Buscar
 
 

Resultados por:
 

 


Rechercher Busca avançada

Pub
Conectar-se

Esqueci minha senha

Últimos assuntos
» Evento de Natal do M&D dias 2 e 3 de Dezembro Actualizado 01/11/2017
por Panzer Tank Sex Nov 17 2017, 23:29

» De Moura a Baucau "Out of the Box"
por Espsanto Sex Nov 17 2017, 21:53

» [Entrevista] André Pires - GP Macau & Isle of Man TT
por Serzedo Qui Nov 16 2017, 10:41

» Caminito D´Del Rey
por Espsanto Ter Nov 14 2017, 19:31

» N2 Aljustrel a Pedrogão Grande
por Joao Luis Seg Nov 13 2017, 22:39

» [Notícia] Fim da revista Motociclismo?
por Serzedo Seg Nov 13 2017, 16:56

» [Novidade] Yamaha Tracer 900 GT - 2018
por piratao Dom Nov 12 2017, 20:42

» Rota dos Balcãs - 2017
por Vítor Soares Dom Nov 12 2017, 18:34

» [Novidade] Agora o Motos & Destinos também no Topic'it
por Espsanto Sex Nov 10 2017, 23:11

» [Notícia] Miguel Oliveira vence Grande Prémio da Austrália
por carlos lopes Ter Nov 07 2017, 20:29

» Serra da Estrela - Cores de outono
por Rico Sousa Dom Nov 05 2017, 18:47

» De Lisboa a Sagres pela Costa Vicentina
por Nfilipe Dom Nov 05 2017, 15:34

» PARQUE NATURAL DE SOMIEDO - Viagem de Verão
por Espsanto Sex Nov 03 2017, 23:31

» AJUDA PARA CASTANHEIRA DE PERA
por Panzer Tank Dom Out 29 2017, 13:51

» O Caminho de Mota para a India
por Joao Luis Dom Out 29 2017, 10:03

» 3 dias pelo Alto Alentejo e Beira Baixa
por LoneRider Sex Out 27 2017, 19:20

» Viagem a Évora na nova (usada) mota
por Cesar Filipe Sex Out 27 2017, 19:15

» O regresso a Monsanto
por Cesar Filipe Qua Out 25 2017, 00:38

» Teste drive novas trails
por tmr77 Dom Out 22 2017, 17:17

» [Legislação] Conduzir motas aos 14 anos...
por Serzedo Qui Out 19 2017, 15:02

» TRAVELER´S EVENT
por banglentininkas Seg Out 16 2017, 10:22

» Costa Alentejana
por Pedro Rodrigues Qui Out 12 2017, 00:11

» Volta ao Mundo de Francisco Sande e Castro
por Espsanto Ter Out 10 2017, 22:07

» Redescobrindo o Brasil
por Espsanto Ter Out 10 2017, 21:54

» 2017 - Milão/Stelvio/Dolomitas/Liubliana/Verona
por Espsanto Ter Out 10 2017, 21:27

» Uma Viagem ao Centro do Mundo...
por Joao Luis Seg Out 09 2017, 13:55

» Exposição de motas antigas - Matosinhos
por Serzedo Qui Set 28 2017, 09:44

» [Notícia] Mig44 foi 2.º no GP de Aragão
por Serzedo Seg Set 25 2017, 09:40

» BOA NOVA
por Serzedo Qui Set 21 2017, 14:20

» BMW CKLT Jantar das Terças Feiras By João Luis
por Joao Luis Ter Set 19 2017, 22:42

» [Notícia] Ana Carrasco é primeira mulher a vencer num Mundial
por carlos lopes Seg Set 18 2017, 21:54

» picos da europa 2017
por Carlospira Qua Set 13 2017, 21:46

» [Notícia] Federação de Motociclismo oferece árvores
por Serzedo Qua Set 13 2017, 09:40

» Casamento Nádia & Fábio
por Serzedo Ter Set 12 2017, 20:34

» No Cabo de Gata
por Saulo wds Seg Set 11 2017, 12:45

» como transportar moto do brasil para portugal
por luisfilipe Sex Set 08 2017, 22:00

» Mais do mesmo... mas diferente: Tomates aos Picos!
por Joao Luis Qua Set 06 2017, 18:16

» De Lisboa aos Picos da Europa (4 dias)
por diariodoviajante Seg Ago 28 2017, 11:53

» 4 dias por Toledo, Segóvia e Ávila
por diariodoviajante Seg Ago 28 2017, 11:50

» [Ensaio] Suzuki V-Strom 650 - 2017
por Cesar Filipe Sex Ago 25 2017, 17:03

» [Crónica] - N2 de Faro a Chaves em 2 dias e meio!
por nunomsp Qua Ago 23 2017, 22:30

» planear viagens com o TyretoTravel
por nunomsp Qua Ago 23 2017, 22:17

» Diário do Viajante
por diariodoviajante Ter Ago 22 2017, 14:20

» Passeio a Santiago de Compostela
por Cesar Filipe Qua Ago 16 2017, 22:01

» As melhores estradas para conduzir... em Portugal!
por Saulo wds Ter Ago 15 2017, 11:29

Tempo
Al!ve FM

Quarta-feira das 21h às 24h Burn - A hora dos motards

Mapas
Flux RSS


MSN 
AOL 


Doação por Paypal

Redescobrindo o Brasil

Página 2 de 4 Anterior  1, 2, 3, 4  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Re: Redescobrindo o Brasil

Mensagem por Saulo wds em Qui Ago 17 2017, 15:24

@Espsanto escreveu:Continuo a seguir a tua viagem povoada de praias com nomes exóticos desse lado do Atlântico.


É meu amigo, aja imaginação para batizar as praias nesses 8.000 km de litoral.
Saiba tu que algumas delas foram batizadas pelos portugueses!!! Very Happy Very Happy Very Happy

Sofremos da mesma raiva!! Mad Mad Mad E a sensação de impotência nos aflige tal qual ai.
Nossa Mata Atlântica já foi uma das maiores florestas do nosso planeta,
hoje se conta menos de dez por cento, nesse ritmo talvez meus netos não tenham a oportunidade de conhece-las.
avatar
Saulo wds
Zero à direita
Zero à direita


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Redescobrindo o Brasil

Mensagem por Saulo wds em Qui Ago 17 2017, 15:43

Rio de Janeiro - De Norte a Sul no Balanço do Mar


Costa Azul




Dia deste passei pelo estacionamento algo me chama a atenção, a minha moto piscou para mim e ao me aproximar disse baixinho: Já viste bem onde estamos? Olhei aos lados e só carros e motos estacionados, pensei comigo mesmo; isso não é para nós. Ainda quando subia o elevador disse, quer saber, hoje sexta feira , metas da semanas já cumpridas bora para estrada e mais ou menos com um destino!!! Combinei com a Deise que eu passaria três ou quatro dias fora. E assim seis horas depois, já passava das oito da noite e debaixo de muita chuva eu chegava no hostal em Niterói. Há tempos que eu venho planejando uma rodada que fosse por todas as praias possíveis de se chegar rodando numa Moto de todo o Litoral norte do estado do Rio de janeiro desde de que fosse a partir de Niterói indo cidade por cidade até a foz do Itabapoana divisa com o estado do Espirito Santo e assim conto a partir deste post como é que foram os próximos cinco dias. Algumas semanas antes eu e ela a moto rodamos por todo litoral sul do Rio de Janeiro e chamamos aquela Trip de Costa Verde, não que a toda costa norte do litoral fluminense seja conhecida como Costa azul, mesmo assim é que vamos batizar esta Trip. Então convido a quem possa interessar que me acompanhe por todo balanço do mar da Costa Azul.


avatar
Saulo wds
Zero à direita
Zero à direita


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Redescobrindo o Brasil

Mensagem por Saulo wds em Qui Ago 17 2017, 15:54


Rio de Janeiro - De Norte a Sul no Balanço do Mar



Costa Azul /Niterói


Como eu havia dito antes, cheguei a noite passada em Niterói de baixo de muita chuva, demorei para encontrar o tal do hostel que eu havia reservado pelo Booking, cozinhei um Miojo na cozinha do hostel e logo depois do banho fui dormir pensando na chuva que caia lá fora.
Pela manhã antes das seis já cogitava adiar a Trip por conta da chuva, mas por instinto esperei na cama até as oito e não é que o tempo abriu?!! Então bora lá que o balanço do mar não pode parar. Subi na Moto que já pernoitou arrumada e de prontidão ávida para partir, passei pelas praia do centro em seguida pelo MAC - Museu de Artes Contemporâneas, não me inspirei fotografar o tempo nublado e chuvoso ainda persiste, avanço pela praia de São Francisco, e sigo pela baía até Praia de Jurujuba, fazendo minha primeira parada para fotos na prainha do Caís, no deck do cais vi uma agitação de pescadores que como eu vislumbravam a melhora do tempo, eles para saírem ao mar eu para seguir a beira dele. E não é que o sol se impôs entre as nuvens! Me animo sigo então pelo complexo dos Fortes e assim sigo por todos eles, dois deles me chamam a atenção, eu de antemão sabia de uma tal estradinha do exercito que percorre a costa do forte e lá fui, mas dei com os burros n"água os milicos me impuseram uma previa autorização que só se davam de segunda a sexta, "era sábado" para percorrer a tal estradinha que segundo quem me contou é paradisíaca, esta fica para próxima então!! Não me dou por vencido sigo para o Fortaleza de Santa Cruz da Barra. Lá sim tive autorização para seguir e assim foi que beirando e tendo a melhor vista da baía da Guanabara cheguei a fortaleza passando antes pela praias da maçã, da Éva e do Adão. A vista dos mirantes do forte me inspiraram a centenas de fotos e de lá que se tem as melhores vistas dos morros da cidade do Rio de Janeiro. Até ali o dia já me bastava, as belezas daquela manhã já haviam pago o dia.
Porem o balanço do mar não para e há muitas praias ainda em Niterói para conhecer e assim conto que estive em varias delas, sendo as principais a Camboinhas, Itacoatiara, Piratininga, Itaipu, entre muitas outras. E assim no topo do Mirante do Parque Estadual da Serra da Tiririca já com vistas para Itaipuaçu - Maricá encerro este primeiro Post que eu chamei de Costa Azul.




Praia de Icaraí



Praia Adão e Eva



Vista da Estradinha da fortaleza rasgada no paredão de pedra ao fundo o Pão de Açúcar visto de Niterói.





Fortaleza Santa Cruz da Barra





Praia de Jurujuba - Niterói



Deck do Cais - Niterói



Prainha - Niterói



Praia de Piratininga - Niterói



Praia de Itacoatiara Niterói





Cantinho da praia de Itacoatiara - Niterói



A praia de Piratininga é a primeira, e maior, praia da Região Oceânica de Niterói, com 2,7 KM. É, na verdade, dividida entre duas praias: o Praião, maior e com mar agitado; e a Prainha, menor e de mar mais calmo.



Mirante da Serra da Tiririca com vista para Itaipuaçu - Maricá
avatar
Saulo wds
Zero à direita
Zero à direita


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Redescobrindo o Brasil

Mensagem por Saulo wds em Dom Ago 20 2017, 16:10

Rio de Janeiro - De Norte a Sul no Balanço do Mar



Costa Azul


Maricá / Restinga de Maricá / Jaconé




Do alto do Mirante da Serra da Tiririca avistei todos os 15 quilômetros da imensa praia de Itaipuaçú , soube que Marica tem a maior faixa de areia das praias do Rio de Janeiro, na verdade é imensa, aja visto o tamanho da primeira delas Itaipuaçú. Depois vem muitas outras mas com a nítida impressão que todas elas são uma só, esta é uma das característica das praias oceânicas. Das praias e lugar que conheci e mais gostei em Maricá foram a Ponta Negra, o Mirante do Farol da Ponta Negra, conhecido lá como sendo uma das sete maravilhas da cidade. Um estradão de terra segue paralelo a maioria das praias deste trecho dando inicio a um longo e delicioso Off Road beirando o mar. O final dessa estrada por falta de sinalização se confunde com a entrada da APA - Área de Proteção Ambiental que vai da Ponta do Fundão a Restinga de Maricá. Aqui fiz uma breve parada e retornei para me informar a direção a seguir, a minha vontade era seguir por dentro da APA mas a duvida é se a estrada seguia e atravessava toda a Restinga. Voltei alguns quilômetros encontrei duas ou três pessoas e todas elas insistiram para que eu fosse pelo asfalto e que eu não seguisse pela restinga pelo motivo de acharem perigoso porque o lugar e conhecido como sendo área de desova de automóveis roubados. Mas enfim me disseram que a estrada realmente seguia até o final da restinga e que por ela eu ia chegar em Jaconé, mas uma vez me disseram, se for pela restinga com esta moto vá em velocidade e não pare por nada!!! Sabem como é, deu um certo temor, mas quando dizem para não fazer parece que me atento e não me resisto na teimosia de seguir, e a meta todos sabem, é ir pelos caminhos mais próximos ao balanço do mar e nisso apesar do medo a mim imbuído a escolha foi perfeita. Assim contei mais um post da Trip que eu chamo de Costa Azul.



Vista da Praia De Itaipuaçú - Maricá - Serra da Tiririca





Praia da Ponta Negra - Maricá





Mirante da Ponta Negra - Maricá



Estradão de terra beirando mar num longo trecho das praias de Maricá



Estradão de terra beirando mar num longo trecho das praias de Maricá



Situada na Restinga de Maricá, ao lado da Barra de Maricá,
a Praia de Guaratiba tem uma extensão aproximada de 4 Km, onde é predominante a vegetação típica de restinga.



Inicio da APA Restinga de Maricá.



Estrada que corta a Restinga de Maricá



Estrada que corta a Restinga de Maricá





Praia das Corujas - Jaconé
avatar
Saulo wds
Zero à direita
Zero à direita


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Redescobrindo o Brasil

Mensagem por Saulo wds em Seg Ago 21 2017, 15:56

Rio de Janeiro - De Norte a Sul no Balanço do Mar


Costa Azul



Saquarema / Araruama



Cheguei em Saquarema vindo pelo estradão de areia que atravessa toda restinga de Maricá, jamais imaginei que pudesse rodar ou que existisse tantos quilômetros de estradas de terra beirando o mar assim tão próximos da cidade do Rio de Janeiro, foram mais de cinquenta quilômetros beirando a praia desde Itaipuaçú até aqui o pontão do Jaconé. daqui sigo cerca de dez quilômetros pelo asfalto pela orla de Saquarema, sigo uma a uma todas as praias e assim vi passar as praias de areia brancas como talco, aos poucos pelo azul do mar e pelo tamanho das ondas confirmo in loco o porque do lugar ser conhecido como capital nacional do Surf. As praias uma mais linda que a outra de todas, três se destacam no meu gosto a Da Vila, da Barrinha e a Prainha. Das três, a da Barrinha é mais bela, vista do alta da colina da Ermida de Nazareth sem duvida o mais belo panorama da Trip até aqui. A igreja de Nazareth no alto do costão me remetem ao que meus olhos de melhor podem eleger de belo. Diz a lenda que o pescador encontrou no rochedo a imagem de Maria, deu-lhe então o titulo de Nossa senhora de Nazareth, levou para casa e vigília fizeram, deram conta no dia seguinte que a imagem teria desaparecido, encontrada horas depois novamente no paredão do rochedo, e isso aconteceu por mais duas vezes.
Decidiram então construir uma capela no alto do rochedo que deram o nome de Nossa senhora de Nazareth, a fama de milagres se fez grande e rapidamente construíram a igreja de maior dimensão, isso ainda nos idos anos de 1800. E assim do alto do rochedo avisto as praias de Itaúna, Barrinha e da Vila. Garanto a vocês que é aqui do alto que elevo meus pensamentos e agradeço por viver num país tão belo como o nosso. É assim que eu me despeço de Saquarema.




Praia de Vilatur - Saquarema - RJ



Igreja Nossa Senhora de Nazareth - Saquarema



Praia da Vila - Saquarema





Igreja Nossa Senhora de Nazareth - Saquarema



Praia da Barrinha - Saquarema
Encontro do mar com o lago





Mirante do rochedo com vista para a praia da Vila



Vista da Praia de Itaúna - Saquarema

Atrás da igreja há um pequeno cemitério com esta espetacular vista da praia.
Deus me conceda muitos anos.
Mas no final de tudo, se aqui for, então, pelo menos para mim jamais existirá o tal fim!!


avatar
Saulo wds
Zero à direita
Zero à direita


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Redescobrindo o Brasil

Mensagem por Saulo wds em Ter Ago 22 2017, 14:18

Rio de Janeiro - De Norte a Sul no Balanço do Mar


Costa Azul


Arraial do Cabo




Fui-me de Saquarema mas a vontade era de não ir. Sigo pela RJ- 102 em direção a Araruama sempre beirando o mar, lá as praias oceânicas não me apeteciam muito, até que uma placa me chama a atenção, na placa escrito assim: " Praia Seca a Cancun brasileira" lá fui, e digo, não conheço Cancum, mas reafirmo que conheço bem a criatividade de Marketing do brasileiro, a praia é como qualquer outras praias oceânicas. Imagino que Cancun melhor deve ser, mais jamais sera melhor que o Marketing do brasileiro.
Volto para estrada sigo em direção ao destino principal daquela tarde o Arraial do Cabo. Me recordo que recentemente li um pequeno artigo dos tempos idos que dizia assim: " D. Pedro II e sua esposa, Dona Teresa Cristina, passaram 4 horas do dia 25 de Abril de 1847 em Arraial, percorrendo a Praia dos Anjos, visitando a Igreja de N.S. dos Remédios e as salinas do alemão Luiz Lindberg, partindo em seguida para Cabo Frio. Tirando a companhia de Teresa Cristina a minha estada em Arraial foi tal qual a de Dom Pedro II, nisto,na pele eu tive o privilégio de me sentir Imperador, porem ele o Imperador jamais terá a honra e o gosto de ter sido Motociclista, nisto somos reis!!!
Arraial continua linda, já andei antes por aqui então não ouve demora na minha estada. Dessa vez fiz a caminhada até a praia do Forno, considerada como sendo uma das mais belas praias do Brasil, eu fiquei meio na duvida! Desci pelo portinho e segui pela praia dos Anjos, ali percebo centenas de embarcações, algumas de pescadores, outras quase maioria de exploradores, é isso mesmo exploradores, não no que o termo sugere, mas no sentido de explorar o turista. Coincidência ou não, quando sai da igreja N S dos Remédios " Nesta igreja foi realizada a primeira missa no Brasil, inauguraram a primeira capela do Brasil" Talvez se tivessem primeiramente inaugurado escolas hoje não teríamos tantos incultos. Desculpem me esqueci que teço relato de viagem. Como eu estava a dizer ao sair da igreja uma nebrina entre o sol me proporcionou um lindo Arco Iris coroando a igreja, pensei: Duvido que tenha tido um Arco Íris quando Dom Pedro aqui esteve!!! Arraial do Cabo naquele dia foi assim, nisso aplumo a Moto em direção a Cabo Frio mas não sem antes tal qual o imperador fez, fui visitar a tal salina do alemão.



Praia do Forno - Arraial do Cabo





Praia dos Anjos - Arraial do Cabo



Praia dos Anjos - Arraial do Cabo



AMÉRICO VESPÚCIO EM ARRAIAL DO CABO - MARCO HISTÓRICO

O explorador, mercador e navegador florentino Américo Vespúcio desembarcou no território que hoje pertence ao município de Arraial do Cabo, presumivelmente em um ponto localizado na Praia dos Anjos, entre os anos de 1503 e 1504. Arraial do Cabo foi, deste modo, o primeiro marco histórico territorial da região. Américo Vespúcio estava no comando de navios da frota portuguesa de Gonçalo Coelho, armada por cristãos-novos associados a Fernão de Noronha.



Praia dos Anjos - Arraial do Cabo



Igreja N S dos Remédios - Arraial do Cabo

Igreja de Nossa Senhora dos Remédios - Construída em pequena elevação a esquerda da Praia dos Anjos pelos navegantes portugueses, data de 1506 e foi a primeira igreja de pau a pique onde foi celebrada uma missa no Brasil.



Pontal da Atalaia - Arraial do Cabo





Pontal da Atalaia - Arraial do Cabo





Salinas do Alemão - Arraial do Cabo










avatar
Saulo wds
Zero à direita
Zero à direita


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Redescobrindo o Brasil

Mensagem por Saulo wds em Qua Ago 23 2017, 13:31

Rio de Janeiro - De Norte a Sul no Balanço do Mar


Costa Azul

Cabo Frio / Búzios


Desse mar já estive a balançar em outras ocasiões, mas deste balanço não há o que se cansar. Venho do Arraial sigo em direção a orla da praia do Foguete e logo passo pela moderna orla das praias mais próximas ao centro, a Praia do Forte nesta manhã estava especialmente bela para banhistas eu quase me lanço ao banho me contenho e sigo até o canto do Forte, lá é que me delicio com a lida dos pescadores que fazem da pequena praia mercado ao céu aberto.
Na entrada do Forte uma placa me chama atenção, nela conta assim: " Forte São Mateus, erguido para defender as riquezas, como o Pau Brasil" e logo me lasco algumas pergunta: não foram eles os Europeus que levantaram este forte? Defender nossas riquezas? de quem, deles mesmos? Só em imaginar que o Pau Brasil existe mais na Europa que aqui mesmo no Brasil, é lá que eu vi, corre mãos, portas, janelas, assoalhos, moveis, tudo feito de Pau Brasil coisas que aqui nunca vi!! Bela defesa!! Me permito ao riso silencioso e sigo pensativo rumo a Búzios.




Praia do Forte - Cabo Frio





Praia do Forte - Cabo Frio





Canto do Forte - Cabo Frio



João Fernandes - Búzios



João Fernandes - Búzios



Praia Brava - Búzios

avatar
Saulo wds
Zero à direita
Zero à direita


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Redescobrindo o Brasil

Mensagem por Carlos Balio em Qui Ago 24 2017, 10:46

Uma fabulosa redescoberta do Brasil.
Obrigado pela partilha digna de Mérito
avatar
Carlos Balio
Já sai à rua a conduzir.
Já sai à rua a conduzir.


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Redescobrindo o Brasil

Mensagem por zephex em Qui Ago 24 2017, 11:20

Excelente Passeio!!
Mérito

Cumps.
zephex
avatar
zephex
Zero à direita
Zero à direita


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Redescobrindo o Brasil

Mensagem por Saulo wds em Qui Ago 24 2017, 12:58

@Carlos Balio escreveu:Uma fabulosa redescoberta do Brasil.
Obrigado pela partilha digna de Mérito


Muito obrigado meu amigo, aos poucos e a meu modo vou-lhes apresentando a minha terra.




@zephex escreveu:Excelente Passeio!!
Mérito

Cumps.
zephex


Muito obrigado!
Este país é imenso e o passeio esta apenas no inicio!
avatar
Saulo wds
Zero à direita
Zero à direita


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Redescobrindo o Brasil

Mensagem por Saulo wds em Qui Ago 24 2017, 13:16

Rio de Janeiro - De Norte a Sul no Balanço do Mar


Costa Azul


Barra de São João / Rio das Ostras





Eu já venho há alguns bons dias rodando pelo litoral de Estado do Rio de Janeiro, pensem num litoral belo!! Algumas praias são de embasbacar de bonitos, todavia um litoral glamourizado!!! Percebo que a partir daqui uma beleza rustica menos elitizada dão um aspecto natural a natureza do homem e do lugar.
Barra de São João é bem desses lugares que passam despercebidos ao turismo de massa. Lugar tranquilo simpático onde o rio São João desemboca no mar. O Destaque mais importante do lugar talvez seja a capela de São João Batista bem visível em cima do pequeno morro, e também o que mais me chamou atenção foram as ruínas da Ponte Velha sobre o rio São João. Numa pequena praia de areia toda gramada estaciono a moto me descalço da botas e escolho um canto e me dedico então somente a mais pura contemplação, Se quiser tratar da sua saúde e fazer uma coisa boa para a alma e o corpo, não existe coisa melhor que a contemplação da natureza.
Assim me pego vacilante no tempo até que me dou conta de seguir. Dou a volta no quarteirão por de trás da igreja sigo pela praia conhecida como Praião que se estende por mais de quatro quilômetros ladeadas de palmeiras pelo passeio. Sigo por uma estrada de terra beirando a praia, ao longe avisto Rio das Ostras, velha conhecida de tempos atrás. Passo pelas praias do Peixe Dourado e pela praia do Abricó, ali adiante revejo as praias da Tartaruga e do Cemitério, vou até a praia da Barra " Como eu gosto destas Praias em que o rio se encontram com o Mar." Me dedico a explorar as prais ainda desconhecidas ao norte da cidade, Praia da Joana, da Baleia e outras tantas mais ao norte. Foi assim que contei como foi rodar nesta deliciosa tarde pelas praias de Barra de São João e Rio das Ostras.



capela São João Batista - Barra de São João



Prainha - Barra de São João



Prainha - Barra de São João



Ruínas da Ponte Velha - Barra de São João



Praião - Barra de São João







Praia das areias Negras - Rio das Ostras



Pier do Emissário submarino de Costa Azul / Rio das Ostras


avatar
Saulo wds
Zero à direita
Zero à direita


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Redescobrindo o Brasil

Mensagem por Saulo wds em Sex Ago 25 2017, 13:25

Rio de Janeiro - De Norte a Sul no Balanço do Mar

Costa Azul

Macaé / Barra do Furado / Farol de São Thomé


Três horas de relógio é o tempo que separam motoristas e Motociclistas apressados desde Niterói a Macaé, eu pela falta de pressa e no bom ritmo deste viajante já avanço ao terceiro dia a percorrer duzentos e poucos quilômetros, percebo cada vez mais que é neste vagar que eu quero sempre seguir.
É assim que se faz, apressados me desculpem a demora, mas é que só assim que dezenas de praias ficaram marcadas pelas rodas da minha moto, estrada de terra se empoeiram com o meu passar, restingas floresceram em orquídeas, e até dunas me trouxeram até aqui, e o gosto dessa jornada é assim, feita nesse tempo e no balanço do mar!!!






Praia do Pecado - Macaé

E assim em aproximação faço com vagar o contorno da Imboassica , Macaé me recebe numa tarde deliciosa de outono, aqui refaço minha opinião sobre esta cidade, jamais imaginei que ela fosse tão bela, tão limpa, e tão rica!! A Orla da praia toda ela é um convite ao banho de mar, a paisagem do mar ao longe se mesclam com as plataformas e navios petroleiros. As praias uma por uma dou conta de todas elas. Aceno um adeus e sigo rumo ao norte, neste trecho me aparto do mar cerca de trinta quilômetros atalhando a margem do Parque Nacional Restinga de Jurubatíba que me não permitiu seguir paralelo ao mar.



Portinho da Praia do Forte - Macaé



Praia do Forte Macaé



Barra do Furado - Quissamã



Barra do Furado - Quissamã




Sigo por estradas paralelas ao parque, avisto Carapebus e sigo por deliciosas estranhas interioranas pelas bandas de Quissamã, e caminhos ainda mais belos me levam até a Barra do furado lugar rustico já beirando os confins do estado, as praias oferecem boas ondas aos surfistas da região um regalo para aquele final de tarde, me dou conta que tenho um longo trecho Off pela frente, ligo a moto e vou; faço um atalho por trecho de restinga me impus chegar no farol de São Thomé ainda aquela tarde, passei pelo lugar que também tem uma beleza rustica, um pinheiral acompanha toda a orla do lugar, sinto não ter parado ali para algumas fotos, sobre efeito da pressa pra chegar ao dito farol antes do anoitecer sigo restinga adentro, fui e voltei algumas vezes até encontrar o farol, imaginei algo mais grandioso e por pouco ele me passa despercebido e assim conto que cheguei num lugar que muitos poucos desejam chegar e eu quis eu cheguei.

A caminho de Farol de São Thomé







Estrada de terra a caminho do Farol de São Thomé



Estou aqui ao lado do farol de São Thomé, você já ouviu falar dele?
No trecho a seguir passei pelo maior perrengue da Trip até aqui, " Fui informado que teria que voltar e seguir o caminho de asfalto que me levaria ao próximo destino" e apesar do horário avançado, quase noite, insisti em seguir o caminho pela restinga, pensei comigo: nesses três dias rodei por tantas restingas não vai ser agora que vou dar meia volta e fui, o caminho até que estava bom, mas de repente com o cair da noite o que era uma caminho foi virando um areião que por muito pouco quase desisto de continuar, agora aqui dou os parabéns a moto, se eu passei por aquele areião podem apostar que não foi por mérito do piloto e sim da moto, e não é que a filha de uma mãe, apesar da minha mão transpirar de nervoso e medo ela rasgou aquela areia toda. temi ter que pernoitar dentro da restinga, mas que nada!!! Uma hora depois avistei as luzes do Porto de Açu, movido talvez pelas centenas de preces cheguei tarde já passava das nove no meu destino, são João da Barra. Cansado, mas pense num cara feliz!!!




Farol de São Thomé
avatar
Saulo wds
Zero à direita
Zero à direita


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Redescobrindo o Brasil

Mensagem por Saulo wds em Sab Ago 26 2017, 14:47

Rio de Janeiro - De Norte a Sul no Balanço do Mar


Costa Azul

São João da Barra / Ruínas de Atafona


Cheguei em São João da Barra já tarde da noite passava das nove vindo do Farol de são Thomé, a noite e talvez pelo cansaço o lugar não me inspirou, demorei pra encontrar um hotel e quando encontrei fiquei naquele mesmo. Apesar da fome nem tentei sair para comer, não aparentava ter restaurantes na proximidades o lugar ermo, escuro, sinistro!!! Resolvi tomar banho e me deitar, nisso dormi!!! Poucas horas depois, talvez umas três da manha acordo com um barulho estridente quase atemorizante, mas eu estava muito cansado tentei continuar dormindo, porem não consegui, quanto mais eu tentava mais o barulho aumentava, o som do barulho me parecia ondas do mar castigando o rochedo, eu sem compreender, sabia que o mar estava a mais de um km do hotel, não poderia vir do mar aquele som, e assim foi noite adentro. Confesso que tive medo!!! Antes das cinco eu estava de pé aquele som não me permitiu que eu continuasse na cama, me troquei e fui até a recepção. então eu soube pelo segurança do hotel que o som que eu houvia era sim vindo do mar! Perguntei como pode? o mar esta longe? e ele me contou assim: - É que quando a maré sobe após a vazante de seis horas o mar tem chegado cada vez mais em direção a cidade. Como assim? então ele disse - o sol já clareou, vá la fora e veja você mesmo. Quando sai o primeiro pensamento que me vem a cabeça é, que eu estivesse sonhando eu não estava vendo aquilo. Me perguntei isto é pesadelo, filme de terrou ou um Tsuname passou por aqui? O som que eu ouvia literalmente batia nas pares do muro ao lado do meu quarto.
Percebi que vivi uma noite do pesadelo que as pessoas dali tem vivido todos os dias, o mar a cinquenta anos aos pouquinhos todos os dias tem levado um pedacinho da cidade, esta é a história real de Atafona,a cidade que esta sendo engolida pelo mar, não sei se vocês já ouviram falar?



Atafona, pacato distrito de São João da Barra, município do norte-fluminense, a 314 quilômetros do Rio de Janeiro, não sofreu o efeito devastador de um tsunami – como o que destruiu o nordeste do Japão no início de março. Mas as comparações são inevitáveis. O mar avança sobre a cidade desde os anos 70 e vem destruindo ruas inteiras.



As imagens impressionam. Ruínas de hotéis, casas de luxo e de veraneio, comércio e até o batalhão de polícia, tudo destruído num raio de mais de cinco quilômetros de costa. Conforme a água avança, traz consigo a areia, que forma dunas onde antes havia quarteirões inteiros de residências e a avenida Atlântica – que já não existe na parte final da cidade.



Com 30 mil moradores, a localidade, incluindo São João da Barra, tem um território de 432 quilômetros quadrados. A principal atividade econômica da região é a pesca. Mas o turismo tem “animado” os moradores. É cada vez maior o número de pessoas que procuram o lugar para conhecer de perto a ação da natureza na vida cotidiana da comunidade.



Margeando o litoral norte-fluminense, de Grussaí a Atafona, o melhor caminho é a avenida Atlântica. Mas quando se chega a Atafona... Cadê a avenida? Dunas tomam conta do asfalto que já cedeu em diversos pontos.

A destruição foi mais rápida do que o Google Maps, que ainda tem imagens aéreas da avenida.





Conhecida como o “hotel do Julinho”, a ruína mais impactante da praia de Atafona virou ponto turístico. Construído pelo empresário Júlio Ferreira da Silva em 1973, o empreendimento também foi uma mercearia. O jornalista João Noronha, no livro “Uma Dama Chamada Atafona”, descreve o prédio como “o primeiro supermercado da cidade, dotado de bar, padaria e lanchonete”. Na parte superior, foram construídos 48 apartamentos com suítes em três andares. O prédio veio abaixo em abril de 2008, numa nova aproximação do mar. Ninguém se feriu. Meses antes a Defesa Civil Municipal havia interditado o local.



Os destroços do que um dia foi parte da cidade hoje servem de fachadas para que igrejas profetizem o apocalipse. “Atafona é a primeira cidade a ver a chegada do fim do mundo”


avatar
Saulo wds
Zero à direita
Zero à direita


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Redescobrindo o Brasil

Mensagem por Saulo wds em Sab Ago 26 2017, 15:09

Rio de Janeiro - De Norte a Sul no Balanço do Mar


Costa Azul

São João da Barra


Mesmo pela insistência do mar em querer engolir um pedaço da cidade, existem algumas outras praias e lugares que não podem deixar de serem vistos pelo que chegam até aqui, as praias de Atafona, Chapéu do Sol e Grussai são todas muito belas, águas límpidas de areia avermelhada é um convite ao mar, o controverso porto de Açu ouvi dizer que não trouxeram a riquezas prometidas pra cidade. Ao lado do pequeno cais os galpões da fabrica do Conhaque de Alcatrão São João da Barra, quem nunca tomou " O Conhaque do Milagre" pra tirar pigarro da garganta?
Agora se aqui existe um lugar de extrema beleza, este lugar é a foz do rio Paraíba do Sul, tive a oportunidade de colocar minha moto num barco cruzar o rio em direção a Gargaú, Sozinho na proa do barco contemplei silenciosamente toda grandiosidade daquela natureza ainda quase intacta.



Praia de Atafona





















avatar
Saulo wds
Zero à direita
Zero à direita


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Redescobrindo o Brasil

Mensagem por Saulo wds em Sab Ago 26 2017, 15:20

Rio de Janeiro - De Norte a Sul no Balanço do Mar

Costa Azul

Gargaú / Foz do Itabapoana



Desembarquei a Moto no pequeno porto do Gargaú e mirei a proa da moto em direção a Foz do Itabapoana divisa natural do Rio de Janeiro com o Espirito Santo. Antes passei por belíssimas praias, inimagináveis que ajam praias tão belas ao extremo norte do litoral fluminense, duvidam? venha aqui e em loco vejam com olhos de se ver o que eu vi. Uma a uma tive a oportunidade de contemplar e é assim que eu contei e dou por findada a Trip em que rodei por todo litoral Norte fluminense que eu chamei de Costa Azul que dei inicio nas primeiras praias de Niterói findando aqui na última pontinha do estado na Foz do Itabapoana, onde nesse momento do outro lado do rio avisto as terras capixabas e é pra lá que eu vou, mas esta é uma outra história.





Praia do Caçador - São Francisco do Itabapoana - RJ



Praia do Buena - São Francisco do Itabapoana - RJ



Praia de Lagoa Doce - São Francisco do Itabapoana - RJ



Praia da Lagoa Doce - São Francisco do Itabapoana - RJ



Foz do Rio Itabapoana limite dos estados do Rio de Janeiro e Espirito Santo.
Tudo que se vê elem do rio são as terras capixabas.



Foz do Rio Itabapoana limite dos estados do Rio de Janeiro e Espirito Santo.

avatar
Saulo wds
Zero à direita
Zero à direita


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Redescobrindo o Brasil

Mensagem por Saulo wds em Ter Ago 29 2017, 00:08

Como eu já havia dito antes, o litoral do Brasil tem cerca de 8.000 km, dos vinte e sete estados, nove deles são banhados pelo mar, eu relatei acima minhas andadas pelo litoral do estado do Rio de Janeiro, faltam outros oito litorais estaduais que em algum momento da minha vida Motociclistisca percorri e que em momento oportuno eu conto aqui como foi.
Porem agora, aos poucos convido a vocês a Redescobrirem um pouquinho do interior deste imenso país, conto agora então, um trechinho da minha mais recente viagem ao interior do Brasil.
avatar
Saulo wds
Zero à direita
Zero à direita


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Redescobrindo o Brasil

Mensagem por Saulo wds em Ter Ago 29 2017, 00:38

Os Pontões " Em Riste" Capixabas.

Gosto de imaginar o Parque Nacional do Pontões como sendo uma pequena cordilheira que atravessa a espinha dorsal do Estado do Espirito Santo, de norte ao sul do estado lá estão eles os pontões eu nessa viagem desejei conhecer toda extensão dessa imaginária cordilheira. " É sabido que no Brasil não há em seu relevo, cordilheiras". Partindo de São Paulo foram cerca de 1.200 km de deslocamento rumo ao nordeste até a divisa com estado da Bahia, para somente ai iniciar a viagem, agora já em sentido ao sul vou rasgando aos poucos todas estradinhas e curvas ao rodapé dos Pontões.


O Espirito Santo é o maior produtor brasileiro de mármores e granitos e o Brasil quer passar a ser o maior produtor mundial nessa produção.
Dito isto, ao viajar pelo interior do Espirito Santo desde o Cristal do Norte, estremo norte capixaba ao estremo sul nas bandas do Caparaó o que eu mais gostei e vi foram os Pontões em Riste, os Pontões são maciços apontados para o céu e assim traço analogia e em imaginaria alusão faço paralelos e assim é como se os pontões fossem dedos apontados em Riste ao céus num protesto solene, " Olhai por nós!



O Frade e a Freira: formação granítica natural de 68 metros de altitude, situado na divisa do municipío de Itapemirim com Cachoeiro de Itapemirim no distrito de Gruta, e com o município de Vargem Alta , próximo a BR-101





Formação granítica nas proximidades da cidade de Cachoeiro do Itapemirim







Parque Estadual da Pedra Azul - Domingos Martins

A reserva é a principal atração da região. o parque abriga o cartão-postal da serra capixaba - a Pedra Azul. O nome da formação rochosa de mais de 500 metros de altura apontados para o céu, se deve à coloração, que varia ao longo do dia, de acordo com a incidência da luz solar.
Neste dia, ela a Pedra Azul apesar da nossa insistência não quis se mostrar pra gente.





Formação granítica ao norte do estado do ES nas proximidades de Nova Venécia.



Formação granítica ao norte do estado do ES nas proximidades de Nova Venécia no município de Águia Branca , conhecida como Pedra Torta.



Monumento Natural Dos Pontões Capixabas - Pancas - ES



Monumento Natural Dos Pontões Capixabas - Pancas - ES



Monumento Natural Dos Pontões Capixabas - Pancas - ES





Pedra do Camelo - Monumento Natural Dos Pontões Capixabas - Pancas - ES











Pedra do Camelo - cartão postar da cidade de Pancas - ES


avatar
Saulo wds
Zero à direita
Zero à direita


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Redescobrindo o Brasil

Mensagem por Saulo wds em Sex Set 01 2017, 21:01

Foz do Iguaçu Via Estrada do Colono



Foz do Iguaçu é uma das cidades mais visitadas por turistas no Brasil, cidade de Tríplice fronteira entre Brasil, Argentina e Paraguai. Três grandes atrativos trazem grandes volumes de turistas para Foz, Um deles é Itaipu a maior usina hidrelétrica do mundo, depois diria que o turismo de compras no Paraguai e finalmente o que realmente traz turistas para Foz do Iguaçu são a Cataratas do Iguaçu, vocês já devem ter ouvido falar delas? se não, logo adiante eu conto um pouquinho.

Já estive várias vezes em Foz do Iguaçu, mas o que faz desta viagem um pouco diferente das outras vezes é por onde cheguei lá. Rapidamente digo que partindo de São Paulo são cerca de 1200 km para chegar lá e existem ótimas estra com destino a Fóz do Iguaçu, porem dessa vez não quero chegar através do caminho convencional.
Já nas cercanias de Foz esta o Parque Nacional Iguaçu, dentro dele há uma estrada que a mais de quarenta anos está desativada pelos curadores do parque em prol da proteção da Floresta. Já ouviram falar desta floresta? esta é a maior floresta ainda existente de mata atlântica no planeta e é através dela pela antiga estrada do colono que eu quero chegar as Cataratas do Iguaçu e por seguinte a Foz do Iguaçu.

Então vamos ao caso, se algum de vocês um dia quiserem fazer o mesmo caminho, o mapa é assim e dou a letra: Rodem 1300 km até a cidade de Capanema, estando lá peçam autorização para percorrer os 75 km de estrada do Colono que atravessa o Parque, e eis que quase lá estão. Só que não!!! O Parque não permite autorização para percorrer a antiga estrada do Colono. Como eu consegui? não me pergunte!! Mas, lá foi assim.



Acontece que em todos os contatos que eu fiz não consegui autorização para rodar por pela nossa estrada do Colono ,
eu já sabia que não ia conseguir, mas não custa tentar, né? Só que eu tinha um plano B,
e o plano B é uma estrada que também corta o Parque Nacional do Iguaçu só que no outro lado da Fronteira Na Argentina.
Para o efeito que eu desejava para a Rota das Fronteiras ficou até melhor, afinal a estrada do Colono Brasileira não passa de dezoito km e a estrada do "Colono Argentina" tem 70 km de asfalto e 50 de terra dentro do Parque Nacional Iguazu.
Foi assim que me dei por satisfeito e me permiti batizar um trecho da Ruta 101 Argentina em " Estrada do Colono Argentina", afinal foi rodando por ali que imaginariamente me senti rodando pela tão desejada Estrada do Colono. Sem contar que esta é a estrada entre Capanema e Foz do Iguaçu é o mais próximo que se pode rodar da fronteira entre Brasil e Argentina.



Este é um dos Tuneis planejados para que os animais do Parque possam ter a alternativa de atravessar passando por cima da estrada.
Eu tenho minhas duvidas, mas eles garantem que deu certo!!
Se deu certo ou não é outra historia, eu pelo menos posso afirmar que neste trecho não vi nenhum animal atropelado na Ruta.












Pode-se Dizer que esta estrada é a fronteira, tudo que se vê a direita é Brasil, e a esquerda " Bem mais feio" Argentina.



A estrada em si, ainda hoje é utilizada pela administração do Parque, mas até da pra dizer que se trata de uma estrada virgem e ao mesmo tempo bem cuidada, ao desligar a moto primeiro vem o silêncio, depois as vozes da floresta interagem contigo, porem não interaja tanto, as onças não estão para brincadeira.





Foi rodando por esta estrada de terra dentro do Parque Nacional Iguazu,que eu cheguei a Foz do Iguaçu,
Realizando um desejo antigo, "mesmo que imaginariamente" de conhecer a Estrada do Colono


avatar
Saulo wds
Zero à direita
Zero à direita


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Redescobrindo o Brasil

Mensagem por Saulo wds em Sex Set 01 2017, 21:10

Parana

Trecho: Foz do Iguaçu/ Puerto Iguazu


Toda minha paixão que eu tenho por fronteiras com certeza nasceu nesta cidade, é uma historia antiga e tudo começou quando aos quinze anos, meus pais vendo que não tinham outro jeito me emanciparam para que eu pudesse Mochilar pelo Brasil sozinho, antigamente era assim, o adolescente só viajava sem a companhia dos pais, se fosse emancipado, mas esta é outra história, só sei que Foz do Iguaçu foi o primeiro lugar que eu fui depois que me emancipei aos quinze anos, e meu primeiro contato com a fronteira e com a lingua Castelhana foi ali no Porto Meira, quando ainda não existia a ponte Tancredo Neves era ali no porto que se atravessava para a Argentina de barco, cruzando a Fronteira sobre o rio Iguaçu.

Apesar de ter voltado a Foz do Iguaçu inúmeras vezes, nunca me senti tão emocionado como agora,
Rodar de Moto por aqueles lugares me trazia a lembrança das dificuldades que eu passei principalmente pela falta de grana e da distancia da familia, Porem, confesso que faria tudo outra vez. Ou melhor, 32 anos depois eu estava ali fazendo sentindo e vendo como as coisas mudaram tanto na vida, quanto na Fronteira...

Na Fronteira Brasil / Argentina Tudo Mudou, o Deck do Porto Meira onde as Barcas que vinham da Argentina atracavam, não existem mais...Hoje em dia depois que construíram a ponte internacional Tancredo Neves, quase ninguém sabe que ali no Porto Meira é que ficava a Aduana para os tramites para quem desejava atravessar a fronteira.

Outra lugar que mudou bastante, hoje é considerado um Lugar turístico é o Marco das Três Fronteiras ali próximo ao Porto Meira, dali hoje em dia ao contrario de antes conseguimos avistar os Marcos lá do outro lado na Argentina e Também o Marco a esquerda do rio Parana o Marco do Paraguai.



Uma Roda em cada País, lá em baixo o rio Iguaçu - Ponte Tancredo Neves - Fronteira Brasil Argentina - Foz do Iguaçu.

Ditado antigo, quem tem boca vaia Roma, quando eu cheguei no Marco das três fronteira em Foz os seguranças do Parque gentilmente me informaram que eu não poderia descer com a Moto até o Marco, então eu contei a eles do meu desejo de registrar em fotos o que para mim era uma das etapas mais importantes da Rota das Fronteiras. Não só me permitiram como me ajudaram a descer com a Moto até lá.







Nesta Foto com um pouco de esforço avistamos do lado esquerdo, o rio Iguaçu e o Marco Argentino do outro lado do rio,
e a Direita o Rio Parana e o Marco do Paraguai


avatar
Saulo wds
Zero à direita
Zero à direita


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Redescobrindo o Brasil

Mensagem por Saulo wds em Sex Set 01 2017, 21:18

Parana

Foz Do Iguaçu / Cataratas / Itaipu



Quase impossível falar em Foz do Iguaçu e não se lembrar das cataratas ou Itaipu
O relato desta Trip não é de Turismo, porem as cataratas e a Usina hidrelétrica de Itaipu Também é Fronteira.
A curiosidade é que todos os Brasileiros que visitam as Cataratas em Foz, a maioria das quedas que eles veem é Argentina,
e o inverso acontece do outro lado da Fronteira a maioria das quedas que os Argentinos veem ficam no Brasil.

Cataratas vistas do Brasil - Foz do Iguaçu








Cataratas vistas da Argentina - Puerto Iguazu









avatar
Saulo wds
Zero à direita
Zero à direita


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Redescobrindo o Brasil

Mensagem por Saulo wds em Sab Set 02 2017, 12:27

Mato Grosso do Sul

"Porto Murtinho esta a 1400 km de distancia de São Paulo,
valeu cada km rodado e é assim que vamos Redescobrir um pedacinho do Pantanal do Nabileque."


Porto Murtinho / Isla Margarita - Paraguay

O município de Porto Murtinho surgiu no ciclo de erva-mate, responsável pelo devassamento da maior parte da região sul do Estado.
Em 1892, Antônio Corrêa, Superintendente Regional do Banco Rio e Mato Grosso, do qual a Companhia Laranjeira era subsidiária, estabeleceu na Fazenda Três Barras, pertencente ao major Boaventura da Mota, um porto de embarque da produção de erva-mate, destinada aos mercados do sul.
Posteriormente, o Banco Rio e Mato Grosso adquiriu a Fazenda Três Barras, onde estabeleceu a sede da Companhia Mate Laranjeira, surgindo a povoação de Porto Murtinho, à margem esquerda do rio Paraguai, cerca de 50 quilômetros a montante da barra do rio Apa.
Em 1898, o Governo Federal instalou, na povoação, uma mesa de Rendas Federais.
O crescimento contínuo da produção de erva-mate, exigindo escoamento rápido até às margens do rio Paraguai, onde ficavam as carretas vindas do planalto do Amambaí, provocou a construção de ferrovia, que atingiu a localidade de São Roque, facilitando a exportação do produto.
Em 1900, Porto Murtinho foi elevado à Freguesia.
O topônimo é homenagem a Joaquim Duarte Murtinho, então Presidente do Banco Rio e Mato Grosso.





A BR 267 rasga o Pantanal do Nabileque num aterro em linha reta o asfalto impecável me levam a Porto Murtinho, Ao chegar na cidade tive meu primeiro encontro com o Rio Paraguai que sofre uma das maiores cheias dos últimos tempos, por sorte toda cidade de Porto Murtinho é protegida por um Dique de contenção que tem impedido grandes enchentes como aconteceram no passado. O mesmo não acontece do Outro lado da Fronteira as águas tomaram conta de toda Isla Margarita, fui alertado a não atravessar a Fronteira de Barco, não teria onde desembarcar a Moto já que a pequena localidade se encontrava debaixo da água.

Dique de Contenção


Porto Murtinho localizada a margem esquerda do rio Paraguai, entrou para o Site dos Recordes Guinness Brasil como única cidade brasileira a ter um Dique de Contenção de enchentes. Após sofrer três grandes enchentes do Rio Paraguai, o município construiu o Dique e está ampliando. O dique com extensão de 11 km construída para proteger a cidade de Porto Murtinho de inundações do Rio Paraguai.



Minha passagem em Porto Murtinho Foi rápida, somente para ficar registrado na Rota das Fronteira, o pouco que percebi da cidade é que ela não tem a mesma riqueza do passado, porem é bonitinha e parece organizada, e em nada lembra uma cidade de fronteira, não sei se pela enchente que assola o departamento Alto Paraguai impedindo a movimentação na travessias de balsas e barcos para o lado Paraguaio, a unica lembrança que eu trago da cidade é o grandioso Dique, que cerca toda a cidade do Rio Paraguai, rodei por toda extensão do Dique apreciando toda beleza do Grandioso rio Paraguai, do outro lado da margem o Paraguai país que mantem com o Brasil uma das maiores extensões de fronteiriças com nosso país, e aqui a Rota das Fronteiras vai se despedindo dele, seguimos agora em direção a Fronteira da Boliviana.



Touro Bandido

Quem nasceu nessa fronteira
Vai testemunhar o que eu digo
Do velho touro Candil
No Paraguai conhecido


Na Margem do rio Paraguai um Monumento a lenda do Touro Candil
Por falta de um na cidade, represento o Marco da fronteira,
Com uma imagem do Monumento que homenageia a grande lenda da fronteira.


avatar
Saulo wds
Zero à direita
Zero à direita


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Redescobrindo o Brasil

Mensagem por Saulo wds em Seg Set 04 2017, 20:04

Mundo Novo / Ponta Porã , Pela MS - 165 - Rodovia Internacional

" 600 km rodando em uma das três estradas de fronteiras mais temidas das Américas"


A continuação da Avenida Internacional é a MS - 165 Rodovia Internacional, e o que é esta tal Rodovia internacional? É uma rodovia de terra que inicia em Mundo Novo, Passando por cidades como Sete Quedas, Paranhos, Coronel Sapucaia, Aral Moreira, e vai até Ponta Porã e a partir de Ponta Porã ela se intercala com outras estradas e segue asfaltada até Porto Murtinho. As curiosidade ficam por conta que na verdade se tratam de duas estradas que correm paralelamente sobre a Fronteira, uma no lado do Brasil e a outra no Paraguai divididas unicamente por uma zona mista ou neutra, de mais ou menos 200 metros de largura que ao chegar nas cidades que citei acima, estão sendo construídas as tais avenidas Internacionais com um Canteiro Central entre as cidades Fronteiriças.
Outra curiosidade deste trecho é a que faz ser tão temida, é que por ser uma estrada que passa exatamente em cima da Fronteira e na maior parte de toda sua extensão, por não ter cercas, muros, ou qualquer identificação que se trata de uma Fronteira a impressão que tive é que se trata de terra de ninguém, que por sinal não deve ser apenas minha impressão, afinal é por ali que se passa com facilidade por falta de controle todo tipo de trafico entre os dois Países, imagino também que todo criminoso Brasileiro ou Paraguaio que não desejam serem pegos é por estas estradas que transitam, podendo fugir de um lado para outro como assim desejarem. Observei que em alguns trechos já asfaltados a Policia Brasileira consegue fazer algum controle rodoviário, porem de quase nada adianta, quem estiver traficando certamente nestas horas estará ali na estradinha do outro lado da Fronteira sem ser incomodado a não ser em raríssimas ações conjuntas das Policias Brasileiras e Paraguaias. Observem no entanto que estas em nenhum momento são afirmações verdadeiras da realidade, apenas minhas impressões, nada mais!



Inicialmente pensei que fosse conseguir fazer este trecho acima em um único dia, ledo engano,
o medo me fez pilotar com muito mais cautela, entrava leve em cada curva sempre atento num possível encontro com o imprevisível.
Neste dia o máximo que eu consegui rodar foram os 300 km de terra entre Sete Quedas a Ponta Porã.







Exatamente no Centro da Zona Neutra mais ou menos a cada Cinco KM há um Marco Fronteiriço,
Em alguns casos unica alusão de que se trata de uma Fronteira e por incrível que possa parecer,
algumas pessoas da região desconhecem que aquele pequeno poste se trate de um Marco de Fronteira.



Na foto acima a mesma estrada Internacional, só que agora a do lado Paraguaio.





Trevo de Aral Moreira na Linha Internacional, Não há uma cidade fronteiriça no lado Paraguaio da Fronteira, somente algumas casas e um posto de combustível.




Trecho asfaltado da MT - 165 Próximo a Ponta Porã.

Cheguei em Ponta Porã já a noite e ao contrario do que imaginava estava espantosamente muito frio,
fiquei sabendo depois que Ponta Porã é a cidade mais alta do mato Grosso do Sul, estava explicado o motivo do frio!






avatar
Saulo wds
Zero à direita
Zero à direita


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Redescobrindo o Brasil

Mensagem por Saulo wds em Qua Set 06 2017, 14:46

Mato Grosso do Sul

Trecho: Bela Vista


Bela Vista, teve seu desenvolvimento a partir de 1531, pelas incursões dos sertanistas portugueses Pero Lopes e Francisco Chaves. No decorrer do tempo, a área foi palco de sangrentos confrontos entre portugueses e castelhanos e, posteriormente, entre brasileiros e paraguaios.
O tratado de Santo Ildefonso, assinado em 01 de outubro de 1777, reconheceu os direitos do Brasil sobre essa região, restabelecendo como linha de limite o Rio Corrente, atual Rio Apa. Mesmo assim, em 1801, o Capitão Juan Caballero, do exército espanhol, cruza o Rio Apa, funda o Forte São José e ali se instala. No ano seguinte, forças brasileiras, do Presídio de Miranda, sob o comando do Tenente Francisco Rodrigues do Prado, atacaram e arrasaram o Forte, aprisionando a guarnição; morrendo durante a peleja o Capitão Caballero.
A partir de 1845, a região passou a ser percorrida por Joaquim Francisco Lopes e João Henrique Eliot, a mando de João da Silva Machado, Barão de Antonina, com a finalidade de estabelecer vias de comunicação, ligando essas paragens ao Estado de São Paulo. Foram, os Lopes, e os Barbosas, as primeiras famílias a se radicar em terras de Bela Vista. Em 1864, com a Guerra do Paraguai e a região se torna palco de sangrentas batalhas. No dia 21 de abril de 1867, o Coronel Camisão atravessa a Rio Apa e ocupa, no Paraguai, o Fortim de Bela Vista e marcha até Laguna.
Fonte: http://www.mochileiro.tur.br/bela-vista.htm



O Titulo de Princesa faz jus a cidade, de todas as cidades fronteiriças Sul Mato Grossense Bela Vista foi a que mais me deixou saudades,
o quadrilátero onde esta localizado o Regimento da Cavalaria, o Paço Municipal, a Igreja Matriz, é de beleza única.

Das dezenas de cidades Fronteiriças que percorri em milhares de Km através da Rota das Fronteiras, até aqui, esta é a cidade que mais se identifica com o proposito do Roteiro de conhecer o Brasil através da fronteira, se me dissesse que teria que iniciar toda a Rota desde de lá do Arroio Chui, para ter que voltar aqui novamente tenha certeza que faria!
Tudo aqui respira fronteira, apesar do rio Apa fazer a divisa dos dois países e a ligação dos dois é pela ponte, a começar pelo comercio que adotou as dua moedas o Real e Guarany, e o mesmo acontece com a cidade gêmea do outro lado da Fronteira Bella Vista Norte - PY, Os heróis da Guerra com o Paraguai dão nomes as ruas e praças, Importantes Marcos de fronteira, e principalmente o 10° regimento da Cavalaria Antonio João este com certeza da ao lugar o clima Militar que eu pensei que fosse encontrar em todas as outras cidades fronteiriças que por enquanto só encontrei aqui.






PREFEITURA - Paço Municipal foi construído em 1932 pelo construtor Luiz Louzinha, sob as ordens dos padres redentoristas, para uso residencial eclesiástico. Em 15 de março de 1985 foi instalado no prédio o Paço Municipal. O embasamento em soco com pedestal e acesso central. A arquitetura da obra e em Trama de pilastras colossais emparelhadas com abertura em arcos rebaixados. Corpo em recuo com aberturas retangulares. Coroamento cornija desenvolve o beiral, originalmente com frontão central com inspiração no ecletismo.
Fonte:http://www.fronteiranews.com/?pg=bela_vista



A Paróquia de Santo Afonso teve inicio da sua construção em 1932, e foi concluída em 1934 pelo construtor Luiz Louzinha sob a ordem dos padres redentoristas e foi inaugurada em 1935. A paróquia de Santo Afonso foi criada em 04 de abril de 1924 pelos missionários Francis John Mohr, Alphonse Hild e Wilian Fee. Atualmente e mantida sob os cuidados dos padres diocesanos. Sua arquitetura com escadaria de acesso e pedestais. Trama de pilastras colossais emparelhadas. Colunas sustentam pórtico de acesso em arco pleno com frontão triangular e abertura em arcos plenos emolduradas. Rosácea e coroamento com frontão triangular, com empenas prolongadas, e uma cruz latina como arremate, o ecletismo como inspiração neo-romantica.
Fonte:http://www.fronteiranews.com/?pg=bela_vista

10º Regimento de Cavalaria Mecanizado - Destacamento Antonio João




10º RC MEC - A Edificação Militar do 10º Regimento de Cavalaria Mecanizada foi construída em 1919 pelo Exercito Brasileiro. O 3º Regimento chegou a Bela Vista em 10 de dezembro de 1906, sob o comando do tenente-coronel João Inácio Alves Ferreira. Instalaram-se no antigo Ranchamento do Bacuri. Em 1908 denominava-se 3º Regimento de Cavalaria Independente, pelo decreto-lei nº 3.916 de 11 de dezembro de 1919, passou a chamar-se 10º Regimento de Cavalaria Independente. O decreto-lei nº 1.012 de 30 de dezembro de 1938, denominava-o de Regimento Antonio João. Já o decreto-lei nº 21.134 de 16 de maio de 1946, alterou seu nome para 10º Regimento de Cavalaria. Finalmente em 31 de dezembro de 1985 foi adotada a atual denominação: 10º Regimento de Cavalaria Mecanizada Antonio João – 10º RC Mec. Militares desta unidade participaram da 2º Guerra Mundial na Itália, como membros da Força Expedicionária Brasileira.
Fonte: http://www.fronteiranews.com/?pg=bela_vista#



A minha passagem pela cidade coincidiu com um grande movimentação de tropas, não sei se foi casual,
aquela movimentação me deixou curioso como seria o dia dia da caserna, tentei fazer uma visita no regimento fui informado que teria que agendar a visita um dia antes, fui insistente e pedi para falar com algum oficial responsável pela guarda, fui atendido pelo 2° Sargento que depois de ouvir que eu era um Motociclista Percorrendo a Fronteira do Brasil, prontamente colocou um soldado a minha disposição para me acompanhar a visita pelo destacamento com uma unica ressalva que eu não fotografasse as dependências internas do Destacamento, falei da importância do destacamento sobre a minha Rota e ele mais uma vez atendeu meu pedido e permitiu que eu fotografasse algumas partes do Destacamento.




avatar
Saulo wds
Zero à direita
Zero à direita


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Redescobrindo o Brasil

Mensagem por Saulo wds em Qua Set 06 2017, 14:49

Marco Nhandipa



local onde foi travado o primeiro combate por terra da Retirada da Laguna em 11-05-1867 as margens do Rio Apa entre brasileiros e paraguaios, liderado pelo Coronel Carlos de Moraes Camisão e paraguaios pela tropa de Solano Lopes comandados pelo Major Martinho Urbieta. Uma vasta riqueza cultural que Bela Vista abriga em seu solo, a maior guerra que o Brasil já enfrentou a guerra do Brasil-Paraguai, com certeza seus visitantes iriam se deslumbrar com a historia de um Brasil que muitos não conhecem. Nhandipa significa (termo em guarani “Nos chegamos ao fim”). Foi o primeiro combate em terras brasileiras, da celebre Retirada da Laguna. O monumento de pedras homenageia os mortos nas batalhas.






avatar
Saulo wds
Zero à direita
Zero à direita


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Redescobrindo o Brasil

Mensagem por Saulo wds em Qua Set 06 2017, 14:59

Mato Grosso do Sul

O Pantanal / Corumbá

ai de Porto Murtinho com destino a Corumbá já passava das cinco da Tarde, o trecho é longo e pelos caminhos que eu faço seriam mais de 750 km pela frente, então mesmo sendo tarde resolvi tocar até Bonito naquela tarde ainda, assim eu adiantaria mais de 100 km para do dia seguinte, no primeiro instante o GPS calculou 120 km Murtinho / Bonito com previsão de chegar as sete se é assim toquei bem na manha para aproveitar o visual da paisagem Pantaneira. Rodei cerca de 80 km e o GPS atualizou a quilometragem aumentando em 70 km p percurso,foi quando me lembrei que o GPS exclui as estradas de terra, então tive informações de um atalho por estrada de terra que diminuiria o trecho em 50 km, e lá fui, o grande problema é que eu quase não enxergo a noite, e pilotar a noite por estradas de terra no pantanal o risco de colisão com animais é muito grande, reduzi bem a velocidade e mesmo sem enxergar muito bem cheguei em Bonito sem ter atropelado sequer uma formiga por volta das oito da noite, fui direto para a pousada e no dia seguinte antes das sete da manhã já estava na estrada com destino a Bodoquena e Miranda, lugares que sempre desejei conhecer mesmo que fosse somente para uma passagem rápida como foi.



A passagem por Bodoquena e Miranda foi somente pra dizer que passei, mesmo assim valeu a pena, Miranda apesar de ter o turismo voltada para pesca esportiva valeu a pena ter conhecido, o centro da cidade é movimentado e o mulherio aqui da uma bola danada, com certeza qualquer horas desta eu volto, para pescar!!



Apontei a Moto na BR 262 e fui rasgando o Pantanal até o lugar chamado de Buraco das Piranhas, era de lá que eu seguiria para Corumbá por estrada de terra a MS - 184 conhecida mundialmente como Zoológico a céu aberto a Estrada Parque. A estrada esta muito boa, realmente a cena Pantaneira esta presente a cada de curva de rio. Quando cheguei ao Passo do Lontra fui alertado que o Rio Paraguai estava cheio e a balso na Curva do Leque não estavam atravessando e melhor não prosseguir. teimoso que sou fui ver com meus olhos, imaginei assim como é que o rio pode estar tão cheio assim se a estrada esta completamente seca? quando cheguei lá e vi aquela imensidão alagada, a pergunta foi outra, Porque eu não houvi o Pantaneiro? não me arrependi em ter que voltar, realmente a região proporciona um espetáculo a cada curva, valeu a pena ter sido teimoso e da próxima vez com certeza atravesso a Balsa do Leque.


Buraco das Piranhas



Imaginei que Buraco das Piranhas fosse uma vila, me enganei é somente um posto da Policia Rodoviária Federal e o único ponto de apoio é a vendinha do seu Moacir e podem acreditar na placa se precisarem de informação da região é só falar com ele, e não pensem que ele cobra pelas informações, faz somente pelo prazer de informar e fazer novos amigos, conta ele que conhece pessoas do mundo todo por conta das informações a quem a ele procura na pequena vendinha.
Vejam só como ele é uma pessoa desprendida , apesar dele servir almoço na vendinha fez questão de me indicar que eu almoçasse peixe da região na casa do seu Milton la no Passo do Lontra seguindo pela Estrada parque a beira o Rio Miranda. E assim fiz, obrigado seu Moacir.





Estrada Parque


Apesar que a Estrada Parque não ser o Motivo da Trip, achei que seria uma maneira muito mais divertida de se chegar a Fronteira, a entrada da Estrada Parque esta a pouco mais de 100 km de quem vem de Miranda pela BR 262, quando chegar no Buraco das Piranhas vire a direita e siga outros 100 k até chegar num lugar chamado Lampião Aceso e novamente na BR 262 é só seguir para Corumbá.















avatar
Saulo wds
Zero à direita
Zero à direita


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Redescobrindo o Brasil

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 2 de 4 Anterior  1, 2, 3, 4  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum