Buscar
 
 

Resultados por:
 

 


Rechercher Busca avançada

Pub
Conectar-se

Esqueci minha senha

Últimos assuntos
» Trás-os-Montes e Alto Douro
por Cesar Filipe Qui Dez 13 2018, 21:37

» Escandinávia 2017
por Gracinda Ramos Qui Dez 13 2018, 19:10

» África é o Destino
por Serzedo Qui Dez 13 2018, 10:43

» [Crónica] Stelvio - Dolomitas - Croácia - Roma (2018)
por sat_ON_fire Sab Dez 01 2018, 15:40

» [Notícia] Moçambique-Amarante de moto durante 30 dias
por Serzedo Qui Nov 22 2018, 18:10

» [Novidade] Harley-Davidson LiveWire
por Serzedo Qui Nov 15 2018, 10:36

» Aldeias históricas e a Excomungada!
por ssousa Qui Nov 08 2018, 23:08

» Marginal até Cabo da Roca
por Zecacbr Seg Nov 05 2018, 21:04

» Passeio pela costa - de Mira a Gaia.
por Rico Sousa Dom Nov 04 2018, 16:26

» Tradicionais festejos do Forum Viajar de Moto em Alcobaça
por viteze Dom Nov 04 2018, 14:21

» De Santarem a Alcobaça 20-10-2018
por Jorge CBFista Sex Out 19 2018, 20:26

» Contacto da administração.
por Serzedo Sex Out 19 2018, 13:09

» [Notícia] Ton-Up Garage: petiscos e motas no Porto
por mazevedo Ter Out 09 2018, 14:11

» Tradicionais festejos do Forum Viajar de Moto em Alcochete
por carlosrosa Sex Out 05 2018, 21:09

» Fim de Semana em Avis.
por Zé Oliveira Seg Out 01 2018, 00:58

» As melhores trilhas moto trail em Portugal
por tmr77 Ter Set 25 2018, 16:14

» VIAGEM A TARAMUNDI
por Vitor Silva Sab Set 22 2018, 19:19

» 2017 - Milão/Stelvio/Dolomitas/Liubliana/Verona
por nunomsp Qui Set 20 2018, 16:59

» 27º ANIVERSARIO BMW Motoclube de Portugal - Covilhã
por Joao Luis Qua Set 19 2018, 15:11

» BMW CKLT Jantar das Terças Feiras By João Luis
por Joao Luis Qua Set 19 2018, 14:18

» Passeio a Toledo
por Carlospira Seg Set 17 2018, 18:01

» [Notícia] Fenati abandona motociclismo...
por Vitor Silva Ter Set 11 2018, 18:01

» TRAVELER´S EVENT
por Joao Luis Seg Set 10 2018, 10:49

» Alguma volta programada?
por Joao Luis Seg Set 10 2018, 00:08

» [Novidade] Agora o Motos & Destinos também no Topic'it
por Serzedo Dom Set 09 2018, 02:59

» O Caminho de Mota para a India
por Joao Luis Qua Set 05 2018, 20:45

» Aldeia da Pena e Estada do Portal do Inferno
por Carlos Balio Seg Set 03 2018, 13:39

» Passeando pela Arrábida
por Serzedo Dom Ago 12 2018, 00:11

» Passeio a Santiago de Compostela
por Elisio FJR Ter Ago 07 2018, 15:47

» Fui ver o Mar e a Serra
por Elisio FJR Ter Ago 07 2018, 15:27

» PASSEIO NA GALIZA
por Elisio FJR Ter Ago 07 2018, 15:16

» XASSOS 2018
por tdg-rui Sex Ago 03 2018, 10:15

» Rolls-Royce das motos
por tmr77 Qui Ago 02 2018, 16:25

» [Notícia] Dani Pedrosa termina carreira no final deste MotoGP
por Serzedo Qui Jul 12 2018, 17:17

» Route 66 Portuguesa, EN 2
por tmr77 Ter Jul 10 2018, 10:34

» Passeando pela raia
por Swift Seg Jul 09 2018, 15:00

» Suzuki V-Strom 650 XT - Avis, Estremoz
por Swift Seg Jul 09 2018, 14:58

» [Revista digital] Andar de Moto
por Serzedo Sex Jul 06 2018, 13:17

» Passeio pelo Douro
por Rambo Ter Jul 03 2018, 11:31

» Passeio até Lorvão
por Rambo Ter Jul 03 2018, 11:15

» Outono no Gerês
por tmr77 Ter Jul 03 2018, 10:13

» Deambulações pelo Norte
por tmr77 Ter Jul 03 2018, 10:04

» Picos da Europa Maio de 2018
por Carlos Balio Ter Jun 05 2018, 13:05

» MOTOCAMPING - Em Marvão e Castelo de Vide
por Espsanto Qui Maio 24 2018, 18:44

» Passeio á serra do Carvalho- ( Vila Nova de Poiares )
por Espsanto Qui Maio 24 2018, 17:52

Tempo
Al!ve FM

Quarta-feira das 21h às 24h Burn - A hora dos motards

Mapas
Flux RSS


MSN 
AOL 


Doação por Paypal

Aldeias históricas e a Excomungada!

Ir em baixo

Aldeias históricas e a Excomungada!

Mensagem por Swift em Dom Nov 04 2018, 15:17

Aproveitando a passagem pela Beira Alta, decidimos juntar o útil ao agradável e visitar algumas das aldeias históricas de Portugal. As aldeias históricas, congregam um grupo de 12 aldeias, na região das beiras, todas elas com fundação prévia à nação portuguesa.
Distinguem-se pela existência de castelos e fortalezas e pela sua importância histórica. Há alguns anos, foi criado um programa de reabilitação destas aldeias e actualmente oferecem múltiplos eventos e programas culturais e recreativos. Foi igualmente criada a Grande Rota das Aldeias Históricas, que em menos de 600km, percorre as 12 aldeias.
Mas para ver todas, precisávamos de mais dias, por isso, baixámos a fasquia. Chegámos a Trancoso, que seria a nossa base, ao fim da tarde e logo à entrada ficámos surpreendidos pela sua beleza. Trancoso, cidade e não aldeia, apresenta um centro histórico notável, rodeado de muralhas e com múltiplos pontos de interesse histórico, desde o castelo, passando pelas igrejas e pelourinhos, até ao bairro judeu.
Aproveitámos as últimas horas de luz para passear pela cidade e conhecer os principais marcos turísticos. Apesar de ser sede de concelho, Trancoso não deixa de ser uma pequena cidade do interior, ainda assim, consegue casar na perfeição a faceta histórica, com o progresso. Há vida em Trancoso. As ruas, cheias de gente, com comércio e restauração para todos os gostos.
A noite caía e como o dia seguinte se avizinhava cheio, achámos por bem regressar ao nosso alojamento, a casa D. Dinis, onde fomos extremamente bem recebidos. Apesar de não terem estacionamento, disponibilizaram um espacinho no armazém para a menina de duas rodas dormir abrigada. E nós mais descansados...

















Depois do excelente pequeno almoço no D. Dinis, fazíamo-nos à estrada para conhecer mais duas aldeias históricas, Almeida e Castelo Rodrigo e ainda Pinhel, que não fazendo oficialmente parte deste roteiro, apresenta características muito semelhantes.
A primeira paragem foi em Almeida, reconhecida como uma obra prima da arquitectura militar dos séculos XVI e XVII e chave da defesa fronteiriça. Estacionámos a mota na praça-forte e percorremos a vila a pé. Embora de menor dimensão que Trancoso, Almeida é igualmente um exemplo espectacular destes lugares histórico-medievais. Apesar de ter sido alvo de diversos cercos e ataques, nomeadamente durante a s invasões francesas, mantém uma parte considerável da sua estrutura intacta, sendo possível percorrer as suas muralhas, com seis baluartes poligonais. A zona do Castelo é também visitável embora deste restem apenas vestígios. Encontramos ainda diversas casas brasonadas, o picadeiro d'el Rey e a icónica Torre do Relógio, provavelmente construída sobre as ruínas da desaparecida Igreja Matriz da Nossa Senhora das Candeias.






















Visitada Almeida, seguimos o nosso trajecto rumo a Castelo Rodrigo. O dia limpo, com pouco vento e temperaturas amenas, aliadas ás boas condições das estradas e ao pouco tráfego, tornavam o passeio ainda mais agradável. Ao longo do percurso, fomos passando por diversas localidades, também elas cheias deste charme histórico, com ruas empedradas, pequenas igrejas e casas tradicionais. Passados estes pequenos aglomerados populacionais, as estradas são ladeadas maioritariamente por vastos campos, onde reinam oliveiras, castanheiros e amendoeiras. A fauna é igualmente rica, fazendo desta região um destino de eleição para muitos caçadores. Pelo caminho fomos surpreendidos por um bando enorme de aves de rapina, cuja espécie não conseguimos descodificar, mas que voavam em círculo sobre as nossas cabeças, de forma impressionante.




Chegámos a Castelo Rodrigo, para mais uma vez nos encantarmos. A aldeia situa-se num plano elevado e concentra todos os edifícios dentro das muralhas. Ainda que de dimensões muito reduzidas e com pouco mais de 500 habitantes, a aldeia oferece uma vasta colecção de monumentos, reflexo da sua importância ao longo do tempo e das diferentes comunidades que por ali passaram. Desde os Túrdulos, passando pelos Romanos, até mais recente aos Espanhóis, até se tornar portuguesa no reinado de D. Dinis. De salientar igualmente a forte presença judaica e que deixou múltiplas marcas, entre elas a cisterna medieval. Castelo Rodrigo, parece tirada de um conto de fadas, com as suas ruinhas sinuosas e vistas deslumbrantes. A alegrar ainda mais este cenário, encontramos alguns estabelecimentos comerciais que apostam nos produtos regionais e transbordam de autenticidade e simpatia. Na "Sabores do Castelo", por exemplo, além de podermos desfrutar de uma cafetaria com um espectacular terraço, encontramos uma lojinha com diversos artigos, entre eles, as amêndoas, aqui trabalhadas de forma manual e tradicional, o que podemos observar "in loco".

























Saímos maravilhados. Antes de regressarmos a Trancoso, tínhamos ainda planeada uma paragem em Pinhel e para lá chegarmos, teríamos de percorrer uma parte da N221, também conhecida pela estrada da excomungada, assim nomeada pela sua perigosidade. A Excomungada é por si só, um motivo de interesse para os amantes das duas rodas. O trajecto, pela Serra da Marofa e que não chega a 30 km, tem mais de 150 curvas, na sua maioria apertadas e ladeadas por precipícios ao longo do vale do Côa. Recomenda-se prudência na condução, mas vale bem a pena, já que os cenários naturais são magníficos.





Chegados a Pinhel, já sem muita energia para passeios, dirigimo-nos ao topo da cidade, onde ficámos apenas a descansar e a usufruir da espectacular vista. Pinhel, que tem no seu brasão um pinheiro, um falcão e um coelho, é também conhecida como cidade Falcão, epíteto originalmente dado por D. João I, dada a sua posição de vigilância e observação privilegiadas. Não fazendo parte do roteiro das aldeia históricas, é uma cidade igualmente marcada pela traça medieval e inundada de monumentos de relevo. Merece sem dúvida uma visita.
















Regressamos à nossa base em Trancoso e reservamos a noite para relaxar e apreciarmos as iguarias regionais. Tínhamos em mente experimentar a típica carne barrosã, mas o restaurante recomendado estava fechado o que nos obrigou a alterar os planos. Mas há males que vêm por bem e acabámos por jantar na "Taberna do Pica-Pau", uma tasquinha deliciosa, com petiscos de comer e chorar por mais...para terminar a noite em grande, só faltava mesmo provar o doce típico de Trancoso, as sardinhas... e lá fomos nós, à pesca pelas ruas da cidade. Àquela hora, já estava quase tudo fechado e começamos a achar que não íamos ter sorte. Por pouco, apanhámos o Retiro do Castiço ainda aberto e com 2 sardinhas na rede...apesar de não irmos para jantar e só querermos mesmo experimentar as sardinhas, fomos recebidos de braços abertos e ainda ficámos para uma animada conversa. As sardinhas, bem docinhas, foram acompanhadas por sangue de judeus, bebida típica da região. Tudo cinco estrelas. Para ajudar a digerir o repasto, fomos por uma última vez percorrer as ruas labirínticas da cidade e as muralhas do castelo, de alma a transbordar e inundados pelo ambiente misterioso que a noite trouxe.




















Aqui fica o vídeo deste passeio:
https://youtu.be/aqKF8siSMe8

Se gostaram do vídeo subscrevam o nosso canal do Youtube, para verem mais vídeos dos nossos passeios.
https://www.youtube.com/user/rakmarc

________________________
Abraço a todos!
Mário Cordeiro


https://www.facebook.com/Escocia2017
avatar
Swift
Zero à esquerda
Zero à esquerda


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Aldeias históricas e a Excomungada!

Mensagem por Rico Sousa em Dom Nov 04 2018, 17:07

Assim sim, vele a pena.
Por Trancoso e Almeida andei ñ faz mto tempo mas ñ tardará voltarei para melhor exploração e tbm conhecer outras aldeias históricas.

Merecido Mérito

________________________

... e vamos com calma!
FJRico
avatar
Rico Sousa
Zero à direita
Zero à direita


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Aldeias históricas e a Excomungada!

Mensagem por Zecacbr em Seg Nov 05 2018, 21:28

Muito bom, Pinhel é a terra da minha sogra. Passaram ao pé da casa dela e da vinha, lol

Parabens pela pesquisa e descrição do que a terra tem de mais importante. De facto não vos faltou quase nada.

Saia mais um Mérito
avatar
Zecacbr
Já conduz... mal!
Já conduz... mal!


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Aldeias históricas e a Excomungada!

Mensagem por Carlospira em Qui Nov 08 2018, 11:51

Boas,

Belissimas imagens de terras maravilhosas do nosso Portugal !!
Toda aquela zona é fantástica ...
Essas iguarias pescadas em terra é que não conhecia...Tenho que ir pescar também para essa zona um dia destes...

Levam então um Mérito para adquirir mais redes de pesca artesanal e regional .... Laughing Laughing Laughing

Boas curvas

________________________
CARLOS PIRES
Mama Sumae !!
avatar
Carlospira
Zero à direita
Zero à direita


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Aldeias históricas e a Excomungada!

Mensagem por tmr77 em Qui Nov 08 2018, 14:11

Belas paisagens Palmas
avatar
tmr77
Zero à esquerda
Zero à esquerda


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Aldeias históricas e a Excomungada!

Mensagem por ssousa em Qui Nov 08 2018, 23:08

Ainda bem que gostaram da visita.

Mais um bocado e tinham ido a Marialva... vale bem a pena.

Podem obter muita informação aqui: http://www.aldeiashistoricasdeportugal.com/

Agora têm que fazer a rota dos 20 castelos, rota da lã e da neve, rota dos glaciares,  rota das redes de xisto... ehehehe imenso para conhecer na beira interior!

Disponham no que puder ajudar

________________________
Abraço Serrano
Sérgio Sousa
avatar
ssousa
Zero à direita
Zero à direita


http://www.casadocomendador.pt

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Aldeias históricas e a Excomungada!

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum