Buscar
 
 

Resultados por:
 

 


Rechercher Busca avançada

Pub
Conectar-se

Esqueci minha senha

Últimos assuntos
» Redescobrindo o Brasil
por Saulo wds Hoje à(s) 16:10

» Casamento Nádia & Fábio
por Serzedo Sex Ago 18 2017, 14:17

» [Crónica] - N2 de Faro a Chaves em 2 dias e meio!
por Carlospira Qui Ago 17 2017, 22:39

» Passeio a Santiago de Compostela
por Cesar Filipe Qua Ago 16 2017, 22:01

» TRAVELER´S EVENT
por Espsanto Ter Ago 15 2017, 21:54

» As melhores estradas para conduzir... em Portugal!
por Saulo wds Ter Ago 15 2017, 11:29

» [Notícia] Rossi 'enxotou' ministra checa
por Serzedo Sex Ago 11 2017, 12:30

» gp. aparecida, valpaços, xassos...
por Serzedo Sex Ago 11 2017, 12:10

» SIERRA NEVADA - Las Alpujaras
por Carlospira Qui Ago 10 2017, 22:31

» Competição
por Rico Sousa Ter Ago 08 2017, 15:32

» Escócia 2017
por Swift Ter Ago 08 2017, 11:46

» [Notícia] Mig44 3.º no GP da Repúlica Checa
por Serzedo Dom Ago 06 2017, 16:36

» Viagem a Évora na nova (usada) mota
por Serzedo Qua Ago 02 2017, 14:15

» 22º Encontro Mundial dos Amigos 2CV
por Espsanto Seg Jul 31 2017, 10:31

» BMW CKLT Jantar das Terças Feiras By João Luis
por Joao Luis Qui Jul 27 2017, 23:01

» Rodagem dos 1000kms
por Carlospira Qua Jul 26 2017, 13:51

» [Notícia] Max Biaggi despede-se do motociclismo
por carlos lopes Ter Jul 25 2017, 21:07

» [Encontro] Porto recebe passeio de motos clássicas
por Espsanto Qui Jul 20 2017, 22:40

» AJUDA PARA CASTANHEIRA DE PERA
por Joao Luis Ter Jul 18 2017, 22:58

» GRANADA ( Al Andaluz II parte)
por nunomsp Ter Jul 18 2017, 10:50

» [Teste] Suzuki V-Strom 1000 - Fiel Companheira
por nunomsp Ter Jul 18 2017, 10:19

» Benelli trk 502 ABS
por klebsiela Qui Jul 13 2017, 07:29

» Bósnia 20 anos depois
por Carlospira Ter Jul 11 2017, 05:55

» [Notícia] Miguel Oliveira surpreendido com 3.° lugar
por Serzedo Seg Jul 10 2017, 23:51

» [Legislação] Estacionamento para pessoas com deficiência
por Serzedo Sex Jul 07 2017, 09:37

» O Caminho de Mota para a India
por Joao Luis Qua Jul 05 2017, 18:37

» VIAGEM PELO AL ANDALUZ
por Elisio FJR Ter Jul 04 2017, 11:55

» 2016 - Les Pyrénées e Côte d'Azur
por hugo machado Ter Jul 04 2017, 09:22

» Normandia 2013
por Serzedo Ter Jul 04 2017, 00:33

» [Notícia] Mig44 foi 2.º no GP da Alemanha
por so.usa Seg Jul 03 2017, 21:22

» Em busca do Marco Lés a Lés
por k u p Qua Jun 28 2017, 10:35

» Picos da Europa / Junho / 2017
por Espsanto Ter Jun 27 2017, 21:54

» [Evento] Oficina de Fotografia de motociclismo
por Serzedo Seg Jun 26 2017, 12:31

» Brasil - Rota das Fronteiras / Uma Saga pela Amazônia
por Carlos Balio Sab Jun 17 2017, 05:25

» LÉS a LÉS 2017
por Espsanto Ter Jun 13 2017, 09:13

» Comparativa Off-Road entre 1190R, GS1200, AT e Super Tenere
por carlos lopes Seg Jun 12 2017, 21:16

» Rota N2 - Guia
por Serzedo Seg Jun 12 2017, 16:36

» [Lista] 10 melhores sport-touring por Visor Down
por Rico Sousa Sab Jun 10 2017, 18:02

» XI Concentração Motard Moto Clube da Guarda
por Tuta Qui Jun 08 2017, 23:08

» [Ensaio] Suzuki V-Strom 650 - 2017
por Serzedo Sex Jun 02 2017, 10:56

» Viagem até Mont-St-Michel (França)...
por Espsanto Seg Maio 29 2017, 13:29

» [Destino] Um Stonehenge no Alentejo
por Serzedo Seg Maio 29 2017, 10:32

» Dia do Motociclista em Castelo Branco
por Cesar Filipe Dom Maio 28 2017, 13:59

» Fomos dar uma volta de barco....em Veneza com passagem pelo berço (da Ducati)
por Tuta Sex Maio 26 2017, 23:23

» [Notícia] Porto Extreme XL Lagares - Enduro (27/05/2017)
por Serzedo Qua Maio 24 2017, 14:49

Tempo
Al!ve FM

Quarta-feira das 21h às 24h Burn - A hora dos motards

Mapas
Flux RSS


MSN 
AOL 


Doação por Paypal

SUIÇA # 5400km # AGO/SET 2014

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

SUIÇA # 5400km # AGO/SET 2014

Mensagem por PValdeira em Qui Dez 04 2014, 14:56

O objetivo da viagem era disfrutar milhões de um longo passeio de moto e, a desculpa necessária para chegar ao destino mais distante era, poder ir jantar com os meus pais e a minha irmã que vivem nos arredores de Neuchatël. Sendo o primeiro ponto de paragem em Saragoça para estar com o meu irmão, pois há que visitar a familia toda!
De notar que, este era um objetivo já antigo… talvez tenha sido ponderado a partir de 2008 mas, que o trabalho foi adiando!

28 agosto 2014 - 10 setembro 2014




28/08/2014  Abrantes – Penafiel 255km
29/08/2014  Aniversário da Pendura (Festa e descanso)
30/08/2014  Penafiel – Saragoça 766km
30/08/2014  Saragoça (descanso)
01/09/2014  Saragoça – Perpignan 474km
02/09/2014  Perpignan – Valence 397km
03/09/2014  Valence – Neuchatël 357km
04/09/2014  Neuchatël (descanso)
05/09/2014  Neuchatël – Paris 469km
06/09/2014  Paris – Nantes 477km
07/09/2014  Nantes - Bordeaux
08/09/2014  Bordeaux – Santander 477km
09/09/2014  Santander – Lugo 420km
10/09/2014  Lugo – Penafiel 259
14/09/2014 Penafiel - Abrantes 255km

-------------------------------------   28 agosto de 2014  --------------------------------------------------

Como em muitos casos, o primeiro dia é aquele em que tudo o que é (a)normal surge para por á prova a ansiedade ou o stress.
De manha ainda foi dia de trabalho e a tarde foi destinada a colocar todo o material dentro dos sacos para, como por magia, colocar tudo dentro das malas. O check list foi passado a pente fino e, as 17:30 (pensava eu), estava somente a aguardar que a mulher chegasse para fazermos os primeiros km's até ao Norte!
O depósito ja estava atestado desde o domingo, a pressão dos pneus e o nível do óleo também estavam validados.
Vou então ligar a moto uns minutos para ver as luzes e para aquecer um pouco...
...    nada    ...    nada   ...

A bateria estava a ZERO!!!

Como o carregador de baterias fazia parte do material a levar, esvazio a top-case e tento ligar a ver se conseguia ter alma nela para a por a trabalhar... ... 'zerou' de vez Surprised

Para quem não conhece, Abrantes é aquela cidade onde a unica oficina de 'motos' existente é algo mais virado para a atividade dos motocultivadores/motosserras e motorizadas, onde já uma vez havia procurado uma bateria para a cbr e soube que so teriam por encomenda, conclusão... nem arrisquei!

O tempo esgotava-se pois tinha que sair pelas 19h e a moto ainda nem trabalhava! Vou a uma loja de baterias auto tentar a sorte: -Não tem nada em stock!
Lá explico que tenho que sair hoje para o Norte e não posso esperar então, aconselham-me uma casa concorrente para me tentar desenrascar. (nisto há que reconhecer o carácter humano deste indivíduo  Smile  )!

Eram 18h45 e, nem sei como, havia lá uma bateria para mim Laughing

Fujo até casa, ponho o líquido na bateria, religiosamente como o vendedor me indicou e... passados uns minutos estavam reunidas as condições para seguir viagem Vrummm

21h30 a viagem:
Abrantes - N2 - Sertã - IC8 - Avelar - IC3 - Condeixa - IC2 - Mealhada - A1 - Espinho - CREP - Aguiar Sousa - Lagares PNF

01h00 a chegada, após 251,8km:


P.S. A foto aos km's foi ja tirada na noite seguinte quando desta vez me quis certificar que tinha mesmo bateria.

-------------------------------------   29 agosto de 2014  -------------------------------------------------

Este era o dia dedicado a passar na companhia da familia da minha mulher pois completava mais um ano e la estavamos todos para a lembrar disso.
Dia de festa, bolo de aniversário e aproveitar para saborear ao maximo a comida portuguesa pois estavamos a poucas horas de deixar de ter contato com ela.

-------------------------------------   30 agosto de 2014  -------------------------------------------------

Partida pelas 9h30!
Até aqui só nos estavamos a desviar por 30 minutos do pré-acordado.





A saída de Portugal seria por Bragança, seguindo sempre pela A4, onde seria também o almoço e o ponto para abastecer a moto.



Fazendo um pequeno desvio e indo ao encontro da cidade paramos logo no primeiro restaurante que encontramos e começamos logo muito bem:
-- Eu escolho um belo bife que é algo que não se descobre com tanta facilidade para a região centro/sul e fico logo todo contente;
--A escolha da Vera demora… demora… demora… “olha, não há nada aqui que eu goste!” Ui…
-“desculpe?! Não tem bitoque de porco?”
-“Não!”
-“Lombo assado?”
-“Não!”
-“E frango assado?”
-“Não!”
-“E pato?”
-“Não!”
-“E filetes de pescada?”
-“Também não, menina! Por aqui come-se é carne de vitela ou vaca! Olhe posso é fazer-lhe uma omolete, quer?”
-“ok! Que seja então, já que não gosto de mais nada…”

Que bela despedida da comidinha tuga…
O meu prato tava ótimo, a omolete ouvi dizer q soube a pouco  Very Happy  Valeu o facto de ser tudo gente simpática!



A partir daqui e, tendo em conta a maior distância estar planeada para este dia, foi seguir caminho sempre por auto-via seguindo a indicação Zamora, Valladolid, Aranda del Duero Almazán, Ariza e por fim Zaragoza. Neste trajeto, uma paragem para um lanche logo depois de Valladolid e outra para abastecer num posto também já identificado aqui no fórum pelo Gomes88 e o LoneRider o qual agora não sei precisar a localização!
Estas ultimas muito conhecidas e frequentadas por parte de muitos motards tugas que já por aqui relataram as suas viagens!

A passagem por Peñafiel




Por hoje estava terminado o dia no que diz respeito as duas rodas, 12h e 766km depois de termos começado o dia.



A moto estava agora sossegada na garagem do meu irmão e iriamos agora seguir com ele e a filhota, de carro até Labata - Huesca, onde já estava a mulher dele a espera e onde seria passado o domingo.

-------------------------------------   31 agosto de 2014  --------------------------------------------------

Labata - Huesca
Como a noite tinha sido para por a conversa em dia, a cantar mais uma vez os parabéns à Vera, (mudando os cantores, claro) e continuar a conversar,  o acordar foi já bem depois do galo cantar! Mas, após o pequeno almoço, já estava combinado irmos conhecer o rio e a cascata, por isso não nos podíamos render à perguiça!
As fotos explicam aquilo que ganhamos:






















Faltou apenas a cunhada que estava empenhada em concluir com aproveitamento mais um curso  Ebay
Termina o dia com o regresso a Zaragoza e preparar bem as malas para partir no dia seguinte…

-------------------------------------   01 setembro de 2014  --------------------------------------------------

Zaragoza – Andorra - Perpignan
A saída, como costume, era agendada para as 8h30, o normal era acabarmos por sair ½ hora  atrasados e este dia também não foi exceção.





A indicação aqui dos dois camionistas (ou ‘carrosseros’, como aqui são chamados), era que seguissemos a auto-pista até Lleida, não tentar a nacional pois estava muito degradada e uma segunda feira (ou, lunes! eheh) de certeza a abarrotar de camiões em direção a Barcelona não seria a melhor escolha. Assim foi! Pagamos uns trocos mas tivemos caminho sempre livre e conseguimos ficar a conhecer pessoalmente o meridiano de Greenwich!



O Meridiano:



A partir de Lleida muda-se o dialeto e isso é visível logo nas placas das estradas bem como na pronúncia das pessoas! Parar numa área de serviço já tinha outro nome e já eramos abordados de forma diferente.









É a partir daqui que começamos a ficar com a sensação de ser tudo novidade, aquelas estradas rodeadas de lagos, rios e montanhas num verde que começa a dominar pelas encostas é qualquer coisa!











Neste percurso até Andorra, foi a única vez onde paramos numa “Operação STOP” durante toda a viagem, os policias sempre felizes da vida, analisaram os documentos, desejaram-nos uma boa viagem e, adeus que vamos a nossa vida!









Quando chegamos a Andorra, eram 13h, procuramos um McDonald’s que não sendo a melhor escolha, é sempre a que nos permite despachar mais rapidamente.





Pareciamos quase os primeiros a almoçar, havia apenas um casal á nossa frente a falar português para a rapariga ao balcão e como esta não os estava a entender muito bem vai de chamar o colega tuga para nos despachar a todos, parecia que ainda não tinhamos saído do Norte, eheh!

Um dos nossos pontos de paragem era Merritxel, onde tem a santa padroeira de Andorra. Quanto à santa, mal a vimos, mas o nosso interesse prendia-se mais na arquitetura do edifício onde esta se encontra!





Aproveitamos a pausa para tomar um café que por acaso era de uma marca que todos conhecemos e embalada  a partir de Campo Maior.





Como sempre, la estava ela a por a mota a trabalhar:


Depois disso interessava-nos comprar um postal e mais um íman para colocar no frigorífico, descobrimos uma casinha em pedra com inúmeros recuerdos e acabamos por nos dedicar um pouco a conversa com uma senhora muito simpatica, que o filho até passava ferias em Portugal, e a crise, a nossa viagem e parecia que iriamos ali ficar para o dia seguinte… Um espetaculo!
Em Andorra gostamos de tudo, é mesmo um ‘cantinho’ onde tudo parece tão preservado e tão arrumado e fomos sempre atendidos por gente simpática!



Tinhamos também como objetivo parar na motocard, como já conheço a loja de Madrid e Zaragoza, tinha curiosidade em ver ali aquele mundo de artigos para quem gosta tanto da vida sobre rodas. A minha conclusão pessoal, os preços são realmente mais baratos mas, ir de propósito lá por 2 ou 3 artigos não compensa. Como exemplo, umas botas que cá custam  165Eur online, no site mais barato, lá custaram 145Eur!



Infelizmente o relogio não parava e ainda havia alguns km’s para fazer, sendo que a partir de agora não iamos recorrer a auto estradas, aqui aumentava o interesse pela condução a cada km! Pela manhã, foram muitas as motos que foram passando por nós desde Espanha até aqui e, agora que vamos em direção a fronteira francesa são estes que vão de regresso após mais um dia de passeio.













Em Soldeu, quando abastecemos, para evitar os preços menos acessíveis dos franceses, sai de lá um individuo feliz da vida a saudar-nos: -“Então hoje tenho cá mais uns portugueses!!”
Sai mais uns minutos de conversa: “…de onde são, para onde vão, a família, as dificuldades em Portugal, a enorme comunidade portuguesa no principado…”
Aconselhou-nos a seguir pelo túnel até Pas de la Casa, pela hora e o transito depois na fronteira seria mais vantajoso! Ok, agrademos a indicação, assim faremos!
E, por fim: -“olhem, se estiver um homem no guichet do túnel, ele também é português!”
Por acaso calhou-nos uma senhora…
O preço, seriam uns 6eur mas, as motos pagam 60%, foi uns 3,5€ para passar por ali. Perdemos uma parte muito interessante mas, haveriamos depois de recuperar na descida dos Pirineus!
A partir da fronteira francesa a viagem tornou-se brutal, eram curvas intermináveis, serras vertiginosas, inclinações de estradas que quase se deixava de ver o alcatrão uns metros a frente, muitas vezes era necessário recorrer à 2ª velocidade para descrever as curvas e tombar a moto o mais possível!











Devido ao transito, a chegada a perpignan estava a atrasar-se um pouco mas, a beleza dos locais por onde passamos compensava tudo isso!

A chegada ao destino a que nos propomos para este dia deu-se pelas 21h e, se fosse agora, quem nos dera ter adiado ainda mais esse episódio…
A reserva do hotel tinha sido feita no dia anterior, olhando à poupança, escolhemos o hotel F1, já sabíamos que ali o espaço era muito reduzido, as casas de banho/duche são comuns mas, tendo a escolha a opção ‘cama casal’ e ‘não fumador’ la nos haviamos de arranjar…

(O desabafo:
O que é que correu mal? –Tudo!
O que é que correu bem? – A partida! E, de preferência até nunca mais ou até me esquecer!
Resultado: -uma noite ‘mal dormida’ num quarto em que a limpeza era escassa, o ar era tabaco, as roupas também, até a tinta e as madeiras tinham ‘aroma’ a uma presença toxica acumulada de anos a fio de povo ali a fumar. Fui tentar resolver isto com a funcionária, inglês igual a zero, a amiga traduziu-lhe e entao disse que já não tinha mais quartos e que se eu quisesse vinha lá depois colocar um spray ambientador!! Aconselhei-a antes a ir-se matar! …fim do desabafo!)

A nossa chegada foi em simultâneo com um casal francês que viajavam também de moto, todos equipados e com as malas também atestadas, estariam em viagem e tentamos uma abordagem: - “bonsoir”
Do outro lado tenho duvidas da cara que ele fez pois fez de conta que nem ouviu, ela mal sorriu mas ‘nem ai, nem ui’! Ok, estamos mesmo deslocados e esta não foi a escolha acertada!
Faltava agora o jantar: “Perpignan Take II”
Banho tomado, roupa mudada, capacetes, casaco e vamos pra mota procurar uma taberna aberta…
A parte por onde abordamos a zona central da cidade era um submundo muito cinzento e estranho mas, ao chegarmos descobrimos umas areas mais interessantes, um pouco viradas aos turistas, com uma grande praça cheia de esplanadas e muita gente a passear. Ok, há jantar para nós mas, falta agora saber o que quer dizer estes nomes!
Para tornar a coisa mais perceptível, vou ao translate do google e vejo o que compõe o prato mas, mesmo assim a informação era insuficiente… Hipótese a),b),c) e d), recorrer ao whatsapp  e, com sorte a minha irmã estar atenta ao telemóvel que ela explica já isso tudo!
Tivemos sorte e azar! Sorte pois ela foi exemplar e detalhou todos os pormenores do cardápio, azar porque a única coisa que a Vera gostava era mesmo o bife de perú… Nada se estraga! Ela come o bife dela com pão e eu ganho duas doses de comida



Voltamos para o hotel e desejamos que a noite passasse rápido…
No final do dia:
Andorra  cheers
Perpignan 2 – 0 Nós  Sleep
-------------------------------------   02 Setembro de 2014  --------------------------------------------------

Perpignan – Valence
Aqui o dia começou cedo pois ao deitar já estavamos a desejar que o tempo passasse a voar. As 8:00 já estavamos a preparar para abandonar o quarto, faltava acondicionar tudo na mota e tomar ali o pequeno almoço para evitar outra paragem pelo caminho.
A manhã trouxe-nos um sol magnífico, neste que era um dia dedicado por completo a percorrer estradas nacionais, a fase inicial era percorrer a Costa Sul francesa até próximo de Montpellier e começar então a subir rumo ao interior até terminarmos o dia em Valence.



Como hábito, passadas 2h lá fazíamos  a pausa estratégica para o cafézito e descansar um pouco o físico.









Um dia marcado por uma viagem de menos de 400km’s mas, como muitos foram de aldeia em aldeia levou-nos muito tempo, sendo que en troca enriqueceu-nos de beleza natural e edifícios históricos que infelizmente não pudemos visitar em detalhe para evitar um confronto com o relógio que não parava!











A chegada a Valence aconteceu pelas 19h, como previsto!
No hotel, a qualidade deixou-nos logo felizes da vida, tal o contraste com a noite anterior! O pormenor aqui foi a garagem para a mota, no site da reserva dizia que tinha parque para motos, aqui o jovem confirma-nos isso mas… tinhamos que pagar mais 15€?!?! “ok, a segurança vale isso, toma lá os 15eur e abre-nos o cofre para a mota!”.



Á noite o passeio foi a pé para conhecer a cidade e sem dúvida que está aqui um bom local para visitar, muitas referências históricas, a margem do rio toda recuperada para passeios e, pessoas simpáticas! (ou tudo isto é verdade ou tivemos sorte com quem nos cruzámos).





-------------------------------------   03 Setembro de 2014  --------------------------------------------------

Valence – Neuchatël
O ‘Bonjour’ em Valence foi as 7h, como ficámos um aparthotel, tinhamos acordado ir pela manhã buscar o pequeno almoço e reforçar o estômago com  a devida calma… Mais importante que isso era a corrida matinal que havia ficado prometida!
As 8h estavamos a sair para uma corrida sempre a beira do rio até junto da marina e regressar. Foram de 8km no total, sempre a respirar ar puro. Vale a pena começar assim a manhã!
As 9h30 acabamos por abandonar o hotel, já com tudo arrumado e o destino para o dia de hoje era mesmo a chegada a Neuchatël, onde finalmente iríamos encontrar comida portuguesa!
Até Genéve, a escolha seriam novamente as estradas nacionais que tanto tinham para nos mostrar e, a partir dali iríamos por auto estrada pois já tinhamos aquele autoclante magnífico que permite correr tuneis e auto estradas um ano inteiro por um preço inferior a 30€! Isto é algo tão bom que penso ser a justificação para em Portugal nunca termos tal facilidade, nós só gostamos de coisas difíceis! Very Happy

A despedida:




A Faculdade de Letras


Numa pequena área de repouso, pelas 11h, resolvemos reforçar novamente o estomago e beber qualquer coisa, mais uma ida á casa de banho e no regresso vimos 3 alemães acabados de estacionar, a carga nas motos era tanta que sobrava apenas um reduzido espaço onde cada um encaixava! A amizade entre eles seria grande mas a discussão superava isso, um deles sentou-se a comer e os outros continuaram exaltados minutos a fio! Resultado… cansaram-se e foram também comer!





O traçado da nossa viagem ia sendo paralelo ao Rio Isère, seguíamos a direção de Grenoble mas não chegávamos à cidade, o próximo ponto era Chambéry e o azimute tinha como extremo Genéve, sítio que paramos para lanchar, abastecer e conhecer um pouco.







Mais uma pausa:


Novamente caminho:









Outra pausa e uma bela paisagem:











As passadeiras muito visíveis:


A passagem por Genéve, onde predominam os estacionamentos para as duas rodas:





As 20h30, estávamos finalmente no nosso ponto mais longínquo da viagem, era altura de beijos e abraços á família, de descansar e carregar baterias para o regresso a Portugal!

-------------------------------------   04 Setembro de 2014  --------------------------------------------------

Dia de descanso ... ou não!

Proposta:
Corrida de 16km até La Chaux de Fonds, ganhando assim o jantar em casa da minha irmã!

Pessoas no perfeito juízo não fariam tal coisa num dia em que, supostamente, era para descansar!  Que burro





Como ali não há muito sítio plano, nada como fazer 6km em subida contínua, indo dos 870mt até aos 1293mt de altitude  Vénia

Sim... no final ganhamos mesmo o jantar!



-------------------------------------   05 Setembro de 2014  --------------------------------------------------

Neuchatël - Évry
Abandonar a Suiça torna-se, para nós, cada vez mais difícil, as 9h da manhã estava aqui marcado um misto de sensações, acabava a visita e a próxima vez que nos voltamos a encontrar será no Natal mas… há também o resto da viagem e o gosto de somar km’s e km’s de moto!



O nosso obrigado e o até breve:




Aqui, onde no dia anterior tanto nos doeu nas pernas:




O ponto: "La vue des Alpes" 1293mt




A saída seria pela região de Locle, em direção a Besançon, estamos assim a regressar a França e o final do dia iria aproximar-nos de Paris, onde a reserva para a noite estava marcada para Évry, a 30km da Capital.



Os pontos seguintes, que tinhamos como referência eram Morteau – Besançon – Langres. Até aqui a viagem era por estradas nacionais, mais uma vez o verde da paisagem dominava por completo a manhã… A tarde seria para percorrer por auto estrada pois o dia completava-se ao fim de pouco mais de 500km!











Ao final da manhã descobrimos que as 12h os hiper’s fecham e perdemos assim a hipótese de arranjar uma garrafa de água, a solução foi parar logo depois noo primeiro café que encontrámos, … entre o nosso ‘bonjour’ e o do jovem, lançámos um ‘speak English??’. Resposta: -“Français ou portugais”! Ahhh.. Estamos entendidos!
–O amigo arranja-nos uma garrafa de água?
Claro que saímos de lá com água, conversa sobre Portugal, sobre França, a emigração, as origens… e lá tivemos que forçar a partida com mais umas dicas para a escolha do melhor caminho e paragens! Um abraço para este jovem de Chaves!





Aqui uma invenção do gps para reduzir o nosso tempo de viagem:


A pausa para o almoço (havia sempre mesa e bancos para o pic-nic):


Os ultimos 270km do dia foram uma loooonga viagem por auto estrada até ao destino, Évry, onde a escolha do hotel se mostrou acertada, pela simpatia e sossego daquelas gentes e do local.
Para o dia seguinte estava marcada a visita a Paris, um dos marcos desta viagem.
Neste primeiro percurso que fizemos por auto estrada em França, percebemos também que aqui aplicam uma categoria diferente a motos, na altura do pagamento na maquina, aguarda-se um pouco e ela passa de categoria 1 para Categoria 6, o preço reduz para cerca de metade. Com isto, 270km=10,70eur!

E, chegamos ao hotel:


-------------------------------------   06 Setembro de 2014  --------------------------------------------------

Évry – Paris – Nantes

A manhã deste dia levou-nos a Paris, primeira paragem, visitar a catedral Notre Damme, depois uma foto ao Moulin Rouge, uma ao Louvre, passagem pelo Arc Du Triomphe e conhecer a enorme Torre Eiffel. Os objetivos foram todos alcançados, a tarde já se prolongava um pouco mas valeu bem a pena!











A Catedral:













O Avô do Asterix:


O Moulin Rouge:



L'Arc Du Triomphe:





Louvre:




Tour Eiffel:







A loucura é conduzir naquele trânsito, pleno Paris… as ruas tornam-se mesmo pequenas para tanta afluência de carros e motos!



A foto á girl da Can-Am:


Tinhamos que partir pois o relógio já mandava em nós e tivemos que por de lado a hipótese de nos deslocarmos pela nacional optando por auto estrada até Nantes.

A chegada foi já um pco tarde, restou o jantar e uma mini volta para conhecer a cidade.

Quando chegou a hora de fazer a reserva para o dia seguinte surge um problema: -Onde terei deixado o meu cartão multibanco??

Depois de refazer todos os episódios em que tinha estado em contacto com ele, vejo que ficou esquecido no hotel em Évry, quando fiz a reserva anterior! Trato de ligar para o banco, anular o cartão e pedir uma segunda via, em poucos minutos estava anulado, a partir daqui a solução era usar o MB da Vera para as reservas… “C’est la vie”

-------------------------------------   07 Setembro de 2014  --------------------------------------------------

Nantes – Bordeaux
Como no dia anterior tinhamos chegado tarde, decidimos tomar o pequeno almoço na cidade enquanto davamos umas voltas para conhecer melhor a cidade que é tão conhecida pelo seu carnaval! Toda a zona hitórica tem uma enorme alma noturna, tínhamos percebido isso no pequeno passeio quando chegamos, ontem a noite, então nesta manhã de domingo, as únicas vidas que por aqui encontravamos eram aqueles que tinham por missão limpar as ruas e deixar tudo com um aspeto mais agradável aos visitantes.

Uma das coisas que os franceses simplificam é no estacionamento das motos, qualquer passeio é valido para estacionar, desde que não vá bloquear os peões. Abandonámos a moto e la fomos tirar umas fotos e, por fim descobrir um local para o pequeno almoço!













Demos mais uma volta de moto, conhecemos a Ilha de Nantes e partimos até La Rochelle, local onde planeámos a pausa para almoço!

O dia de hoje tinha uma coisa fantástica: o regresso as estradas nacionais! Outro ponto de valor, estavamos a chegar á Costa Noroeste francesa, zonas que ainda desconhecíamos e daí a nossa curiosidade.
Partindo de La Rochelle, cidade onde que alguns viajantes tugas já marcaram visita por crónicas que li, o nosso destino era Bordeaux e, a viagem seria percorrida por vinhas intermináveis, assim como o mar a acompanhar-nos por vezes ao nosso lado!















La Rochelle:




Os companheiros de viagem:




Este domingo foi o dia do aperto, na nossa alma mas.. principalmente no depósito da mota!!
A autonomia dava-nos, em média, para mais de 500km e, a nossa preocupação não era muita pois era frequente avistarmos umas bombas. Neste caso tudo se complicou pois, como ainda não tinha alerta da reserva, partimos descansados da vida de La Rochelle, fomos ver o mar e apontamos a frente para Bordeaux… vamos lá que se faz tarde! Logo que a reserva começou a piscar resolvemos parar numa bomba! Hummm…. Tá fechado! Que estranho!!
Vamos ás funções do gps e este dá-nos mais 5 opções para os próximos km’s… ok, há-de ser já na proxima!
-Afinal não era! Estava fechada!
Na terceira tentativa… a mesma sorte!
Paramos para questionar um vendedor de bolos que estava junto a estrada e este diz-nos que por ser domingo está tudo fechado! Uau, … estamos lixados!
A única opção válida para abastecer ao domingo é com a ‘carte blue’ que o homem tanto estranhou eu não ter… todos tem! Dizia ele…
Pois, eu nunca na vida tive um cartão de crédito e, soube passados estes anos que essa coisa dá jeito se quiser abastecer ao domingo em França!
As hipóteses:
1ª- Estacionar numa bomba e pedir a um iluminado com uma ‘carte blue’ que me atestasse o depósito e em troca so lhe podia pagar com uma nota de 100€. (Talvez me chamassem maluco, me dessem uma carga de porrada e chamassem a polícia por pensar que a nota era falsa... pois toda a gente tem carte blue!!!);
2ª- Acreditar que nasci para ter sorte e seguir viagem até ao destino!
Nesta fase a minha mulher já estava num estado de desgraça em que põe em mim as culpas de Deus ter criado o mundo, recusava-se a ajudar-me a empurrar a moto caso a gasolina acabasse e, lá está, eu era também culpado por ao domingo as bombas de combustível fecharem em França.
Escolhi a 2ª Very Happy
A viagem ia continuando e o computador de bordo foi baixando cada vez mais a autonomia, avistei umas 10 areas de serviço e… tudo fechado a cadeado! Comecei a estudar a opção de entrar na auto estrada e provavelmente iria encontrar uma área de serviço logo que entrasse… ou não!
Quando a margem para andar era de 45km e, a chegada a bordeaux dava-se em 60km, eis que surge uma pequena bomba em que não havia qualquer corrente com cadeado a impedir o acesso. Abrando e… Está aberta!!!
Primeiro fizemos uma festa brutal, fomos durante 5 minutos agradecer ao funcionário/dono, voltamos para abastecer, sentimos que no depósito pouco mais havia do que vapores, voltamos a agradecer, pagámos os 32lts de combustível e seguimos viagem felizes e contentes!
Este disse-nos também que era realmente o único local onde era possível abastecer pois tudo o resto estava encerrado ao domingo, segundo ele porque já não precisavam de dinheiro Very Happy



O resto do dia:









Para acabar este domingo intenso nada melhor do que um hotel que ainda cheirava a novo, um sol que ainda aquecia e uma piscina só para nós que ainda desfrutámos durante 1hora!



-------------------------------------   08 Setembro de 2014  --------------------------------------------------

Bordeaux – Santander

Este dia seria o de despedida da fronteira francesa e a tarde seria mais uma de pura descoberta.

Hora de almoço:


Na verdade nenhum de nós havia percorrido o norte de Espanha e era esta a nossa oportunidade de perceber qual a vida do povo basco! Para chegarmos Irun a viagem seria por auto estrada de modo a ganhar algum tempo para que a tarde fosse por nacional e voltar novamente a encontrar paisagens fabulosas.

















Esta viagem pela costa Norte trouxe-nos uma realidade ate aqui desconhecida! Esta é uma região altamente industrializada, daí, creio eu, que nada temam em relação á desejada independência… Pelo menos aparentam ter condições para se julgarem auto sustentáveis energeticamente e poder ainda vender á capital!







A chegada a Santander aconteceu eram 18h, num clima quente próximo do mar por um dos lados e no oposto uma serra cheia de paisagem verdejante.



Para dormir, escolhemos um bungalow próximo da praia, a experiência foi positiva, o único aspecto que não conseguimos decifrar no booking foi mesmo  o intenso cheiro a vacas mas, acho que elas também se adaptaram ao nosso! Very Happy








-------------------------------------   09 Setembro de 2014  --------------------------------------------------

Santander – Lugo

O dia teve que começar com uma corrida matinal, o reconhecimento do percurso já havia sido feito no dia anterior e, para terminar em grande nada como um mergulho direto numa pequena baía, onde alguns olhavam um pouco de lado para estes ‘malucos’ que as 8h30 abandonaram as sapatilhas na areia e foram dar umas braçadas naquela agua que de quente pouco ou nada tinha!

O local do mergulho, uma hora mais tarde:




O resto manhã e até ao final do dia adivinhava-se uma longa viagem por auto via. A monotonia nem se notou, de um lado acompanhava-nos a região dos Picos da Europa, do outro as belas praias sempre a pedir mais uma paragem e uma pausa numa esplanada.



A pausa:













A escolha de Lugo para pernoitar aconteceu ao acaso. Em Santiago, a maioria dos hotéis estavam no limite e, os preços bastante inflacionados. A Alguns km’s surge a opção Lugo, também com muito para conhecer e, com metade do valor consegue-se um hotel 5*!



-------------------------------------   10 Setembro de 2014  --------------------------------------------------

Lugo – Santiago – Penafiel

Abandonámos Lugo e um povo muito acolhedor e de fácil conversa.





A estrada que nos ‘transportava’ até Santiago era paralela a um dos camiños e quanto mais nos apróximavamos maior era a presença de peregrinos. Torna-se emocionante apercebermo-nos da força que cada um tem em seguir com toda a energia, carregados com enormes mochilas onde grande parte parece que transportam ali a vida. Fomos também apanhando alguns bicigrinos, estes em grupos maiores e com carros de apoio!





Santiago de Compostela era também desconhecido para mim e, embora já tenha ouvido relatos de algumas pessoas conhecidas que até aqui chegaram com as forças das suas crenças, achei realmente incrível o sinal do esforço humano que ali se respira e vive!



As estátuas vivas:






Agora se alguem me chamar para ir até lá acho que alinho também…







Acabada a visita á basílica voltamo-nos a preparar para continuar a viagem.

A nossa chegada foi em simultâneo com estes checos que transportavam aqui tudo e mais um par de botas!! Haja coragem!









Como ao passar a fronteira em Valença atrasavamos a hora dos relógios, resolvemos apertar um pouco no acelerador e almoçar já no nosso canto. Assim foi!

Passagem por Vigo:


E... Portugal:


Próxima paragem em Braga para visitar a nossa sobrinha e contar-nos as novidades da nova escola e vamos lá a mais uns km’s até Freamunde onde fomos conhecer o mais novo membro da família que nasceu durante a nossa viagem.
Demos assim as  boas vindas a nossa mini-sobrinha, jantamos e fomos finalmente acabar o dia em Penafiel onde o corpo já clamava por descanso…


-------------------------------------   14 Setembro de 2014  --------------------------------------------------

Penafiel – Abrantes
Como faltava apenas o ‘fim’ da viagem, este aconteceu no domingo, com a viagem de regresso até casa.
Esta viagem trouxe a maior carga de água que alguma vez apanhei, a paragem na Sertã deu ainda para sacudir um pouco o excesso de líquido e aguardar um pouco pela bonança pois a tempestade essa nem era bom lembrar…

-------------------------------------------   A Conclusão   --------------------------------------------------------

O resultado desta viagem foi uma vitória indiscutível. Foi planeada durante muito tempo mas, como em todos os casos, há sempre coisas a alterar e incertezas até ao ultimo minuto. Na hora de partir, é preciso é não olhar para trás e seguir sempre em frente!

Se alguém estiver interessado em algum detalhe extra basta mandar mensagem!

Boas curvas e, até a proxima viagem...

________________________
PValdeira
avatar
PValdeira
Zero à direita
Zero à direita


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: SUIÇA # 5400km # AGO/SET 2014

Mensagem por zephex em Qui Dez 04 2014, 15:39

Aqui está uma excelente crónica PValdeira.
Mérito
Obrigado pela partilha.

Cumps.
José Paulo
avatar
zephex
Zero à direita
Zero à direita


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: SUIÇA # 5400km # AGO/SET 2014

Mensagem por Serzedo em Qui Dez 04 2014, 16:44

Excelente crónica, com tudo a que de direito, até a uma molha que já fazia falta. Laughing

"V"

________________________
Google+ | | Mototurismo a dois | | Spritmonitor.de
Andar de mota é uma arte e cair... faz parte!! Fábio Pereira é o meu nome, Serzedo a minha terra.
avatar
Serzedo
Manda chicotadas.
Manda chicotadas.


http://www.mototurismoadois.pt.vu

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: SUIÇA # 5400km # AGO/SET 2014

Mensagem por ricmags em Qui Dez 04 2014, 18:00

Grande crónica. Muitos parabéns.
A viagem foi excelente.
Mérito
avatar
ricmags
Zero à direita
Zero à direita


http://ricardomag.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: SUIÇA # 5400km # AGO/SET 2014

Mensagem por LoneRider em Qui Dez 04 2014, 19:45

Merito!
Muito bom relato!

________________________
Vrummm V

ENDLESS ROAD
avatar
LoneRider
Já sai à rua a conduzir.
Já sai à rua a conduzir.


http://loneride.wordpress.com/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: SUIÇA # 5400km # AGO/SET 2014

Mensagem por jl_b em Qui Dez 04 2014, 20:07

Parabéns pela crónica. Uma bela passeata com fotos a condizer.

O mérito já lá está !

________________________
Siga! Que atrás vem outra moto. V
avatar
jl_b
A tirar a carta
A tirar a carta


http://www.remax.pt/jlbeirao

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: SUIÇA # 5400km # AGO/SET 2014

Mensagem por Gomes88 em Sab Dez 06 2014, 16:34

Excelente partilha... Obrigado... E claro que saiu +1 Mérito

________________________
Boas rectas e excelentes curvas...
Motard Gomes88BlackCat Motard
avatar
Gomes88
Zero à direita
Zero à direita


http://www.aaparicao.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: SUIÇA # 5400km # AGO/SET 2014

Mensagem por Zecacbr em Sab Dez 06 2014, 20:46

Bela voltinha. Essa das corridas matinais é a primeira vez que leio. Claro que é de louvar.

Estava a ver que em 15 dias de viagem nem umas gotas apanhavam Vrummm Vrummm

Qualquer dia faço um "raid" parecido pela Europa para visitar familiares. Matam-se muitos coelhos duma só vez.....

Saia um Big Mérito Obrigado pela partilha
avatar
Zecacbr
Já conduz... mal!
Já conduz... mal!


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: SUIÇA # 5400km # AGO/SET 2014

Mensagem por PValdeira em Dom Dez 07 2014, 13:56

Obrigado a todos pelo feedback!

Na verdade, consegui um 2 em 1, deu para visitar a família e ao mesmo tempo torna a viagem um pouco mais económica no que diz respeito a alojamento/refeição!

Ao que explorámos ao longo do percurso, se fosse hoje reduzia ainda mais as 'tiradas' diárias, aproveitando para explorar melhor os monumentos, a história ou mesmo as paisagens mas, as lições guardo-as para a próxima Vrummm

________________________
PValdeira
avatar
PValdeira
Zero à direita
Zero à direita


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: SUIÇA # 5400km # AGO/SET 2014

Mensagem por Ramos Pinto em Dom Dez 07 2014, 21:36

Boa crónica e que bom é recordar locais que se conhece, pelos olhos de outros.

Sai um Mérito

________________________
Eduardo Ramos Pinto

* Andar de Mota é tatuar " LIBERDADE " em cada km, em cada curva...numa paixão de vida.*
avatar
Ramos Pinto
Zero à direita
Zero à direita


http://osonhocomandaamota.wordpress.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: SUIÇA # 5400km # AGO/SET 2014

Mensagem por Carlospira em Dom Dez 07 2014, 23:07

Boas,

Excelente viagem !!!
Dá gosto ler e ver estas aventuras que aqui são contadas por vós!!!

Sai então mais um, Mérito

Um abraço

________________________
CARLOS PIRES
Mama Sumae !!
avatar
Carlospira
Zero à direita
Zero à direita


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: SUIÇA # 5400km # AGO/SET 2014

Mensagem por ssousa em Sab Dez 13 2014, 14:56

Obrigado pela partilha desta aventura.

Já me aconteceu o mesmo, relativamente às bombas estarem fechadas ao domingo por meu desconhecimento.

Meti o cartão de MB, meti o PIN, libertou a mangueira. Atestei, meti novamente o cartão (como estava habituado em Portugal) e para espanto meu não me cobrou nada!!! Nada mau, um depósito de gasolina Grátis!!!!

Sai o merecido Mérito

________________________
Abraço Serrano
Sérgio Sousa
avatar
ssousa
Zero à direita
Zero à direita


http://www.casadocomendador.pt

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: SUIÇA # 5400km # AGO/SET 2014

Mensagem por AMCosta em Seg Dez 15 2014, 16:42

Excelente viagem, parabéns pela crónica. Palmas

Viajar de moto pela Europa, nem que seja uma vez na vida, é algo inesquecível. Fixe

________________________
António Costa
AMEC-Mototurismo
avatar
AMCosta
Zero à direita
Zero à direita


http://amec-moto.blogspot.com/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: SUIÇA # 5400km # AGO/SET 2014

Mensagem por smvalmeida em Ter Dez 16 2014, 10:53

excelente crónica com fotografias que fazem querer viajar...
obrg pela partilha
+1 Mérito

________________________
Boas curvas & Ride Safe
------------------------------------------------------------
2014- >> YAMAHA FJR 1300A
2012-2015 >> YAMAHA XJ 600 S Diversion
2009-2012 >> SYM GTS 125 Evo


http://motorcycleridingbysmvalmeida.blogspot.com/

avatar
smvalmeida
Zero à direita
Zero à direita


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: SUIÇA # 5400km # AGO/SET 2014

Mensagem por angelomigas em Ter Dez 16 2014, 11:25

excelente cronica. muito bom. é pah, estas cronicas dão me mesmo uma vontade de começar a planear uma viagem. uiii. mas ainda é impossível. ainda sou mt verde. vou começar primeiro por portugal. conhecer os recantos que temos de melhor. mas excelente cronica. sai um Mérito
avatar
angelomigas
Zero à esquerda
Zero à esquerda


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: SUIÇA # 5400km # AGO/SET 2014

Mensagem por nunomsp em Qua Dez 17 2014, 11:11

Muito bom! Fixe 

Sai mais um Mérito
avatar
nunomsp
Zero à direita
Zero à direita


http://www.nuno-pereira.pt

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: SUIÇA # 5400km # AGO/SET 2014

Mensagem por Rui Ribeiro em Sex Dez 19 2014, 22:50

Excelente!!
Fotos "à maneira" e uma voltinha toda catita Smile
Mérito contabilizado!!

________________________
Rui Ribeiro
avatar
Rui Ribeiro
A tirar a carta
A tirar a carta


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: SUIÇA # 5400km # AGO/SET 2014

Mensagem por Mário P. em Sab Dez 20 2014, 21:44

A tirar notas.
Obrigado pela partilha, um abraço.

Mérito Mérito

________________________
avatar
Mário P.
Zero à esquerda
Zero à esquerda


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: SUIÇA # 5400km # AGO/SET 2014

Mensagem por Rambo em Dom Jan 18 2015, 21:31

Bonito passeio e fotos; no entanto faltaram + fotos da Suiça.. principalmente dos Alpes..
avatar
Rambo
A tirar a carta
A tirar a carta


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: SUIÇA # 5400km # AGO/SET 2014

Mensagem por Vítor Soares em Ter Jan 20 2015, 19:24

Parabéns !! Excelente crónica e é mesmo como dizes "as lições guarda-as para a próxima"... é que eu sei exactamente como é planear no papel e depois "fonix que isto são quilómetros pra caramba".... LOL
Mas sabe tão bem.... !!
Fico à espera de nova aventura e boas curvas !!
avatar
Vítor Soares
Zero à direita
Zero à direita


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: SUIÇA # 5400km # AGO/SET 2014

Mensagem por Elisio FJR em Sex Jan 23 2015, 14:54

Só hoje é que cheguei aqui!!!!!!!!!

Grande volta e óptima crónica, thanks!

PValdeira ganhou 1 M

________________________
MY LIFE IS A HELL!!!
avatar
Elisio FJR
Já sai à rua a conduzir.
Já sai à rua a conduzir.


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: SUIÇA # 5400km # AGO/SET 2014

Mensagem por S.Vital em Sex Jan 23 2015, 16:54

Boas

Execelente viagem boa cronica. +1 Mérito Fixe

Boas curvas
S.vital

S.Vital
Zero à esquerda
Zero à esquerda


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: SUIÇA # 5400km # AGO/SET 2014

Mensagem por santos466 em Sex Fev 13 2015, 15:16

Ainda não tinha lido! Deve ter sido uma pazada de kms! Gostei muito de ler! Fizeste uma coisa que é o que desejo um dia fazer! Uma volta enorme com a esposa!
Por enquanto os miudos ainda limitam um pouco saidas assim, mas um dia...

Abraço e obrigado pela partilha!

________________________
Boas curvas!
Pedro Santos
*Fazer600 99 *Yamaha Thunderace 1000cc *Daelim S2 125cc *Fazer600 02
avatar
santos466
Zero à direita
Zero à direita


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: SUIÇA # 5400km # AGO/SET 2014

Mensagem por balasteiro em Sab Fev 21 2015, 12:56

Um sonho de viagem que deixa qualquer um roído de inveja Rock in

Obrigado pela partilha Abraço de grupo

________________________
Não interessa a cilindrada da tua mota o que importa é o teu espirito cheers

avatar
balasteiro
Zero à direita
Zero à direita


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: SUIÇA # 5400km # AGO/SET 2014

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum