que é transpor uma ponte passando pela lateral da margem sobre a estrada, imaginem que ainda há pessoas que de dão a este trabalho, puxar o barco na mão, amarram cabos de aço e vão catracando um macaco por vários dias até transpor o obstaculo, no caso ali eles estavam a uma semana para transpor a estrada. Eis então um dos motivos para elevarem o nível da ponte. Passando apenas meia hora com aquelas pessoas pude refazer a ideia que eu pré fiz a respeito do progresso chegar ali.



Fui insistentemente convidado pelo Olaír para colocar a Moto dentro do barco e passar os próximos dez dias
pescando no Miranda até chegar em Anastácio. por pouco não fui!!




avatar
Saulo wds
Zero à direita
Zero à direita


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Redescobrindo o Brasil

Mensagem por Joao Luis em Qua Set 06 2017, 18:15

Excelente Vrummm Vrummm Vrummm Vrummm
avatar
Joao Luis
Já dorme com a moto!
Já dorme com a moto!


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Redescobrindo o Brasil

Mensagem por Rico Sousa em Qua Set 06 2017, 19:37

Sempre em grd.

________________________

... e vamos com calma!
FJRico
avatar
Rico Sousa
Zero à direita
Zero à direita


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Redescobrindo o Brasil

Mensagem por Saulo wds em Sex Set 08 2017, 13:32

Muito Obrigado João Luis e Rico Souza.
Ficaria honrado que num momento oportuno pudesse rodar com vocês em algum canto do Brasil. Estando por aqui tenham minha casa como vossas casas.
avatar
Saulo wds
Zero à direita
Zero à direita


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Redescobrindo o Brasil

Mensagem por Saulo wds em Sex Set 08 2017, 13:55

Mato Grosso do Sul

Lampião Aceso / Aeroclube


Como disse antes a Estrada Parque era um caminho que a muitos anos eu desejava fazer, porem com as cheias do Rio Paraguai e do Leque sem poder atravessar as balsas, fiz somente parte dela e retornei para a BR 262, segui 90 km pela BR até um Lugar chamado Lampião Aceso e é nesse lugar que a Estrada Parque termina para quem vem por ela la do Buraco das Piranhas, então resolvi fazer a outra metade da Estrada Parque, do final para o começo até Porto Manga, ai sim eu poderia dizer que tinha passado pela Estrada Parque. Eu sou teimoso se eu começo algo tenho que ver o fim, e assim foi que em lampião aceso eu peguei a outra ponta da Estrada Parque em direção ao Rio Paraguai.
Rodei uns 15 km pela estrada quando vi uma placa escrito Aeroclube, e mesmo sem ter sido convidado resolvi entrar pela fazenda São Jose e seguindo pelos pés do Maciço do Urucum sai lá no tal Aeroclube, imaginei que poderia não ser bem vindo sem ter sido convidado a entrar, já na porteira da fazenda a cachorrada veio me receber e diante de tanto cachorro latindo eu titubeei se entrava ou não, de longe avistei um senhor me acenando para entrar, abri a porteira e entrei.
Conhecer o Seu Antonio do Areroclube do Maciço do Urucum valeu qualquer risco de entrar em propriedade particular sem ter sido convidado. Proprietário da fazenda e do Aeroclube não me deixou ir embora enquanto não contou toda história da fazenda, do Aeroclube, da Estrada Parque, do Maciço do Urucum e de como foi que ele se tornou o mais novo piloto de todo o Pantanal. Conta ele que seu pai, também piloto, foi quem ensinou-o a pilotar, emocionado me conta que aos 13 anos de idade já voava pela região, desde de então se tornou apaixonado pelos os Cesnas, inclusive fez questão de me mostrar e contar a historia de cada uma das aeronaves, principalmente aquela que seu pai, a muitos anos atrás havia ensinado a ele a pilotar e voar sobre grandioso Pantanal.









Quando cheguei na ultima porteira estando muito próximo da sede da fazenda não entrei, não sabia se seria bem vindo,
então fiquei curtindo a beleza da região por ali mesmo, foi quando percebi que seu Antonio acenava para que eu entrasse,
Quando entrei eu contei a ele que eu era um apaixonado por Moto e principalmente por viagens de Motos não tão convencionais ao turismo , e mais ainda quando contei que estava conhecendo o Brasil através da Rota das Fronteiras, ele entendendo a minha paixão, na mesma hora abriu a porteira me dizendo que a partir daquele momento eu era seu convidado. Confesso que fiquei emocionado e mais uma vez me dei conta que conhecer pessoas ainda é muito melhor que conhecer lugares e quando da para juntar os dois, ai então, é que, com orgulho eu digo que através destes momentos eu que conheço esta minha terra.




Ouvi o seu Antonio me contar a história de cada uma das aeronaves, percebi nítida emoção dele ao me mostrar e contar a história do Cesna em que ele recebeu as primeiras lições de voo do pai a mais de quarenta anos, lá estava o Cesna Amarelinho, me conta ele que ainda hoje voa com o mesmo Cesna que tantas vezes voou com o pai.. " Uma curiosidade que ele me contou, Que esta nave é um trator aéreo, não existem outras naves que tenham se adaptado tão bem ao Pantanal, podem passar seis meses sem voar, segundo ele, que quando for é só abastecer e voar.

A conversa estava muito boa, infelizmente eu tinha data marcada para chegar em Corumbá, mesmo sendo convidado a ficar quantos dias eu quisesse e com a promessa que ele me levaria para sobrevoar o Maciço do Urucum, relutante e com muita vontade de ficar me despedi. E com a Moto segui pela pista gramada do Aeroclube naqueles segundos me imaginei como se fosse o Senhor Antonio recebendo do pai a primeira instrução de voo, imaginariamente sobre a minha Moto sobrevoei o campo e todo Grande Maciço do Urucum a pequena cordilheira que me levaria num voo imaginário por fronteiras Bolivianas.





Sr. Antonio antes de me despedir deixou um convite a todos Motociclistas que estiverem passando pela Estrada Parque, Lampião Aceso que as porteiras sempre estarão abertas para recebe-los....e para os amantes da natureza que desejarem acampar em sua propriedade procurem por ele.
Foi assim que encerrei minha passagem pela Estrada Parque através da Rota das Fronteiras, Fazendo Amigos!!
avatar
Saulo wds
Zero à direita
Zero à direita


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Redescobrindo o Brasil

Mensagem por Saulo wds em Sex Set 08 2017, 13:58

Mato Grosso do Sul

O Pantanal

Quando iniciei este trecho da Rota das Fronteiras minha maior preocupação era de como eu seguiria pelas estradas mais próximas da fronteira no Pantanal.
Na verdade cheguei a deslumbrar percorrer pelas estradas Pantaneiras e ir cortando Mato Grosso do Sul adentro entrar no Mato Grosso e chegar em Cáceres - MT
por estradas próximas da fronteira, mas estas estradas não existem, as que existem geralmente dão em lugar nenhum dentro do Pantanal, e exigiriam de mim uma formação do offroad extremo, o que definitivamente não tenho. Mesmo assim não desisti, uma alternativa as minhas condições de pilotagem é a BR 419 "Rodovia não asfaltada, sem postos para abastecimentos porem com alguns pontos de apoio no caminho" que corta o Pantanal a partir de Aquidauana até próximo a Coxim. E com esta intenção parti de Corumbá direção a Aquidauna.

BR - 262

Há três formas de se chegar ou sair de Corumbá, de barco, através do Rio Paraguai, de avião, ou pela BR 262, lá estava eu novamente pela BR 262, só que agora fazendo o caminho de vota até Aquidauana, trecho aproximado de 300 km na maior parte sobre um aterro recoberto por um impecável asfalto recortando a maior planície alagada do planeta, o Pantanal. Trecho muito bem sinalizado, e velocidade máxima permitida de 80 km hr, agora pensem num asfalto impecável, contra a velocidade máxima de 80 km hr? muito poucos respeitam. Com certeza é a estrada mais fiscalizada por Radar que eu já tenha rodado, posso garantir que eu contei mais de 50 Radares fixos para controle de velocidade neste trecho de 300 km, ou seja um a cada 6 km e em alguns lugares um a cada um km.
Esta foi a forma que encontraram para tentar proteger Fauna do Pantanal, e evitar acidentes entre veículos e animais. Eu posso garantir ao afirmar que não conseguiram, eu constatei, vi, registrei e vivi momentos de uma verdadeira carnificina na BR 262.
As fotos que vou postar abaixo alguns poderão dizer que é de puro mal gosto, mesmo assim postarei, e que o motivo principal é que possa servir de alerta principalmente aos Motociclistas que viajam pela região redobrarem a atenção, podem ter certeza que se forem desrespeitados os limites de velocidade um encontro desse sera fatal para o animal e também ao Motociclista.





Infelizmente esta cena é muito comum nas estradas do Pantanal, principalmente aqui na BR 262, de todos os possíveis acidentes que possam ocorrer com animais o que eu considero mais perigoso é com o veado, que geralmente fica pastando a grama verdinha na beira da estrada e deixa para fugir de supetão no ultimo momento e invariavelmente é para o meio da pista que ele avança. Este ai da foto acima tinha acabado se se colidir com um carro, acredito que o motorista dirigia com velocidade menor que a permitida de 80 km, mesmo assim ele sequer teve a chance de frear a tempo de não atropelar o animal, o motorista nem parou e seguiu viagem eu parei porem o veado estava morto, o que eu pude fazer foi tira-lo do meio da pista, ele mesmo morto poderia causar outro acidente com algum Motociclista ou outro carro tentando desviar... fiquei impressionado com o peso dele com certeza passava de 25 quilos fiz uma prece para ele e agradeci por não ter sido comigo aquele encontro, afinal eu vinha logo atras do carro.









avatar
Saulo wds
Zero à direita
Zero à direita


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Redescobrindo o Brasil

Mensagem por Rico Sousa em Sex Set 08 2017, 15:56

@Saulo wds escreveu:Muito Obrigado João Luis e Rico Souza.
Ficaria honrado que num momento oportuno pudesse rodar com vocês em algum canto do Brasil. Estando por aqui tenham minha casa como vossas casas.

Obgdo pela disponibilidade e num prox. regresso a Pt cá estou.
Havendo por aí aluguer de motos é caso a considerar, pelo Nordeste, de Recife a São Luís, pela costa.

________________________

... e vamos com calma!
FJRico
avatar
Rico Sousa
Zero à direita
Zero à direita


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Redescobrindo o Brasil

Mensagem por Carlospira em Sab Set 09 2017, 22:23

Boas Saul,

Continua uma odisseia fantástica !!! Que loucura !!

Gosto dessa hospitalidade que vais encontrando por esse imenso país.

Um abraço e levas mais um Mérito

________________________
CARLOS PIRES
Mama Sumae !!
avatar
Carlospira
Zero à direita
Zero à direita


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Redescobrindo o Brasil

Mensagem por Espsanto em Dom Set 10 2017, 21:35

Em grande Saul!!!Continua fabulosa a tua viagem!

Espsanto
Zero à direita
Zero à direita


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Redescobrindo o Brasil

Mensagem por Saulo wds em Seg Set 11 2017, 12:58

@Rico Sousa escreveu:

Obgdo pela disponibilidade e num prox. regresso a Pt cá estou.
Havendo por aí aluguer de motos é caso a considerar, pelo Nordeste, de Recife a São Luís, pela costa.[/quote]


Mesmo que não houvesse aluguel de motos por aqui,
emprestaria a minha de olhos fechados e com tanque cheio!! Vrummm Vrummm Vrummm

De Recife a São Luiz pela costa será uma aventura para ser contada durante muitos anos,
se tiver tempo, peço que se estenda por toda costa paraense indo até a foz do Amazonas.


avatar
Saulo wds
Zero à direita
Zero à direita


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Redescobrindo o Brasil

Mensagem por Saulo wds em Seg Set 11 2017, 13:00

@Carlospira escreveu:Boas Saul,

Continua uma odisseia fantástica !!!  Que loucura !!

Gosto dessa hospitalidade que vais encontrando por esse imenso país.

Um abraço e levas mais um Mérito

Amigo, muito obrigado!!
Quando puder venha provar in loco de nossa hospitalidade!
avatar
Saulo wds
Zero à direita
Zero à direita


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Redescobrindo o Brasil

Mensagem por Saulo wds em Seg Set 11 2017, 13:02

@Espsanto escreveu:Em grande Saul!!!Continua fabulosa a tua viagem!


Muito obrigado!! Este feedback é que me inspira a continuar "Redescobrindo o Brasil".
avatar
Saulo wds
Zero à direita
Zero à direita


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Redescobrindo o Brasil

Mensagem por Saulo wds em Seg Set 11 2017, 13:11

Mato Grosso / BR 70


BR 70


O Brasil por motivos comerciais sempre procurou os caminhos do Pacifico afinal fica muito mais próximo e barato exportar aos grandes centros da Europa e Asia pelo Pacifico.
A BR 70 faz parte de acordo com a Bolivia para ligar o Brasil ao Pacifico, o Brasil até que fez sua parte, construiu e pavimentou a BR 70 até a fronteira, porem a Bolivia não fez a parte dela, a Carretera 10 até hoje não foi asfaltada e na épocas das águas fica praticamente intransponivel.
Sabe o que me disseram? que os Bolivianos estavam esperando que o Brasil pavimentassem o Trecho San Matias ao Pacifico, afinal o maior interesse era nosso.
Por sorte o Peru percebeu uma ótima oportunidade com o Brasil e juntos inauguraram a Transoceânica, deixando de ser interessante para o Brasil a Carretera 10 Boliviana, Infelízmente para os Bolivianos de San Matias que contavam com esta interligação Brasil / Bolivia para o melhor desenvolvimento da região. Porem ainda resta uma carta na manga dos Bolivianos o Gasoduto que corre paralelo com a Carretera 10 e a BR 70 este sim continua sendo de interesse do Brasil, então quem sabe por isto o Brasil não invista na região, assim esperam os Bolivianos que conversei.




Final da BR 70 em Destacamento Corixa na Fronteira com a Bolivia.




A BR-070 é uma rodovia federal radial brasileira. Seu ponto inicial fica na cidade de Brasília (DF),
e o final, no distrito de Corixa, no município de Cáceres (MT), na fronteira com a Bolívia.
Passa pelo Distrito Federal e pelos Estados de Goiás e Mato Grosso.






Fronteira Brasil / Bolivia - San Matias - BO / Corixa - BR . Onde a BR 70 se encontra com a Carretera 10



Carretera 10 - Bolivia . Enquanto não chove em ótimas condições. Mas quando chove!!

Foi assim meu segundo encontro com a Bolivia através da Rota das Fronteira.
avatar
Saulo wds
Zero à direita
Zero à direita


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Redescobrindo o Brasil

Mensagem por Saulo wds em Seg Set 11 2017, 13:23

Rota das Fronteiras

Mato Grosso / Santa Cruz

Marco da Piscina - Brasil / Bolivia


Nem tudo esta no Google! é fato que hoje em dia com o advento da internet, fica muito mais fácil ser um aventureiro...Você digita meia palavra no Google e lá aparece centenas de opções de roteiros, mapas, restaurantes, hotéis, dicas e o diabo a quatro!!! Eu tenho que confessar, é muito mais pratico!! Eu mesmo devo muitas das minhas redescobertas ao Google...Só que embora, possam não acreditar, nem tudo esta lá!!

E descobrir um lugar em que o sabichão do Google não sabe, vou te contar...Tem gosto especial!!
A lição é a seguinte, tem coisas, não muitas! porem ainda há, que são descobertas no boca a boca,
mesmo com Google, GPS, Spot e outras tecnologias existem chances de descobrir o paraíso, sabe como? conversando com pessoas.
E foi expondo minha curiosidade, que eram os Marcos de Fronteira em lugares mais afastados em que eu pudesse chegar com a Moto, conversando com as pessoas nativas da região de San Matias - Bolivia, que eu descobri o "Marco da Piscina"

E já vou logo adiantando, talvez pelo ineditismo de um Marco que descobri quase sem querer, que eu elejo como o mais belo, mais instigante e o mais prazeroso em te-lo encontrado em toda Trip até aqui, foram os Marcos da Piscina...Quando eu cheguei próximo daquela lugar chamado de piscina a água tão limpa e transparente que eu podia ver os peixes no fundo e na margem direita o Marco de Fronteira do Brasil e na margem esquerda o Marco da Fronteira Boliviana, me senti como se tivesse encontrado Cálice sagrado!! Só me resta agradecer aquele momento de inspiração em que eu disse a mim mesmo, vou conhecer o Brasil através da Rota das Fronteiras!!



Piscina natural coincidentemente bem no centro da chamada Zona Neutra entre os Marcos da Fronteira Brasileira e Boliviana.











Sobre o olhar deste Motociclista, quando digitarem lá no Google, Marco da Piscina - San Matias - Cáceres / Brasil - Bolivia,
será este relato que de agora em diante encontrarão!


E foi assim que quis o meu destino que fosse neste pequeno paraíso da natureza, cravado bem no centro da Rota das Fronteiras no coração da amazônia que encerrasse a quarta parte desta Rota. Paraná - Mato Grosso do Sul e Mato grosso, tenho certeza que não teria outra forma mais inspiradora a continuar num breve futuro pela Rota das Fronteiras.
avatar
Saulo wds
Zero à direita
Zero à direita


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Redescobrindo o Brasil

Mensagem por Saulo wds em Qua Set 13 2017, 13:12

Redescobrindo o Brasil é uma coletânea de relatos e fotos das viagens em Motocicleta que realizei ao longo dos anos.
Nas minhas viagens pelo Brasil invariavelmente sempre optei por caminhos, rotas e destinos alternativos, sempre que pude, fugi das rotas tradicionais, fui onde a maioria dos Motociclistas não ousaram querer ir, eu e minha moto atingimos os rincões mais distantes e inóspitos desta terra. Então quando eu mesmo olho para minhas viagens, vejo que Redescobri um Brasil que a maioria do Brasileiros não conhecem, é isso que me instiga a continuar redescobrindo a minha terra. Venham comigo!!!
avatar
Saulo wds
Zero à direita
Zero à direita


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Redescobrindo o Brasil

Mensagem por Saulo wds em Qua Set 13 2017, 13:45

No Balanço do Mar


Dizem que o litoral do Brasil tem cerca de oito mil quilômetros de extensão.
Um dia ainda jovem sonhei percorrer toda a costa do Brasil de Norte a Sul,
mas este sonho durante muitos anos ficou lá escondido entre tantos outros é que eu sabia que nesse caso não se trata somente de distâncias a serem vencidas, muitas variáveis foram as causas que me fizeram demorar o sonho, estradas inexistentes, rios quase intransponíveis e outras séries de variáveis, porem uma delas, a mais difícil "o tempo disponível" um dia me veio então eu fui.
Então neste Tópico quando lerem no titulo "No Balanço do Mar" é desta viagem que estarei me referindo.
Então já no próximo post contarei sobre o Litoral do estado Amapá, visto pelo mapa ele é o primeiro ao norte dos dezessete estados brasileiros banhados pelo Atlântico.



avatar
Saulo wds
Zero à direita
Zero à direita


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Redescobrindo o Brasil

Mensagem por Saulo wds em Sex Set 15 2017, 10:15

No Balanço do Mar

Litoral do Amapá / Praia do Goiabal




Lembram que eu disse que um dia sonhei em percorrer sobre uma Motocicleta todo litoral brasileiro?
O tempo passou e um dia chegou a oportunidade de realizar tal sonho, então me decidi que se assim fosse o inicio se daria do Norte para o Sul, desde o Litoral do Amapá no Extremo Norte ao Rio Grande do Sul ao extremo Sul.
Hoje eu vou contar como foi a viagem ao litoral do Amapá que tem a extensão 598 km, tem seu inicio no Cabo Orange na fronteira com a Guiana Francesa e se estende até a foz do Rio Amazonas na cidade de Macapá.
Quando eu digo que realizar tal viagem no Brasil é quase um sonho, peço que levem em consideração as distancias a serem percorridas, para se chegar no extremo norte do litoral do Brasil primeiro eu tive que Percorrer cerca de 3.300 km até a cidade de Belém e depois 24 horas de Barco até Macapá através do Rio Amazonas e então depois mais 1000 km até o Extremo Norte nas proximidades da Fronteira Guianesa. Para se ter uma ideia vou comparar as distancias mais ou menos assim, a primeira parte de São Paulo a Belém é comparável em distancias de alguém que parte numa viagem de Lisboa a Varsóvia na Polônia e a segunda parte entre a cidade Belém ao Cabo Orange seria mais ou menos como se este alguém que partiu de Lisboa a Varsóvia estendesse a viagem até Moscou na Russia. Porem as comparações começam e terminam ai, porque as dificuldades das estradas brasileiras podem acreditar são incomparáveis. Assim como também, posso afirmar ser incomparável o sabor de realizar tal viagem.



Panorâmica da Cidade de Belém feita de dentro do Barco / Rio Amazonas

Já disse antes que partindo de São Paulo até Belém rodei cerca de 3.300 km, porem esqueçam este detalhe, esta é uma outra saga e não é delas que vamos falar, a que eu quero contar é sobre os últimos 1.000 km esses sim são o que realmente interessam!!
Cheguei em Belém numa manhã ensolarada apesar das temperaturas não estar tão altas a sensação térmica beirava os 40°, já estive outras vezes nesta cidade e por mais incrível que ela posa ser o que eu mais sentia saudades dela eram as avenidas rodeadas de mangueiras, fiquei feliz ao perceber que elas as mangueiras ainda estavam lá quase todas as ruas, só que desse vez elas estavam maiores ainda, algumas delas já atingiam a altura do quarto andar dos edifícios. Segui até a igreja Santuário Nossa Senhora  de Nazaré a realização do Círio de Nazaré aconteceria três dias depois da minha estada aqui, uma pena não poder esperar, a minha passagem no barco já estava comprada e eu partiria para Macapá ainda naquele dia, mesmo assim estive no Santuário e apesar da pouca fé na religião fiz minha prece para que a viagem seguisse bem. Minutos depois embarquei a Moto, amarrei minha rede e ali mesmo no barco esperei até que horas depois partimos para o Amapá.



As imensas mangueiras ainda estão por toda Belém,
acontece que agora depois desses anos todos sem voltar aqui elas me parecem ainda muito maiores !!!



O Círio de Nazaré a maior festa religiosa do Brasil acontece a partir desta igreja e se estende numa grande romaria carregando a imagem peregrina por toda cidade.


Continuo depois....
avatar
Saulo wds
Zero à direita
Zero à direita


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Redescobrindo o Brasil

Mensagem por Rico Sousa em Sex Set 15 2017, 18:39

@Saulo wds escreveu:

Mesmo que não houvesse aluguel de motos por aqui,
emprestaria a minha de olhos fechados e com tanque cheio!!  Vrummm  Vrummm  Vrummm

De Recife a São Luiz pela costa será uma aventura para ser contada durante muitos anos,
se tiver tempo, peço que se estenda por toda costa paraense indo até a foz do Amazonas.



Eita! Nem sei como agradecer. Abraço de grupo

________________________

... e vamos com calma!
FJRico
avatar
Rico Sousa
Zero à direita
Zero à direita


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Redescobrindo o Brasil

Mensagem por Saulo wds em Sab Set 16 2017, 11:38

No Balanço do Mar

Litoral do Amapá / Praia do Goiabal

Travessia de Belém a Macapá


Aqui estava eu novamente fazendo uma travessia de barco pelo rio Amazonas.
Viajar de barcos amazonas a fora é a rotina mais normal para as pessoas daqui,
mas para nós que somos do sul esta experiência isso é pura aventura.
Para aqueles que planejam vir para cá algum dia, e querem ter contato com a cultura ribeirinha do Amazonas,
recomendo que não façam suas viagens pela Amazônia de avião, porque é somente nas viagens de barcos que esta experiência acontece. Nisso não me alongo e deixo que as imagens falem por si mesma.



As Travessias Belém Macapá acontecem com partidas diárias, duram cerca de 30 horas, e o percurso é através do delta do Amazonas, neste trecho o rio se ramifica em centenas de pequenos rios entremeados de pequenas ilhas, formando talvez o maior labirinto do planeta.



A riqueza ribeirinha é imensa porem baseada no extrativismos do Açaí, das castanhas, das frutas e principalmente da pesca, e toda a produção é escoada através nos mesmos  barcos de passageiros que fazem a linha diariamente  para as capitais de Belém ou Macapá. Por falta de portos ou decks ao longo do percurso a maioria das operações são cinematográficas, acontecem com os barcos em movimento para não perder tempo. Os barcos menores atracam aos maiores e fazem o despacho de mercadorias entre um e outro.





Casa típica dos moradores ribeirinhos ao longo do Amazonas


De todas as magnificas cenas  ribeirinhas a mais instigante e tensa de se ver são a das crianças "Quando eu digo crianças, estou falando de crianças de dois, três, quatro e cinco anos" que se arriscam ao se lançarem em minusculas canoas ao imenso rio para alcançar um pouco da caridade dos passageiros dos barcos que jogam dos barcos dinheiro, balas, doces, brinquedos e até roupas.









avatar
Saulo wds
Zero à direita
Zero à direita


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Redescobrindo o Brasil

Mensagem por Saulo wds em Seg Set 18 2017, 15:15

No Balanço do Mar

Litoral do Amapá / Praia do Goiabal

Macapá / Calçoene



Depois de trinta horas de viagem o barco atraca no porto de Santana na cidade de Macapá, porem para mim ainda não é o final da viagem , antes de desembarcar minha moto, terei que pernoitar mais uma noite no barco, até que neste tempo eles descarreguem as centenas de sacos de cebolas que impedem a saída da moto no porão do barco. Antes das cinco da manhã um dos tripulantes da embarcação me acorda dizendo que já posso desembarcar a moto. Faço isto e sigo em direção ao centro da cidade de Macapá, faço uma visita rápida a Fortaleza São José e ansioso que estava em seguir viagem e rodar pela temida BR 156 me esqueci de visitar o Marco da Linha do Equador a cidade de Macapá é conhecida entre os brasileiros por ser a unica cidade brasileira dividas em dois hemisférios é aqui que a linha imaginaria do Equador divide o hemisfério Norte do sul, pelo menos posso afirmar que pela primeira vez piloto uma Moto na América do Norte e digo é a mesma me*** não muda nada!!!!
Pilotar pela BR 156 isso sim me traz uma satisfação imensa, esta BR é conhecida pela dificuldade em trafegar por ser uma das mais temidas do Brasil, na época das chuvas é tanto barro que se calcula uma semana para vencer cerca de 200 km e no verão não pensem que lhes faltarão aventuras porem nada comparável há estação das chuvas.
Goiabal a é a única praia de todo Litoral do Amapá é lá que um dia sonhei chegar é lá que eu vou considerar inicio da viagem de Motocicleta através de todo Litoral Brasileiro, centenas de quilômetros eu rodei para chegar aqui, para ser exato foram cerca de quatro mil km rodados, porem são estes últimos 300 km os mais emocionantes, são estes que me trazem o verdadeiro sabor da aventura!!



BR - 156 Na época das chuvas é considerada uma das rodovias mais temidas do Brasil.
Quem a vê assim não poderá jamais imaginar as terríveis condições em épocas das monções.




Cheguei na Cidade de Calçoene já passava das três da tarde, fico emocionada por estar aqui, porque sei que falta muito pouco para que eu chegue num dos destinos mais desejados por mim nestes meus tempos de Aventureiro. A Praia do Goiabal esta a menos de 25 km da cidade, porem ao chegar ao trevo da estrada em direção a praia, sofro com o impacto da visão que eu tive do Outdoor que descreve aos turista a praia de Goiabal. No meu imaginário a praia do Goiabal seria extremamente selvagem e ao ver aquele Outdoor confesso que senti certa decepção, jamais imaginei que esta praia," Mesmo ela sendo a única do estado" pudesse ter alguma estrutura voltada para o turismo.
Os últimos 20 km de estradas também são de terra, passando por varias fazendas e criações de búfalos, em outros trechos a paisagem guarda intactas a vegetação tipica da região.














Chego a praia meu coração dispara!! Enfim cheguei a praia mais distante e difícil de chegar no Brasil. Percebo que toda estrutura preparada e montada para receber turistas muito pouco foi utilizada o lugar realmente é deserto e se houver visitas de turistas deve ser em alguma data específica, porque a impressão que eu tive é que a muito tempo ninguém visita a praia.






A Praia do Goiabal


Emocionante colocar as rodas da moto para rodar numas das praias mais distante deste país, a areia é barrenta, a foz do rio Amazonas mesmo estando a trezentos km daqui despeja todo seu sedimentos ao longo de mais de 500 km de litoral, a praia em si atinge cerca de 70 km de tamanho rodei cerca de 20 km através da praia até onde o barro de sedimentos me permitiu ir.
O Sonho estava realizado!!
Assim foi que eu contei o primeiro trecho de uma grande viagem que eu Chamei de No Balanço do Mar.





avatar
Saulo wds
Zero à direita
Zero à direita


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Redescobrindo o Brasil

Mensagem por Saulo wds em Qua Set 20 2017, 11:02

No Balanço do mar

O Litoral do Pará


O Tamanho do litoral do Para é medido em 562 km, porem rodar por toda esta extensão por estradas e chegar ao destino que se quer tenha certeza que o odômetro da moto medira muito mais que mil, e foi bem assim!!!
Iniciei minha jornada pelo litoral Paraense na cidade de Belém do Pará, meu primeiro destino seria a Ilha do Marajó a maior ilha fluviomarítima do mundo, eis que banhada, concomitantemente, tanto por águas fluviais quanto oceânicas, mas por conta do destino eis que perdi por duas vezes o horário das barcas, presumi que não era para ser dessa vez!!! Então apontei minha moto em direção ao sul e Segui rumo a ilha  fluvial de Mosqueiro, fiquei dois dias em Mosqueiro e novamente apontei a proa da moto em direção ao sul passando por Marapanim, deixei a moto em Marudá e segui de barco numa breve visita a ilha do Algodoal, a ilha é mágica as praias de algodão e muita belezas, o que era pouco foi o tempo que passei ali. Voltei para o Marudá apanhei a moto e segui novamente ao sul, e nessa caminhada vi passar dezenas de vilas e praias e todas elas eram convites para ficar, mas foi na cidade de Salinas que sofri de paixão pelo lugar e ali fiquei. Dois dias depois la estava eu novamente na estrada, meu destino desta vez era a histórica cidade de Bragança, passar pela reserva do Taperaçu e findar o dia as margens do rio Gurupi já na divisa com o estado do Maranhão e é assim que agora eu vou contar O Balanço do Mar no litoral do Pará.



avatar
Saulo wds
Zero à direita
Zero à direita


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Redescobrindo o Brasil

Mensagem por Saulo wds em Qui Set 21 2017, 19:56

No Balanço do mar

O Litoral do Pará / Mosqueiro



A ilha fluvial do Mosqueiro ilha esta a pouco mais de 70 km da cidade de Belém, interligada ao continente pela ponte. Olhando no mapa Mosqueiro se vê ao lado da Ilha do Marajó, braço esquerdo do rio Amazonas.
Rapidamente passei pelo portal da cidade e fui logo ao encontro das praias, segui bela avenida Beira Mar e das 17 praias por uma delas sofri paixão e ali fiquei dois dias. Se não me tivessem dito eu diria que todas as praias fossem oceânicas aqui o rio Amazonas é tão grande e largo que qualquer um olhando diria que é o mar. Até eles vêm assim, batizaram a avenida a margem do rio como se mar fosse, Avenida Beira Mar!



Portal da Ilha



Capela do Chapéu Virado



Praia do Bispo, Ilha do Mosqueiro



Praia do Farol - Ilha do Mosqueiro



Praia do Chapéu Virado - Ilha do Mosquiro



Prainha - Ilha do Mosqueiro



Praia do Ariramba - Ilha do Mosqueiro
avatar
Saulo wds
Zero à direita
Zero à direita


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Redescobrindo o Brasil

Mensagem por Saulo wds em Qui Set 21 2017, 20:07

No Balanço do mar

O Litoral do Pará / Mosqueiro

O Hotel Farol



O Hotel Farol - GENTILEZA GERA GENTILEZA

Seguindo as recomendações do amigo Ivan que indicou que eu começasse a conhecer Mosqueiro pela praia do do Paraíso, e assim foi que eu fiz!
rapidamente passei pelas praias do Paraíso, Do Bispo, Camboinha, Ariramba, Chapéu Virado entre outras e por fim cheguei a praia do Farol.
Antes porem eu já havia feito uma reserva numa pousadinha instalada num desses casarões antigos de arquitetura Francesa na praia do Chapéu Virado, só que quando eu cheguei ali na praia do farol e vi aquele hotel Farol a paixão foi instantânea eu pensei comigo, eu tenho que ficar neste hotel, nem que seja por apenas um pernoite.
A intenção nesta historia não é contar a historia do hotel e sim uma curiosidade interessante que me aconteceu lá...
Eu estava na recepção do hotel tentando negociar o valor da minha estadia que estava muito acima do valor estipulado por mim nas minhas estadias, ela a recepcionista informava o valor R$ 180,00 com ar, eu disse, não preciso de ar, nem ventilador a brisa esta perfeita para um pernoite, por quanto faz? diante da minha insistência por desconto ela me fez por R$ 160,00 porem sem o café da Manhã, antes de aceitar, insisti, mas faça por R$ 100,00 vou sair bem cedo bem antes do café, relutante ela disse, consigo fazer por R$ 150,00, se aceitar é o minimo que posso fazer, aceitei!. Fiquei muito feliz afinal de cara percebi que meu pernoite naquele hotel seria magico! e Foi! Porem não é da magia e da historia do hotel que eu quero falar. Quem quiser saber da historia do hotel é só procurar na net que deve ter muitas, vale a pena, procurem lá.
Voltando ao assunto, logo depois que me hospedei, tomei banho rapidamente e desci para aproveitar o restante de tarde conhecendo os arredores do hotel, lá embaixo na recepção estava a dona Mucia filha herdeira e atual proprietária do hotel me esperando para me apresentar os cantinhos daquele pequeno paraíso, Dona Mucia me acompanhou por bem mais de uma hora contando todos detalhes do sonho do pai para construção daquele hotel....Enfim passei uma tarde muito interessante em companhia de dona Mucia. já a noite no meu quarto pela janela soprava uma refrescante brisa nisto me veio o pensamento para escrever um bilhetinho para dona Mucia em agradecimento pela aquela tarde, então escrevi assim: Dona Mucia, fiquei encantado com todas historias das quais me contou, mais ainda da bela recepção que a senhora me proporcionou em teu hotel, me desculpe se pedi tantos descontos para me hospedar aqui, reconheço que devo pagar o valor integral sem descontos, afinal os momentos em que passei aqui não há valor que pague. e assim fiz e deixei o bilhete na recepção mesmo sabendo que ela não leria enquanto eu estivesse pernoitando lá.
Pois bem eu estava enganado, ela leu! e me respondeu com outro bilhete que encontrei pela manhã por baixo da porta do quarto, que dizia mais ou menos assim; Sr. Saulo, o tratamento que demos ao senhor é o mesmo que damos a todos os nossos hospedes, porem senti no senhor verdadeiro interesse pela nossa historia seu bilhete nos sensibilizou, estamos prolongando seu chek-in até a tarde para que possa desfrutar dos arredores, fique a vontade para permanecer mais algumas horas e vamos conceder o desconto que solicitou, gostaria também convidar-lhe para tomar o autentico café da manhã do hotel Farol.
Moral da historia, naquele exato momento que eu lia o bilhete da dona Mucia, me lembrei do adesivo na Moto do Atobá, que diz assim "GENTILEZA GERA GENTILEZA"













avatar
Saulo wds
Zero à direita
Zero à direita


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Redescobrindo o Brasil

Mensagem por Saulo wds em Seg Set 25 2017, 14:05

No Balanço do mar

O Litoral do Pará / Salinópolis



Os primeiros 200 km do litoral paraense partindo de Belém é único, os sedimentos do rio Amazonas avançam mais de 200 km de cada lado da foz conferindo a água do mar uma cor alaranjada, o sabor dos peixes e frutos mar sofrem de uma característica única existente somente nesta região. Mas a partir da Ilha do Algodoal é que as águas do mar retomam sua cor azul conferindo as praias belezas impares eis que é nessa tocada paradisíaca que eu chego em Salinópolis. Aqui me sinto conquistado pelo mar, as praias do Maçarico, da Corvina, do Farol Velho e da Atalaia, todas elas lindas e me despertam o coração, mas é na praia de Salinas que eu sofro da tal paixão é aqui que me acosto num quiosque provando das cervejas paraenses e provando da pratiqueira " Peixinhos fritos da região", aqui não me dou conta do tempo, quando percebo lá foram dois dias no paraíso!!





Praia do Maçarico - Salinópolis







Praia da Atalaia





Praia de Salinas - Salinópolis








avatar
Saulo wds
Zero à direita
Zero à direita


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Redescobrindo o Brasil

Mensagem por Carlospira em Seg Set 25 2017, 22:36

Boas amigo Saulo,

Continuam sendo aventuras épicas estas que aqui nos relatas !!!!!

Fantásticas praias e paisagens.

Levas então mais um Mérito pela gentileza.

Um abraço

________________________
CARLOS PIRES
Mama Sumae !!
avatar
Carlospira
Zero à direita
Zero à direita


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Redescobrindo o Brasil

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 3 de 4 Anterior  1, 2, 3, 4  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum